nvidia msi gtx 1080 gaming x 8gb

Review – MSI GTX 1080 Gaming X 8G

Performance
94
Consumo
90
Ruído
95
Preço
80
Review dos Leitores3 Votes
86
Excelente performance a 1080p e 1440p
Bastante silenciosa
Ideal para VR e sólida em 4K
Desempenho em DX12 desapontante
90

Com a chegada da GTX 1080Ti, que segundo as primeiras impressões, oferece performance de uma Titan X Pascal por pouco mais de metade do preço, curiosamente, as atenções voltaram-se mais uma vez para os modelos já existentes das GTX 1080 e 1070, uma vez que os preços destas gama foram todos reduzidos.

A GTX 1080 é uma excelente placa para 1080p, sólida para 1440p e aguenta-se em 4K

Nesta análise vamos ver em detalhe a GTX 1080 Gaming X 8G da MSI que, na nossa opinião, oferece excelentes coolers sem abusar muito no preço, relativamente a outras marcas. Se a vossa carteira não vos permite comprar uma GTX 1080, mesmo depois da redução de preço, ou se simplesmente não precisam de algo tão poderoso e gostam de manter baixos consumos e temperaturas frescas, podem ver a nossa análise à GTX 1060 6GT OC, também da MSI.

nvidia msi gtx 1080 gaming x 8gb
MSI GTX 1080 Gaming X ao lado de MSI GTX 1060 Armor

Especificações

Olhando mais detalhadamente para as especificações que constituem a GTX 1080.

  • Nome do modelo: GeForce GTX 1080 Gaming X 8G
  • GPU: NVIDIA GeForce GTX 1080
  • Interface: PCI Express x16 3.0
  • Nome do Core: GP104
  • CUDA Core: 2560 Unidades
  • OC: 1708/1847 MHz
  • Memória do Relógio: ~10.000 MHz
  • Tamanho da memória: 8 GB GDDR5X
  • Bus da memória: 256-bit
  • Output: 3x DisplayPort / HDMI / DL-DVI-D
  • Consumo energetico: 180 W / 8 pin + 6 pin
  • Energia recomendada: 500 W
  • Tamanho: 279 x 140 x 42 mm
  • Peso: 1100g

Vendo as especificações acima, dá para entender como a GTX 1080 é uma placa muito bem conseguida e um enorme salto face à geração anterior. O boost para 1.857MHz, combinado com a memória super rápida de 10GHz tornam-na numa das placas gráficas mais rápidas do mercado.

Além disso, podem fazer uso das três entradas de Display Port para ligarem múltiplos monitores, se bem que seria desejável terem mais uma placa em SLI, algo que a Nvidia suporta nos modelos da GTX 1070 para cima.

nvidia msi gtx 1080 gaming x 8gb

Twin Frozr VI

A MSI equipou a GTX 1080 com a sua mais recente versão do cooler Twin Frozr, que além de parecer muito bonito na placa, é um excelente dissipador no que toca a temperaturas e relativamente silencioso.

Esta nova versão do cooler oferece uma experiência mais silenciosa( devido a um novo sistema de rolamentos existente nas ventoinhas), com as mesmas RPM da versão Twin Frozr V, que permite um melhor fluxo de ar, aumentando o volume de ar que pode passar entre as pás das ventoinhas, que agora se apresentam mais finas, qual Aileron Matias, qual quê.

nvidia msi gtx 1080 gaming x 8gb

Ainda vem equipado com LEDs vermelhos que podem acender no painel da Nvidia, para tornarem o vosso PC ainda mais numa árvore de natal, mas uma árvore de natal gaming atenção.

Performance em jogos

Estando habituado a usar uma GTX 1060, utilizar a GTX 1080 deu-me cabo das definições todas dos jogos, uma vez que pude jogar tudo ao verdadeiro máximo, com efeitos pesados ligados.

Apesar de só ter sido possível utilizar a placa por relativamente pouco tempo, pudemos experimentá-la nalguns dos principais jogos que estão neste momento no mercado, nomeadamente Battlefield 1, The Division e Rocket League.

Battlefield 1

Foi o jogo que mais testamos, uma vez que o motor Frostbite está muito bem optimizado, além de que, nos modos multijogador, se quiserem jogar competitivamente vão ter de reduzir algumas definições que costumam atrapalhar.

Experimentamos o nível da campanha Avanti Savoia, que possui bastantes efeitos pesados, como explosões, vários soldados no mapa e nevoeiro, para ver como a GTX 1080 se comportava.

Como é possível ver pelo vídeo, existem alguns soluços ocasionais que podem dever-se a algum efeito que puxe mais pelo CPU, que é um i7 3770K e pode estar a fazer algum tipo de bottleneck.

Ainda assim, retirando as informações de FPS do RivaTuner, verifica-se que o jogo corre a uma média de 101 FPS, algo que é excelente tendo em conta as definições a que corre e o facto de que aqueles soluços baixam bastante a média aritmética.

