A gigante sul coreana, Samsung, não perdeu a oportunidade e no CES 2016 apresentou outro dos seus produtos estrelas no mercado de televisões, no qual tem sido um dos players principais: A sua televisão Samsung SUHDEsta surpreendeu tanto que tivemos de escrever um artigo para as apresentar.

As TV’s SUHD de 2016 da Samsung são incorporam uma nova tecnologia designada de Samsung SUHD Quantum Dot Displays, esta, além de trazer uma melhoria na qualidade da imagem, permite ter um design de ecrã curvo sem moldura e uma experiência de utilizador inteligente, tornando o acesso aos diferentes conteúdos mais fácil.

Samsung-SUHD-TV_2

Estas novas televisões trazem uma tecnologia hub (núcleo) IoT, a qual permite ao televisor assumir o papel de sistema de controlo de todo o ecossistema de uma casa inteligente. Serão poucos os que a poderão utilizar como deve ser, ainda assim, é uma tecnologia interessante e com potencial assegurado.

Samsung SUHD Quantum Dot Display

Os modelos Samsung SUHD contam com um ecrã sem cádmio (metal tóxico) com Quantum dot Color, apresentando uma qualidade de imagem com uma luminosidade fantástica, contraste excelente e cores realistas. Segundo a marca, a televisão é capaz de oferecer uma experiência de visualização ideal, independentmente da luz ambiente – ver TV com luz da divisão acesa ou desligada p.ex.

Este ano, todas as Samsung SUHD oferecem uma experiência premium de elevado alcance dinâmico (HDR). Assim é possível conseguir um nível de contraste entre imagens muito claras e muito escuras.

Samsung-SUHD-TV

A nova tecnologia Ultra Black reduz ainda o nível de reflexo de luz, trabalhando ainda mais a qualidade de imagem com um efeito de brilho intenso reduzido. Esta tecnologia é ‘ecológica’, por assim dizer, visto ser inspirada na forma como os olhos das traças verem melhor à noite.

Design 360 – Para uma imersão incrível

A Samsung, 4 anos após a apresentação da primeira TV curva ao mundo, apresenta agora o primeiro ecrã curvo sem moldura, a Samsung SUHD KS9500, de forma a possibilitar uma experiência de visualização o mais verdadeiramente possivel imersiva.

Agora, sem moldura, a atenção do utilizador foca-se no que é importante, na imagem no ecrã, sem ter as bordas em volta que por vezes fazem alguma confusão, dependendo dos designs. E mais, seguindo a imagem elegante adotada noutros produtos seus, a Samsung refinou o design todo, não sendo visivel parafusos em parte alguma, mostrando uma beleza à frente e detrás da TV.

Entretenimento através de um único acesso

Com o Sistema Operativo Tizen (SO com base Linux), nestas TVs da Samsung torna-se fácil aos consumidores descobrirem e acederem a todo o seu conteúdo e serviços favoritos.

  • Novo Smart Hub – O Smart Hub de 2016 foi pensado de forma a permitir aos utilizadores um acesso simplificado ao seu conteúdo preferido: TV ao vivo, Over The Top (OTT), jogos, porn (:winkwink:), etc;
  • Comando inteligente Samsung – A Samsung Smart TV reconhece automaticamente o tipo de set-top box (descodificador), consola de jogos, caixa OTT ou sistema de entretenimento em casa que está ligado à TV;
  • Jogos sem consolas – Estão disponíveis mais de 500 jogos em streaming (transmissão em directo) ou com possibilidade de download;
  • Serviço EXTRA – Premindo o botão EXTRA do comando da televisão Samsung, surge instantaneamente ecrã informação relacionada com o conteúdo;
  • Aplicação “Smart View “– A app “Smart View” da Samsung permite a um utizilador partilhar o seu conteúdo preferido, de forma instantânea, entre a sua família. Esta aplicação encontra-se agora também disponível para além dos equipamentos Samsung Galaxy e ainda outros suporte Android e até memso iOS e Windows. Os consumidores poderão desfrutar dos seus conteúdos favoritos, visto vários sites e aplicações terem suporte de partilha SmartView.
  • Mais acesso a conteúdo – O streaming de filmes UHD, bem como o acesso a programas de TV de prestadores de serviços como: a Amazon, M-GO, Netflix e a apps como o YouTube, agora funcionam muito melhor.

Se ainda achas pouco, espera até ver uma à frente para poder comparar a sua qualidade com as restantes. O problema será seguramente o preço, que na Europa, e em especial em Portugal (por desgraça nossa), é sempre inflacionado pela estranha relação U$D vs €uro. Mesmo assim, sempre existe Amazon.

Para os que perderam a apresentação, deixamos aqui uma parte do vídeo:

Mais informação | Samsung