Review Stellar Blade

Stellar Blade é o mais recente exclusivo da Playstation 5, desenvolvido pelo estúdio Coreano Shift Up.

É um jogo de ação que vai buscar várias inspirações a jogos sendo a principal, a série Nier com o seu setting pós-apocalítico, a sexualização da protagonista, o estilo de banda sonora e de certa forma, o combate.

Apesar de não ser um jogo que pega nestas inspirações e as eleva a um novo patamar, Stellar Blade é um jogo bastante divertido e apesar de ter visto bastante polémica antes e aquando do seu lançamento, acho que isso não deveria esconder os pontos positivos de um jogo que é bastante sólido e acima da média.

Luta pela libertação da Terra

A protagonista de Stellar Blade, Eve, faz parte de um esquadrão enviado para a Terra com o objetivo de a libertar dos monstros que tomaram conta do planeta e expulsaram a maior parte da humanidade da sua casa.

Para derrotar esses monstros, os Naytiba, Eve e os restantes membros do esquadrão conhecidos por Angels, estão equipados com várias modificações que lhes conferem força sobre-humana e a capacidade de sobreviver em ambientes inóspitos como calor extremo, suster a respiração de baixo de água por tempo ilimitado e até aguentar o frio extremo do espaço.

No entanto, esta invasão à Terra corre mal como é obvio e a maior parte do esquadrão de Eve acaba trucidado por um Naytiba de alto escalão e Eve é obrigada a fugir com a ajuda de um colecionador chamado Adam. Após encontrarem um membro de outro esquadrão chamada Lily, a equipa de Eve, Lily e Adam viaja para a última cidade humana escondida dentro de uma montanha, Xion.

Stellar Blade 3

Xion é o principal Hub no qual veremos a maioria do conteúdo secundário. Inicialmente, Xion é uma cidade quase deserta e deprimente, mas há medida que vamos progredindo na história, as nossas ações fazem com que a cidade comece a ganhar vida, com várias lojas a abrir e anúncios em Neon a espalharem-se por todo o lado.

São nestas transições entre capítulos que começamos a receber novas missões secundárias que até achei bastante interessantes e não nos fazem desviar muito do caminho. Além disso, as recompensas que recebem ao completá-las permitem-vos obter melhorias para Eve bastante mais rápido, tornando a campanha principal um pouco mais fácil.

As zonas que visitamos em Stellar Blade são um misto de linear e mundo aberto. As zonas lineares não possuem mapa e possuem alguns checkpoints antes das zonas principais para os quais podemos fazer fast travel usando umas cabines telefónicas que esses checkpoints possuem.

Nas zonas abertas, temos um mapa que podemos abrir para nos localizarmos e são bastante maiores que as zonas lineares. Também possuem cabines telefónicas de fast travel em locais onde não existem checkpoints e até podemos iniciar várias missões secundárias ao interagir com alguns NPCs que encontramos nessas áreas.

Stellar Blade 11

No que toca à história em si, não achei nada de especial. Se jogaram Nier Automata ou Replicant, a narrativa e os twists de Stellar Blade vão ser imediatamente previsíveis, mas não significa que a história não seja bem escrita ou coerente, simplesmente acabei por vê-la como uma lista de elementos que tinha visto em Nier e fui riscando à medida que iam aparecendo.

Algo que gostei na história foi a forma como Eve vai interagindo com relíquias do mundo dos humanos dos quais não tem conhecimento, mas mesmo isso é algo que já tinha visto em Nier. Faltou aquele twist poderoso que normalmente acontece a meio do jogo ou antes do capítulo final para dar algum impacto à história.

Grande parte da lore é encontrada no mapa ao interagir com restos humanos e obtendo o seu último registo ou stick de memória que tinha implementado. Estes registos geralmente mostram os acontecimentos que levaram ao seu fim trágico ou diários que permitem entender um pouco a forma como os humanos vivem neste mundo que já não é deles. Alguns registos ainda incluem palavras passe para baús escondidos em zonas do mapa.

As missões secundárias também permitem conhecer melhor os habitantes de Xion e os seus problemas e vão desde matar um ou vários inimigos para vingar algum ente querido de um habitante que foi morto até recuperar memórias, investigar assassinatos ou pescar certos peixes específicos.

Stellar Blade 10

A campanha possui 3 finais principais, sendo um deles o “true ending” que requer que obtenham o maior número de colecionáveis possíveis ao chegarem a esse ponto da história, algo que por acaso já estava a fazer e acabei por demorar quase 40 horas para terminar a campanha.

Ainda podem reiniciar o jogo com o modo New Game + e escolher uma nova dificuldade. Também podem obter equipamento adicional e novas habilidades neste modo aumentando assim o replay value do pacote.

O combate é mais Souls do que Nier

Algo que me surpreendeu bastante foi o combate de Stellar Blade, claramente o seu ponto mais forte.

