Review-Moto-G4

Review Moto G4 (2016) – O novo rei a gama media?

Neste artigo apresentamos a nossa review completa de um dos melhores telemóveis da gama média do ano 2016, o Moto G4.

O Moto G4 é a aposta da Motorola para dominar o mercado da Gama média. Com um ecrã de 5.5” FHD, um design melhorado, um processador Snapdragon 617, 2 GB de RAM e Android 6.0.1, é um dos melhores smartphones da Gama média.

Tive a oportunidade de experimentar este dispositivo graças à Motorola, que nos emprestou durante umas semanas. Durante duas semanas utilizei-o como o meu telemóvel pessoal no trabalho e durante as minhas férias em Málaga. Nesta review verão uma opinião honesta e direta sobre o que podem esperar deste telemóvel. Além disso, já sabem, se tiverem alguma dúvida ou pergunta, não duvidem em deixar um comentário.

Design elegante e ajustado

Ainda me lembro  da primeira vez que peguei no Moto G4. Sempre fui dos que dizia que 5” era o tamanho perfeito para um smartphone, mas este Moto G fez-me reconsiderar isto.

Este smartphone tem um ecrã de 5.5” com uns marcos muito finos e um design que dá a sensação de ter um dispositivo mais pequeno. Os marcos redondos melhoram a ergonomia, ao mesmo tempo que, graças ao seu acabado, o faz sentir mais premium. Ainda na parte frontal encontramos o único altifalante do terminal, a câmara frontal e o microfone.

Botones laterales Review Moto G4

Na parte parte lateral direita encontramos o botão de desbloqueio com uma textura mais rugosa, e os botões de volume lisos. É um detalhe que ajuda à qualquer pessoa a saber em que botão está a tocar sem ter de o ver. Na parte superior encontramos a entrada de áudio e na inferior à entrada Micro-USB.

A entrada de Jack na parte superior é um pesadelo para quem gosta de ouvir música com auriculares. Cada vez que guardo o telemóvel tenho de o fazer ao contrário para que o cabo não se torça, e depois quando o tiro do bolso está ao contrário… Desde a minha perspectiva, ficaria muito melhor na parte inferior, junto ao conetor Micro-USB.

Carcasa trasera Review Moto G4

Na parte traseira a Motorola decidiu incorporar uma carcaça removível com uma micro-textura cómoda e que melhora o agarre. Algo que não gostamos nesta parte é que a câmara sobressai um pouco. Mesmo que seja esteticamente agradável, não é muito útil, principalmente se és dos que não utiliza fundas no telemóvel.

Cuidado ao pousar o telemóvel, ainda podes partir o cristal da câmara

Por debaixo da carcaça encontramos uma bateria não extraível, dois slots para cartões SIM com adaptadores e outro para cartões Micro-SD de até 128 GB.

Slots interno Review Moto G4

Ecrã espectacular com boas cores

O ecrã é outro dos apartados que mais nos surpreendeu. No Moto G4 temos um ecrã de 5.5” com uma resolução FHD (1920 * 1080), o que resulta numa densidade de píxeis por polegada de 401.

Pantalla Review Moto G4

Tem um ecrã o suficientemente brilhante como para o ver em pleno verão, uns negros muito bem conseguidos, e umas cores geniais. Não há nada neste ecrã do que me possa queixar.

Bom rendimento, mas pode ser melhorado

Como o título desta secção indica, o rendimento é bom, mas podia ser melhor. Mas antes de que me critiquem, deixem-me explicar o que queria dizer com isto.

Experimentei o telemóvel durante duas semanas e utilizei-o como o meu telemóvel pessoal, o que significa que o utilizei intensamente.

Apps Review Moto G4

Em primeiro lugar, não sou uma pessoa que instale muitos jogos. Gosto de instalar alguns para passar o tempo enquanto espero o autocarro ou o comboio, mas o normal é não ter nenhum jogo exigente. Contudo, o mesmo não acontece com as aplicações. Utilizo muitas aplicações de edição de imagem no telemóvel, de vídeos e algumas redes sociais.

Que um telemóvel possa suportar o uso de várias aplicações ao mesmo tempo é fundamental para mim e o Moto G4, mesmo com apenas 2 GB de RAM, permite fazer isto com alguma comodidade. Pude utilizar várias aplicações como o Instagram, Lightroom, Twitter, Facebook Messenger, Spotify, Feedly e outras ao mesmo tempo e não tive nenhum problema.