As definições acima são em DX11, pelo que alterámos para DX12 e voltamos a experimentar o mesmo nível. Foi possível verificar que a média de FPS é ligeiramente mais baixa, neste caso, 98 FPS, o que mostra que as placas da AMD continuam com um grande avanço no que toca a DX12, face às placas da Nvidia.

The Division

Outro jogo que experimentámos foi o The Division, da Ubisoft, que possui um motor bastante interessante no que toca a efeitos, nomeadamente neve e luz. Mais uma vez, colocámos as definições todas ao máximo e andámos livremente pelo mapa com um ocasional combate mais intenso para ver como a placa se comportava.

Infelizmente o Shadowplay da NVIDIA não nos deixou gravar o gameplay, mas olhando para o registo das FPS, obtivemos uma média de 81 FPS, com um ocasional soluço. Mais uma vez, alteramos de DX11 para DX12 e notámos que a média baixou para 75 FPS, que ainda é perfeitamente jogável, mas não deixa de ser um pouco desanimador.

Fire Strike Ultra

Colocámos a placa à prova no Fire Strike Ultra da 3D Mark e obtivemos uma pontuação de 5251, que nem é nada mau, tendo em conta que não tínhamos a placa em overclock e estava combinada com o i7 3770K. Com um CPU de última geração e overclock seria possível aumentar uns bons pontos.

GTX 1080 Firestrike

Resumo dos testes

DX11 (fps médios) DX12 (fps médios)
Battlefield 1 101 98
The Division 81 75
Rocket League 200 (what else?) sem suporte

Overclock, Ruído e Temperaturas

Em termos de Overclock, conseguimos aumentar a frequência dos relógios da GPU e da memória em 150 MHz e 500MHz, sem qualquer problema de estabilidade e sem ter de aumentar a voltagem acima do recomendado no MSI Afterburner.

No entanto, a placa já vem com uma frequência tão alta, quer de relógio da GPU, quer de relógio da memória, que um aumento destes é praticamente desprezável. Como se diz em electrónica: se uma coisa é 10 vezes maior que outra, pode ser desprezável.

No fundo é o que acaba por acontecer aqui, pois voltámos a testar os jogos anteriores com a placa em OC e obtivemos praticamente os mesmos resultados na maioria das vezes, noutras conseguimos mais 4 FPS na média.

Em termos de ruído ficámos bastante impressionados. Sem OC, conseguimos uma temperatura média a rondar os 63-64ºC, com a placa sempre a manter-se silenciosa. Ao ativar o OC, subimos as ventoinhas para 60% do seu valor máximo e a temperatura desceu para a ordem dos 40ºC, e o som que se ouvia era bastante suave, nunca chegou a incomodar.

A temperatura de 63-64ºC média que obtivemos é expectável, uma vez que a placa só ativa as suas ventoinhas quando a temperatura passa os 60ºC, portanto é de presumir que estas sejam as temperaturas de equilíbrio devido à ventoinha ligar e desligar.

Placa excelente para VR, não tanto para 4K

Como não tínhamos a TV 4K disponível enquanto testávamos esta placa, utilizei o DSR da Nvidia para experimentar o Battlefield 1 a 4K e, tal como seria de esperar, a queda de FPS era inevitável mas ainda assim, a GTX 1080 conseguiu manter-se acima das 35 FPS durante todo o tempo portanto, é perfeitamente possível jogarem a 4K, se utilizarem um comando e se distanciarem da TV, tal como fazem nas consolas pois utilizar rato e teclado a estas FPS é simplesmente doloroso.

Tendo em conta que a placa corre facilmente estes jogos mais pesados, não terão qualquer problema em utilizá-la para a Realidade Virtual, uma vez que os jogos para esses dispositivos ainda não são extremamente pesados. A placa deve corrê-los perfeitamente acima das 120FPS, pelo que poderão ter uma experiência de 60FPS por olho, quando jogarem este tipo de jogos.

Conclusões

A GTX 1080 é uma placa simplesmente brutal, capaz de correr todos os jogos no mercado nas suas definições máximas sem qualquer problema. Este modelo da MSI propriamente, apresenta um design bastante interessante, com excelente capacidade de OC, boas temperaturas e não precisa de uma central nuclear para funcionar.

nvidia msi gtx 1080 gaming x 8gb

A vantagem desta placa, é que acaba por ser bastante versátil uma vez que, se gostam de jogos competitivos, é capaz de os correr a excelentes FPS e em monitores de alta frequência.

Se gostam de apreciar uns bons gráficos, ela permite que subam as definições ou joguem no vosso monitor 4K com um comando ainda de forma bastante fluída. Se preferem um meio-termo, digamos que 1080p 60Hz ou 1440p 60Hz, ainda conseguem um excelente compromisso entre gráficos/fps.

Com a chegada da GTX 1080 Ti, a GTX 1080 sofreu uma queda de preços na ordem dos 150-200$ lá fora, pelo que esperamos ver uma queda semelhante no mercado nacional.

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Performance
Consumo
Ruído
Preço
Final Score