Durante os videos de apresentação, fiquei com a ideia que o combate iria ser bastante próximo ao de Nier Automata, com imensos combos vistosos que podemos encadear de forma ininterrupta para um espetáculo visual.

Mas aquilo com que me deparei foi um combate mais ao estilo Soulslike, focado em bloquear e esquivar no tempo certo, para contra-atacar com uma mistura de combos simples e ataques especiais visualmente impressionantes. Diria que talvez a melhor comparação seria um Devil May Cry mais lento, se é que faz sentido.

As lutas de boss especialmente, estão muito bem feitas e a sua dimensão faz sentido no contexto do mundo de jogo, ou seja, não lutamos propriamente contra inimigos ao nível de um deus como nos Dark Souls, mas os bosses com que lutamos estão claramente muitos níveis acima na cadeia alimentar quando comparados aos inimigos que encontramos durante o resto do jogo.

Stellar Blade 2

Stellar Blade não é um jogo propriamente fácil, mas não é um jogo frustrante. Todas as vezes que morri em especial nas lutas contra bosses, foram por erros meus ou porque ainda não conhecia os padrões de ataque.

Algo que Stellar Blade faz para aliviar essa frustração é algo que sempre quis que existisse nos Soulslike, que é o facto de não perderem qualquer progresso ao serem derrotados.

Apesar de ser parte da essência dos Dark Souls e Elden Ring fez bastante para aliviar isso ao colocar Bonfires mais próximas dos bosses, esta solução remove a pressão de poderem perder imenso progresso se forem apanhados nas teias de um boss de forma inesperada, mas também vos oferece o outro lado da moeda, que é o facto de se poderem dar ao luxo de realmente aprender as lutas e melhorar ao longo das tentativas.

A maioria dos bosses derrotei de forma tranquila após várias tentativas para aprender os seus padrões e, de facto, ainda me vi bastante frustrado quando ainda era apanhado a cometer os mesmos erros. Mas a diferença entre a 1ª luta contra os bosses na qual era completamente massacrado para a luta em que os derrotava já conseguindo esquivar dos seus combos ou bloqueando-os de forma perfeita, trouxeram-me uma satisfação que não fica abaixo da que se tem ao derrotar bosses em Dark Souls.

Stellar Blade 1

Stellar Blade confirmou-me que este é definitivamente o melhor sistema para misturar dificuldade e acessibilidade que é checkpoints perto dos bosses e não perder progresso ao morrer, mas manter o dano causado pelos bosses alto para não terem muita margem de erro, punindo esses erros obrigando-vos a gastar o número limitado de itens de recuperação que podem trazer convosco para as lutas.

Progressão familiar

A progressão em Stellar Blade é bastante familiar para qualquer fã de RPG ou jogo de ação como God of War.

Ao derrotarem inimigos e completarem missões vão receber experiência. Ao encherem a barra recebem pontos SP. Esses pontos serão usadas nas várias árvores de habilidade que vão desbloqueando ao longo do jogo.

Estas árvores estão separadas por categoria como sobrevivência, ataque ou energia.

stellar blade tree

A árvore de sobrevivência permite-vos melhorar aspetos como a quantidade de energia que obtêm ao bloquear e esquivar ataques no tempo certo ou efetuar contra-ataques. A árvore de ataque aumenta a energia que obtêm com os combos básicos e aumenta o número de ataques desses combos. As árvores de energia permitem melhorar as habilidades especiais que requerem energia ganha com ataques e defesas, aumentando a sua funcionalidade e dano que causam. São extremamente importantes para os bosses mais no fim do jogo, pois alguns efeitos que recebem nos últimos upgrades permitem abrir janelas de oportunidade para mais ataques ou para se curarem com itens.

O equipamento também faz parte da progressão, mas a forma como o melhoram é completamente diferente. Apesar de não poderem alterar a arma que usam, existem 3 principais elementos aqui: a Exospine, o Gear e o Drone.

A Exospine é o equipamento que define o vosso estilo de jogo. Começam por poder equipar uma Exospine e eventualmente podem equipar duas. As Exospines vão desde especialização em defesa e esquiva, proteção ao reduzir o dano que sofrem, ataque ao aumentar o dano que causam com os combos ou o dano crítico, aumentar a eficácia e dano causado pelos itens que usam, aumentar o dano que causam com ataques de longo alcance ou melhorar o dano dos ataques de energia, assim como a quantidade máxima de energia que podem ter.

stellar blade gear

O Gear, são peças de equipamento que podem equipar e vão encontrando em baús ou recebem como recompensa ao derrotar bosses e completar missões secundárias. Estas peças servem mais para complementar o estilo de jogo oferecido pela Exospine e os seus bónus são mais específicos como por exemplo, reduzir o dano que recebem de ataques corpo-a-corpo ou de longo alcance, aumentar a energia recebida quando atacam ou recebem dano, aumentar a velocidade do vosso ataque, aumentar o vosso escudo ou o dano que causam aos escudos inimigos, entre muitos outros.