O Moto G4 tem um rendimento melhor do que esperávamos

É verdade que ficou bloqueado umas vezes com o Facebook Messenger, mas tendo em conta o historial de consumo de memória RAM das aplicações do Facebook, acho que a culpa é do Mark Zuckerberg.

O Moto G4 utiliza um processador Snapdragon 617 é um GPU Adreno 405 de 550 MHz. Além disto incorpora 2 GB de memória RAM e 16 GB para o armazenamento interno. Isto se traduz aos seguintes resultados em alguns Benchmarks como AnTuTu e Geekbench.

Antutu e Geekbench Moo G4

No rendimento também existe algo muito importante que não nos podemos esquecer de mencionar: a bateria. O Moto G4 incorpora uma bateria de 3.000 mAh com TurboPower, uma tecnologia que permite carregar o telemóvel mais rápido que os modelos anteriores.

Durante os dias em que utilizei o telemóvel sem cartão SIM, consegui que a bateria durasse 1 dia e meio. Contudo, quando lhe pus o cartão SIM, a duração da bateria reduziu-se a 1 dia de bateria. Normalmente consigo entre 5 e 6 horas de ecrã, algo que não está nada mal na verdade tendo em conta que utilizei o telemóvel com o brilho ao máximo e com conexão 4G constante.

Bateria Moto G4

Câmara muito melhor do que esperávamos

Estava utilizando o Huawei P9 Lite, e quando recebi o Moto G4 não pude resistir em fazer uma comparação entre as câmaras dos dois dispositivos. Sim, é muito injusto comparar um telemóvel que custa 229€ com outro que custa 350€, mas quem sabe, mais de um até se surpreenda com os resultados.

Quando estava realizando as fotografias parecia que o Huawei P9 Lite era melhor: melhores cores no ecrã, mais nítidas fazendo zoom, etc. Contudo, quando as comparei no computador os resultados foram surpreendentes. As fotos do Moto G4 eram melhores. Como é isto possível?

Se querem ver todas as fotos, podem ver estes dois álbuns e comparar as fotografias feitas com ambos dispositivo:

Fotos motoG4 Collag3

Link para as fotos com máxima resolução

Como podes ver, a câmara do Moto G4 é surpreendente. Tem umas cores muito vivas e uma nitidez bem conseguida. Contudo, tem um defeito: é lenta. Para que uma foto saia bem têm que focar e a adequar a luminosidade. Além disso, tenham em conta as definições predeterminadas, já que parece que a câmara vem predeterminada para tirar fotos de 9 MP e não de 13 MP.

Em relação à câmara frontal, suponho que podia ser melhor. Mesmo assim, cumpre com o seu objetivo: fazer selfies e vídeos em FHD a 30fps.

Ecossistema Android Puro

Como já é habitual, o Moto G4 traz o sistema Android na sua versão mais pura, mas com pequenas modificações que, na nossa opinião, são excelentes. Como é o caso de abrir a câmara rapidamente girando duas vezes o pulso, ou ver as notificações sem ter de desbloquear o telemóvel, apenas levantando-o da mesa.

Este dispositivo incorpora a versão de Android 6.0.1 Marshmallow, sem capas de personalização, sem “lixo” nem nada que não precises.

Compro ou não?

Por 229€ é sem dúvida, um dos melhores telemóveis do mercado

Não tem apenas um design neutro e ergonómico, senão que conta com um bom rendimento em todos os sentidos: boa câmara, bom processador, sistema operativo recente e limpo… Não tem nada que o faça destacar, mas o seu equilíbrio é o que mais se procura na Gama média.

Podes encontrar este Moto G4 por 229€ na Amazon Espanha.

Design80
Ecrã84
Rendimento85
Câmara83
Ecossistema89
Reader Rating3 Votes96
Android 6.0.1 Stock
Ecrã FHD muito brilhante e com boas cores
Bateria muito bem otimizada
Não tem NFC
A câmara traseira sobressai um pouco
84
More Stories
MSI GT73VR 7RF Titan Pro
Análise ao portátil MSI GT73VR 7RF Titan Pro