Root no Android
Root no Android

Root no Android: o que é, e para que serve

Muitos de vós sabem o que significa root, ou ter as licenças de super-utilizador, ou melhor ainda: ter root no telemóvel. 

Para os utilizadores de Linux não deveria ser uma palavra estranha já que o acesso a root usa-se sempre para poder realizar a instalação de aplicações. Por questões de segurança, todas as tarefas administrativas em Linux são protegidas com a password do Super-Utilizador, para evitar que qualquer possa manipular o nosso sistema. Em Windows o mais parecido é tocar em “Sim” quando vamos instalar uma aplicação.

Já que Android esta baseado em linux, hereda muitos dos seus princípios básicos. Por defeito os dispositivos com Android não permitem o acesso de administrador aos utilizadores, pelo que, para os obter temos de desbloquear o terminal.

O root em Android, permite ao utilizar ter privilégios elevados para ultrapassar as limitações que impõe o fabricante de hardware ou a operadora que vendeu o smartphone, tablet, ou o que seja que leve Android. Com acesso root o utilizador terá a habilidade de mover as aplicações do sistema, configurações, executar software especializado que requeira licenças administrativas, que sem root não seria possivel executar.

Além disso, rootear um dispositivo facilita a troca do sistema operativo. Isto é, para poder instalar uma ROM personalizada, precisamos ter acesso root.

O Root é o Jailbreak para Android

Mesmo que pareçam conceitos semelhantes, e muitos de nós o comparemos, não é a mesma coisa. no mundo de iOS que sabemos que é muito restritivo, existem barreiras que impedem instalar ou bootear a uma versão modificada ou completamente diferente do sistema operativo, isto é, o bootloader esta bloqueado, e também não podes instalar aplicações com privilégios de super-utilizador, ou qualquer tipo de software que não provenha do ambiente seguro da loja de aplicações de Apple.

Desfazer-se dessas restrições por completo é o que se conhece como JailBreak em iOS. Rootear o Android simplesmente é obter privilégios de super-utilizador. O processo de desbloquear o bootloader é diferente.

Mesmo que por defeito na maioria dos dispositivos Android de marcas conhecidas não tenhamos um bootloader desbloqueado, muitos fabricantes como HTC, Sony ou Asus deixam-te desbloqueá-lo, e até te deixam instruções. Claro, sempre  tirando-te a garantia depois de o fazer. Por outro lado, a habilidade de instalar aplicações de origens diferentes ao ecossistema de Google e da sua loja, requer apenas trocar uma opção na configuração de Android, sem ser necessário pedir acesso ao root.

Como obter acesso root

O processo varia amplamente entre dispositivo, normalmente filtrando-se num bug de segurança que permite mover o ficheiro binário su. Com aplicações como SuperUser ou SuperSU podem administrar-se as licenças que solicitem outras aplicações.

A dificuldade também varia, mas se alguma coisa demonstrou a comunidade é que até os dispositivos mais restringidos apenas demorar uns meses para cair nas mãos dos hackers. Devido a popularidade de realizar este tipo de acções com os dispositivos Android, os fabricantes optaram por oferecer versões para programadores, dos seus produtos com um bootloader desbloqueado, mas sem nenhum tipo de garantia ou suporte como era de esperar.

Se queres experimentar fazer root no teu dispositivo de forma rápida e simples, experimenta alguma aplicação de root universal, como alguma destas:

Se conheces mais alguma aplicação que permita realizar root, diz-nos a aplicação, assim como o teu terminal!