Eventualmente podem ter até quatro peças de Gear equipadas e existem bastantes combinações interessantes que tornam viáveis vários estilos de jogo, desde mais agressivos a mais conservadores ou defensivos.

O vosso drone também serve como arma de longo alcance e podem equipar vários tipos de munição como metralhadora, shotgun, míssil, laser ou balas explosivas. Este também serve de sonar para encontrar itens escondidos ou inimigos no cenário.

Todos estes equipamentos podem ser melhorados. Ao derrotarem inimigos, abrir baús ou terminar missões secundárias vão receber vários materiais de crafting. Estes materiais podem ser usados em certos acampamentos (checkpoints) que possuam uma Repair Console.

As Exospines podem ser melhoradas até nível 3, sendo que o último nível é bastante caro por isso devem focar-se nas que realmente vão ser úteis para o vosso estilo de jogo. Eventualmente conseguem ter tempo para experimentar todas, cheguei ao boss final com todas as Exospines que tinha a nível máximo e apenas me faltou encontrar uma, que por acaso nem seria muito útil para a build que tinha.

stellar blade drone

As peças de Gear possuem também 3 níveis, mas estas não podem ser melhoradas com materiais. Em vez disso, elas são obtidas num nível maior ao serem encontradas em baús, como recompensa de missões ou por derrotar certos inimigos ao longo do jogo.

O Drone pode ser melhorado encontrando os Drone Modules escondidos ao longo do jogo e apenas me faltaram encontrar 3 módulos para um dos upgrades.

Ainda existem formas de melhorar Eve com materiais especiais que são obtidos da mesma forma que os restantes. Weapon Cores permitem melhorar a arma de Eve aumentando o dano que esta causa. Não é algo que vão notar nas zonas novas que escalam com o vosso nível, mas ao regressar a zonas antigas após alguns upgrades, vão definitivamente notar a diferença.

Podem ainda expandir o vosso item de cura que é recarregado ao descansarem nos acampamentos e os sockets para equiparem o Gear, como tinha mencionado anteriormente.

Como tinha dito, existe imenso valor em explorarem o conteúdo secundário pois a vossa exploração é recompensada com estes materiais para melhorarem Eve. Além disso, os materiais que precisam para conseguir melhorar o vosso equipamento todo para o nível máximo ou próximo do máximo não requer grandes desvios nem buscas exaustivas, sendo que a maioria dele é encontrado em missões secundárias ou simplesmente irem ver o que é aquele beco que está ligeiramente ao lado do caminho principal.

Gráficos, performance e som

Graficamente, Stellar Blade é um jogo decente. Possui um bom estilo de arte e os cenários estão repletos com detalhe e elementos com os quais podem interagir. No fim das contas ainda é um jogo que faz uso do Unreal Engine 4.

Claro que não podia passar sem falar de um dos tópicos mais falados de Stellar Blade que é a física do corpo de Eve, com o já icónico balançar dos seus seios e nádegas. Mas mais do que isto, a qualidade das animações está bastante bem feita e existe imensa atenção ao detalhe na forma como Eve interage com os cenários e nos seus combos durante os combates.

Stellar Blade 6

Existem também uma quantidade absurda de fatos para desbloquear (de forma 100% gratuita) ao longo do jogo, todos eles altamente detalhados.

A performance do jogo é bastante boa também. Existem 3 modos gráficos que dão prioridade a qualidade gráfica, performance ou um meio termo dos dois. Foi este último que acabei por escolher pois a qualidade gráfica não foi muito afetada e a performance foi geralmente bastante boa, não notei grandes quedas de framerate tirando em momentos pontuais.

O modo de qualidade gráfica bloqueia o jogo a 30 FPS, algo que não consigo usar num jogo de ação que requer um bom timing para defesa e ataque e o modo de performance tornou o jogo bastante feio, removendo grande parte das sombras e reduzindo a resolução de tal forma que o jogo ficou com um aspeto esbatido.

A banda sonora é muito boa. O estilo é bastante parecido com o de Nier com pianos e coros na maioria das vezes, com algumas lutas de boss a fazer lembrar mais o estilo de Metal Industrial de Devil May Cry.

Stellar Blade 7

O voice acting também é bastante sólido e não tenho nada de negativo a apontar neste aspeto.

Conclusões

Stellar Blade é um jogo bem conseguido na minha opinião. É um daqueles jogos que apesar de não trazer nada de novo à receita, a forma como mistura os ingredientes de outras receitas na mesma base tornam-no digno de ser adquirido.

A história não é nada de especial mas o combate, progressão e conteúdo para desbloquear carregam o pacote às costas. Mesmo que não comprem já, na 1ª promoção que virem devem considerar adquirir Stellar Blade.

Your email address will not be published. Required fields are marked *