Sony a6300 mirrorless em análise [Prós & Contras - Review]
Video 4kExcelente sensor 24MP (crop)Boa focagem com 425 pontosSlowmotion com 120fps
Ecrã não vira totalmenteInterface algo complicadaSem áudioRolling shutter
81%Overall Score

A Sony a6300 chegou-nos às mãos, e em boa hora! Nada como ir de férias com uma boa câmara nas mãos, e uma lente a acompanhar, neste caso, uma Sony FE 24-240mm f/3.5-6.3 OSS.

Lançada no ínicio de 2016, a Sony a6300, ou α6300/alpha 6300, é uma câmara mirrorless semi-pro, que chegou para substituir a a6000. Podem encontrar a partir dos 900€ sem lente, ou a partir dos 1.100€ com alguma lente seja 16-50mm ou 16-70mm.

Uma vez que está no mercado há tantos meses, facilmente encontramos várias análises desta, portanto decidimos ter uma abordagem algo diferente, e mais sucinta.

Por isso o nosso foco foi nos Prós e Contras dela, para perceber se vale a pena a compra, e a quem se destina!

Resumo das Especificações
Sony a6300
Dimensões 120 x 67 x 49 mm
Peso 404 g
Sensor APS-C CMOS (1.5x crop factor)
Resolução de imagem 24 MP (3:2)
Resolução de video 6K com downscale para 4K
PDAF 425 pontos
ISO 100 – 25600 (expande até 51200)
Montagem Sony E (NEX)
Ecrã 3″ – ajustável
Viewfinder XGA Tru-Finder com 2359k pontos (EVF)
Velocidade 11 fps
Estabilizador Não
Flash Sim
Autonomia/Bateria 400 disparos (350 com EVF)
Suporte de RAW Sim
Processador BIONZ X
Preço > 900€

Unbox e primeiras impressões

No modelo que nos foi enviado, tínhamos na caixa o corpo da câmara acompanhado do cabo de carregamento e uma fita para a carregar ao pescoço.

Muito semelhante à antecessora Sony a6000

sony a6300 mirrorless semi-pro

Não sendo um ávido fotógrafo, o peso foi algo que notei logo, pela positiva. A a6300 é leve, característico das câmaras compactas mirrorless. Outro ponto a seu favor é a robustez, que sentimos ao pegar nela, com um corpo em plástico e algumas partes em metal.

Sensor crop 1.5x, uma lente 50mm é na verdade 75mm!

Enquanto que na parte da frente temos os sensor APS-C, enorme com os seus 24 MP (3:2) e perfeito para crop, com factor 1.5x, atrás encontramos toda a interface que utilizaremos para capturar as nossas imagens ou vídeos.

É semelhante a outras câmaras do género, olhando para a parte de trás, temos a maioria da interface. Com o ecrã de 3″ a ocupar a maior parte do espaço e do lado direito temos todos os botões que nos permitirão operar a câmara.

Infelizmente, o ecrã não é nem touch, que poderia facilitar algumas acções, e é algo que encontramos nas câmaras concorrentes desta gama, nem dá para voltar 180º, para selfies.

sony a6300 mirrorless semi-pro

Na base temos a bateria e o slot do cartão de memória, que pode não ser a melhor localização para tal, do lado esquerdo temos as ligações da câmara, com uma porta microUSB para carregar a bateria.

Sony a6300 na mão

Um dos pontos de venda desta mirrorless Sony a6300 é sem dúvida o seu sensor crop APS-C com 24MP. Este permite captar imagens cheias de detalhe, que posteriormente podemos editar sem perder muita qualidade.

sony a6500 crop

O sensor ASP-C conta também com uma autofocagem muito boa, graças aos 425 pontos de focagem. Este foca rapidamente nos objetos a que apontamos. Outra coisa muito boa é o modo silencioso da câmara, em que realmente não se ouve nada. Perfeito para tirar fotos a estranhos às escondidas.

O menu da Sony é algo confuso, requerendo algum estudo e prática. Mas uma coisa bastante boa que a Sony integra nestas câmaras, é a possibilidade de ter perfis preparados. Temos dois botões, C1 e C2, que permitem ativar conjuntos diferentes de opções predefinidas por nós.

Quem procura uma câmara para gravar vídeo, esta será uma boa solução. O seu sensor grava a uma resolução de 6k, que resulta numa imagem 4k com bastante qualidade, limpa, com pouco grão e ruído.

Será normal sentir aquecimento da câmara ao gravar nesta resolução, dado que o processador estará a fazer downscale directo de 6k para 4k. Um cartão mais rápido ajudará.

A qualidade da imagem ainda será melhor se fizerem em pós-produção downscale para 1080p. E além da possibilidade de gravar a 6k, podem gravar com um modo slowtion que capta a imagem a 120fps.

Infelizmente, quem quiser gravar video terá de ter em conta a falta de estabilizador integrado. Para uma câmara com tão boa capacidade de gravação de video, é pena não contar com essa capacidade. Ainda assim, a solução é fácil, com a ajuda de um tripé, ou ainda a compra de uma lente com estabilização de imagem.

Também relacionado com a capacidade de video da câmara, a a6300 não conta com um headphone jack. Ou seja, não é possível para o utilizador monitorizar a gravação do áudio enquanto grava.

Na Sony a6300 a bateria não tem grande capacidade. A Sony indica que esta servirá para cerca de 400 disparos, e vários utilizadores reportam que, em gravação, a câmara dura entre uma hora a hora e meia. Se planearem sessões longas, será boa ideia ter uma ou duas baterias extras, que rondam os 50€.

sony a6500 bokeh

Além da falta de estabilização na câmara, esta também conta com problemas de rolling shutter. Como o sensor capta a imagem por sobreposição, ao mover a câmara rapidamente a imagem sofre alguma distorção.

Podem ver mais fotos originais no nosso álbum

Vale a pena?

Podem ver a Sony a6300 como uma câmara versátil com muito boa autofocagem, que se portará bem em ambientes de baixa luminosidade, ainda que a AF sofre nestes, com bastante qualidade de imagem. E com a boa qualidade de vídeo 4K a ser o mais interessante.

Infelizmente, a falta de um headphone jack para monitorizar o som bem como a falta de um ecrã que gire a 180º, impedem a câmara de ser a melhor recomendação para vídeo até 1.000€.

Algo também a ter em conta na compra de uma câmara, são as lentes. E no caso das da Sony, estas relativamente baratas, encontrando opções, até com estabilização de imagem, em torno dos 300€.

Se uma mirrorless não for o que pretendem, podem sempre ver algumas das câmaras compactas que sugerimos ou uma máquina de maior calibre como as Reflex/DSLR que indicamos aqui!