[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]“Frag like it’s 1999”. Esta é a proposta de Toxikk, um shooter de arena desenvolvido pelo estúdio indie Reakktor Studios, que promete voltar a trazer este género à ribalta da indústria. Num mercado tão saturado de shooters militares voltados para o realismo, será que é possivel que Toxikk consiga o seu lugar à luz? Vamos descobrir.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_video title=”Trailer de Toxikk” link=”https://www.youtube.com/watch?v=FoYcjeHVbnI”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]Quake e Unreal Tournament fizeram um sucesso enorme no final dos anos 90 e principio dos anos 2000 devido ao seu gameplay incrivelmente fluido para a época, armas muito bem balanceadas e mapas que possibilitava a quem os conhecia dominar os adversários através de skill e tática. Foram inclusivé estes jogos que iniciaram popularizaram os e-sports até então desconhecidos. Toxikk inspira-se exactamente nesses dois jogos lendários e dá-lhes a sua própria assinatura.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]O jogo encontra-se em early access no Steam e isso pode afastar alguns mas felizmente, e ao contrário de muitos jogos, é frequentemente atualizado e encontra-se bastante bem polido para um jogo nesta fase.[/vc_column_text][vc_column_text]A jogabilidade do jogo é um regresso a casa para quem se habituou a jogar este género de jogos quando era mais novo: rápida e frenética mas incrivelmente acessível. Se conhecerem os truques dos mapas não é dificil dominarem completamente os outros jogadores, mas se forem iniciantes também podem ter sucesso nos jogos.[/vc_column_text][vc_column_text]Todos os jogadores renascem com apenas uma pistola e punhos. As armas são conseguidas recolhendo-as dos pontos onde aparecem ou eliminando os adversários. O gunplay do jogo é muito bom e digno de um verdadeiro shooter de arena. Também temos uma boa variedade de armas incluindo metrelhadoras, snipers, lança-chamas, lança rockets, shotguns e armas laser. Cada arma tem um modo de disparo secundário com o qual podemos atirar granadas, bolas de fogo ou apontar com as snipers.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_single_image border_color=”grey” img_link_target=”_self” image=”3566″ img_size=”large” img_link_large=”yes”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_gallery type=”flexslider_fade” interval=”3″ images=”3603,3609,3601,3623,3605,3611,3593,3581,3615,3607,3599″ onclick=”link_image” custom_links_target=”_self” img_size=”large”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/4″][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]“A jogabilidade do jogo é um regresso a casa para quem se habituou a jogar este género de jogos quando era mais novo: rápida e frenética mas incrivelmente acessível”[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/4″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]A banda sonora ainda é limitada a uma ou duas faixas mas a musica que se vai ouvindo no jogo é muito boa e cria um ambiente que nos dá vontade de acelerar o passo e distribuir balas pelos inimigos.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]Por enquanto ainda só estão disponíveis dois mapas: Foundation e Twin Peeks. Em Foundation podemos jogar dois modos, Bloodlust e Squad Assault. O primeiro é o típico modo Free-for-all onde é cada jogador por si e o segundo é o típico Team Deathmatch onde duas equipas são colocadas frente-a-frente para ver quem consegue o maior número de mortes. Foundation é um mapa claustrofóbico que representa as ruas estreitas de uma cidade chinesa e é perfeito para estes dois modos de jogo.

Em Twin Peaks podemos jogar o modo Cell Capture. Neste modo cada equipa tem uma base e o objectivo é infiltrar-se na base inimiga, roubar uma bateria e trazê-la para a sua própria base.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_gallery type=”flexslider_fade” interval=”3″ images=”3654,3652,3650,3648,3646″ onclick=”link_image” custom_links_target=”_self” img_size=”large”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_gallery type=”flexslider_fade” interval=”3″ images=”3644,3642,3640,3635,3633″ onclick=”link_image” custom_links_target=”_self” img_size=”large”][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]É um mapa muito mais aberto e vertical que Foundation e nele é possivel conduzir diversos veículos como carros, hover bikes e pequenos aviões de combate. A condução do jogo é muito acessivel e logo na primeira vez que entramos num destes veículos podemos imediatamente fazer boas jogadas com eles. Este mapa é para 16 jogadores mas podia facilmente ter 32 jogadores em combate devido ao seu tamanho.

O desenho dos mapas é muito bem conseguido e simétrico, ao bom estilo de Quake e Unreal. Mais uma vez é de frisar que conhecer os mapas é extremamente importante para ter sucesso neste género, incluindo o local onde as armas aparecem e muito importante, o local onde podemos apanhar os pick-ups que nos aumentam a vida máxima, armadura e munição para que possamos ter vantagem em cada confronto com o adversário.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_video link=”https://www.youtube.com/watch?v=be2d910ZAQk”][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_video link=”https://www.youtube.com/watch?v=kLzmUE5lNEM”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]Este facto torna-se ainda mais relevante pois nascemos apenas com uma pistola e se não soubermos imediatamente para onde nos dirigir vamos apenas ser abatidos por um jogador que tenha uma arma e nos veja.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_gallery type=”flexslider_fade” interval=”3″ images=”3658,3660,3662,3664,3666″ onclick=”link_image” custom_links_target=”_self” img_size=”large”][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]Estes mapas brilham ainda mais devido ao bom uso do motor Unreal Engine que permite que o jogo esteja bastante estável a 60fps fixos sem qualquer queda.

O jogo oferece-nos muitas opções de personalização. Temos muitas opções gráficas nas quais se destacam o limitador de fps que pode ir até 242, o field of view que pode ser aumentado até 120 entre outros efeitos gráficos. Também podemos alterar bastantes definições do rato como a aceleração, o expoente da aceleração, a sensibilidade e a mira. Podemos até definir um tipo de mira diferente para cada arma, algo que muito raramente se vê nos jogos de hoje.

Também podemos praticar contra bots para conhecer melhor as armas e mapas, podemos criar partidas e alterar muitas definições como o número de jogadores, o tempo de jogo, o número de mortes e adicionar mutators que afetam o jogo em tempo real.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]Foi ainda prometido que vai ser possivel usar o Development Kit do Unreal Engine para criar mods e mapas da comunidade. O jogo também recebe atualizações frequentemente e só é adicionado novo conteúdo ao jogo quando o que foi adicionado anteriormente estiver estável e completamente funcional.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/4″][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]“Toxikk é uma óptima experiência do género shooter de arena e um produto incrivelmente polido para a fase inicial em que se encontra”[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/4″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]Resumindo, Toxikk é uma óptima experiência do género shooter de arena e um produto incrivelmente polido para a fase inicial em que se encontra. É um exemplo de como um jogo em early access deve ser construído e o estúdio usa bastante bem o feedback da comunidade para fazer as alterações devidas ao jogo. Se procuram um shooter diferente e mais clássico, mas incrivelmente competitivo, rápido e polido então Toxikk é um excelente jogo a considerar.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]