SteelSeries Arctis 1 Wireless, Review em Português

A SteelSeries é uma das marcas mais conhecidas de periféricos gaming, e neste ultimo ano, a marca tem estado bastante ativa no que ao lançamento de novos produtos diz respeito, melhorando assim a sua oferta em todas as faixas de preço.

Há poucas semanas atrás tivemos a oportunidade de fazer uma review detalhada sobre os novos Arctis 1, um headset low cost, com algumas mudanças de design, face ao habitual da marca. Desta vez, a marca deu-nos a oportunidade de testar a sua nova adição à família Arctis, os Arctis 1 Wireless, um headset que promete satisfazer as necessidades dos jogadores, independentemente da plataforma.

Design

Tal como os Arctis 1 lançados à uns meses atrás, os Arctis 1 Wireless partilham exatamente do mesmo design, bonito e diferente dos restantes headsets gaming no mercado.

Tal com o modelo lançado à poucas semanas, os Arctis 1 Wireless não têm qualquer tipo de iluminação RGB, algo que na nossa opinião é completamente dispensável, em especial porque desta forma a SteelSeries consegue aproveitar ao máximo a duração da bateria.

Como é habitual no design da SteelSeries, é no auricular esquerdo que encontramos todos os controlos e conectores deste headset.

No caso desta versão temos o controlo de volume, um switch para dar mute e unmute ao microfone, um jack de áudio 3.5mm que pode ser utilizado para ligar a dispositivos que disponham deste tipo de conexão, um jack para ligar o microfone, e ainda uma entrada microUSB que serve apenas para carregamento.

Nos Arctis 1, o microfone deixou de ser retrátil e passou a ser removível, algo que pode ser considerado como uma vantagem para quem quer utilizar o headset fora de casa.

Arctis1 W Direita

No auricular direito, encontramos o botão de power, que não só serve para ligar o headset, como permite realizar outro tipo de funções que iremos falar mais à frente. Além disso, existe um pequeno LED que muda de cor consoante os níveis de bateria.

Assim como a sua versão normal, os Arctis 1 Wireless não têm o famoso sistema de apoio de cabeça, que tanto caracteriza a marca.

Com os Arctis 1, a SteelSeries decidiu optar por um design mais tradicional, sem banda elástica, sendo que aqui encontramos o típico aro que fica diretamente apoiado sobre a cabeça. O aro é feito em plástico, e o seu interior em alumínio, o que lhe confere uma boa resistência e maleabilidade. Além disso, o tamanho do headset pode ser ajustado de ambos os lados do aro, de forma a garantir um bom ajuste à cabeça.

Apesar desta mudança de design no que ao apoio de cabeça diz respeito, os Arctis 1 wireless são um headset bastante leve e confortável, pelo que é fácil utilizá-los durante largas horas de jogo sem problemas ou qualquer tipo de desconforto.

Tal como os restantes Arctis, os earpads podem ser facilmente substituídos por outros, oficiais ou não.

A nível de earpads, os Arctis 1 Wireless são igualmente confortáveis, pois utilizam exatamente os mesmos earpads que a restante linha Arctis, fabricados com um material que a marca denomina de “airwave”, e que têm como características o facto de não causarem o aquecimento das orelhas, conseguindo ao mesmo tempo manter um bom nível de isolamento acústico.

Conectividade e desempenho

Através de um dongle wireless 2.4GHz com conector USB Type-C, os Arctis 1 Wireless tornam-se na melhor opção para qualquer jogador que utilize varias plataformas e não queira ter de comprar mais que um headset. Os únicos defeitos deste headset, são o facto de apenas suportar ligação via jack 3.5mm quando os queremos utilizar na Xbox, e o facto de não existir nenhum lugar no headset que permita guardar o dongle facilmente enquanto o transportamos.

Os Arctis 1 Wireless são imbatíveis a nível de conectividade, sendo compatíveis com praticamente qualquer dispositivo no mercado.

Caso a plataforma utilizada não tenha portas USB Type-C (como muitos PC’s e a PS4), deve-se utilizar o adaptador de Type-C para USB, de forma a ligar o dongle ao dispositivo que pretendemos utilizar. Por fim, e caso o dispositivo em questão não tenha nem conectores Type-C nem USB, podemos ligar o headset utilizando um cabo jack 3.5mm para jack 3.5mm tradicional.

Ainda sobre a conectividade wireless, o alcance de sinal surpreendeu-nos, sendo que conseguimos atingir facilmente o alcance de 9 metros anunciado pela marca, mesmo com obstáculos pelo meio e outro tipo de interferências externas. O mesmo podemos afirmar acerca da bateria, que durou aproximadamente 18.5 horas.

Qualidade de áudio

Algo que não nos fartamos de referir nas nossas reviews de headsets, é o facto de não ser fácil avaliar a qualidade de áudio de um headset, sendo que cada headset tem pontos fortes e fracos, especialmente quando falamos de headsets wireless, que tendem a ter uma qualidade inferior às suas versões wired.

Ao ser um headset wireless, não é propriamente o headset ideal para aqueles gamers mais exigentes que querem uma experiência de áudio “perfeita”, pois os headsets wireless tendem a ter uma qualidade de áudio ligeiramente inferior, e estão sujeitos a interferências externas, principalmente se tivermos em conta que existem centenas de dispositivos à nossa volta a funcionar na banda dos 2.4GHz.

A experiência de áudio que tivemos com os Arctis 1 Wireless é similar à oferecida pelos restantes headsets da linha Arctis, no entanto, não podemos deixar de referir que detetamos algum white noise quando o headset está ligado via wireless. Tal não se verifica quando ligamos o headset via jack 3.5mm diretamente ao PC ou ao smartphone, sendo que nessas situações o ruído desaparece por completo. Ainda assim, o ruído é apenas audível quando temos o headset com o volume no máximo (no ajuste físico) e se estivermos num espaço sossegado, caso contrario não é percetível, nem sobrepõe a reprodução de áudio enquanto se ouve musica ou joga.

Ainda no que à qualidade de áudio diz respeito, é importante referir que à semelhança dos Arctis 1 normais, esta versão wireless também não suporta DTS Headphone:X V2.0, sendo a qualidade de som surround 7.1 inferior quando comparado com outros modelos, como os Arctis 5 ou 7.

Microfone

O microfone tem vindo a ser um dos pontos fortes da gama Arctis, sendo um dos melhores microfones que se pode encontrar num headset, tanto a nível de qualidade de áudio como a nível de cancelamento de ruído, no entanto, o mesmo não podemos dizer do microfone deste headset quando ligado via wireless. Em baixo, poderão ouvir um sample de áudio dos Arctis 1 Wireless e um sample de áudio (tirado da nossa review anterior) dos Arctis 1 wired, para comparação:

Como podem confirmar, a qualidade de som do microfone dos Arctis 1 wired é notavelmente superior à qualidade obtida com os Arctis 1 wireless, sendo que nestes o ruído de fundo é facilmente percetível. Honestamente esperávamos um desempenho superior neste aspeto, e seria igualmente interessante poder ajustar o nível de cancelamento de ruído do microfone através do software, como acontece com os modelos mais caros.

Software

Ao contrario do seu irmão mais velho, os Arctis 1 Wireless são suportados pelo SteelSeries Engine 3.

Tal como já referimos em reviews anteriores, o SteelSeries Engine 3 é um dos softwares mais fáceis de utilizar a nível de interface e opções, sendo que é fácil personalizar parâmetros importantes como o equalizador de áudio (que contem um conjunto de perfis predefinidos), o volume do microfone, ou até mesmo o sidetone do mesmo.

Além dos ajustes de configuração, através do software é possível instalar novas versões de firmware assim que estas estejam disponíveis, de forma a melhorar o desempenho do produto e a corrigir eventuais problemas.

Para terminar, uma funcionalidade que gostamos bastante (apesar de não estar associada ao Engine 3), é a de podermos usar o botão de power para controlar funções relacionadas com música ou com o atendimento de chamadas, seja no PC ou no smartphone, algo que é bastante útil.

Conclusão

Os Arctis 1 Wireless vem colmatar a falta de opções existentes no mercado de headsets gaming, relativamente à headsets wireless compatíveis com praticamente qualquer plataforma.

Utilizando o mesmo design e drivers de áudio que os Arctis 1 tradicionais, os Arctis 1 wireless oferecem uma experiência similar independentemente da plataforma, sendo inclusivamente fáceis de transportar devido ao seu microfone removível e ao seu baixo peso.

Se querem um headset wireless relativamente barato, ou um headset compatível com todas as plataformas, então os Arctis 1 Wireless são sem duvida a melhor opção. Caso contrario, se apenas estão à procura de um headset para jogar, e a conectividade wireless e compatibilidade entre plataformas não for importante, por este preço, podem optar pelos Arctis 5 que continuam a ser uma das melhores opções preço/qualidade em todos os aspetos.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *