Review projetor LG Minibeam

Review projetor LG PV150G MiniBeam – O projetor de bolso!

A LG One enviou-nos um projetor para análise, o LG Minibeam PV150G, que nos agradou bastante pela positiva. Assim que para começar, gostaria de aproveitar este momento para deixar o nosso agradecimento pelo envio do dispositivo.

Há uns tempos que ando com vontades de comprar um projetor, tendo considerado alguns modelos dos tradicionais (em dimensões) e com boas promessas no que toca a gaming, em que temos de considerar o tempo de resposta. Contudo, o preço sempre me afastou a decisão final.

O LG Minibeam PV150G, lançado em meados de 2015, pode ser encontrado entre os 200 e 250€, e pelas suas dimensões entra na categoria de projetor portátil, contando com 108 x 103 x 44 mm e apenas 270g, até cabe no bolso das minhas calças! Mas atenção, não uso calças slim…

Será que um projetor destas dimensões consegue surpreender? Será que sofre do chamado efeito arco-iris que tanto desilude em alguns projetores?

LG PV150G – Especificações

  • Dimensões:  108 x 103 x 44 mm;
  • Peso: 270g;
  • Conetividade: HDMI; USB (A); audio-out (jack 3.5); Partilha de ecrã via wifi;
  • Resolução: WGA – 854 x 480 em 16:9 ;
  • Lumen: 100;
  • DLP;
  • Bateria interna com duração aproximada de 2h;
  • Contraste: 100.000 : 1;
  • Duração da lâmpada: 30.000 horas;
  • Audio: Coluna 1w mono-stereo.

 

Segundo o ProjectorCentral, um site especializado neste tipo de produtos, este projetor tem uma distância de projeção entre os 0,4 e os 3,6m, com uma imagem projetada entre os 25cm e os 254cm, algo como uma televisão de 100″.

No global…

Dadas as capacidades apresentadas do projetor, tivemos de o por à prova como deve de ser. Ao não ter nenhuma tela, fiz a projeção numa parede lisa e branca.

O utilizei de todas as formas: com a box de televisão, a jogar na consola (PS4), conetado como um monitor para o PC e jogar no mesmo, ver filmes a partir de uma pen USB e ainda ver séries e partilhar ecrã com um smartphone.

Em nenhuma das experiências feitas foi observado o efeito arco-iris, que afeta alguns projetores. Desde já é um grande ponto a favor.

Outro fator positivo é a facilidade de focagem: basta com premir um pequeno botão de girar de um dos lados. Além disso incorpora um menu de fácil acesso e navegação com o comando a que a LG já nos habituou e, como se não bastasse, incorpora inúmeras formas de conexão/input como já vimos e testámos.

Experiência com o Minibeam

Começando pela consola, fiz o teste com ajuda do caríssimo Simão. Testámos com três jogos, Watch Dogs, Destiny e Fifa 16. Tanto com o Watch Dogs como o Destiny rodam a 30fps enquanto que o Fifa 16 passa para os 60fps, e com o modo de visionamento de jogo ativo. Em nenhum deles notámos problemas nem de FPS nem de input-lag, e a nível de cores, muito bom, desde os tons mais escuros de Watch Dogs, às cores mais vivas do Destiny e o verdinho do Fifa 16

Tanto a nível de cores como de fps e input-lag, nos dois primeiros jogos não vimos nada negativo. No Watch Dogs com cenas mais escuras e noite vs as cenas mais claras e efeitos do Destiny, os níveis de cores pareceram-nos bastante bons, e não notámos arrastamento na imagem nem nenhum efeito arco-iris.

Quanto ao FIFA 16, que corre a 60fps, a experiência foi bastante positiva, uma vez que a imagem correu sem arrastamentos nenhuns nem falta de qualidade nas cores.

No final, a experiência acaba por ser bastante parecida a jogar numa TV comum em termos de tempo de resposta e nitidez das cores.

A nível de imagem, ao ver quer televisão pela box, quer filmes pela pen usb, também não vimos nada de negativo a apontar, a nível de cores foi uma experiência bastante satisfatória, e o acesso e navegação à pen para escolher o ficheiro pretendido é bastante fácil. Nos esquecemos de experimentar filmes com legendas que por vezes adicionamos de fontes externas ao ficheiro vídeo.

Quanto à experiência no PC, foi semelhante às outras, boa imagem e sem atrasos. Contudo, para um uso dito normal, navegação na internet e leituras, torna-se algo difícil no caso das letras mais pequenas. Nestes casos já se nota alguma falta de nitidez.

Em relação à partilha de ecrã, ou screen share, com telemóvel é dito que é feito por Wi-Fi, mas precisamos ativar o Bluetooth no smartphone para que tal seja possível.

Esta experiência foi muito boa, principalmente por isto…

Pokémon Glazed!

Um dos poucos pontos negativos foi notado precisamente a nível de jogo. Como a comunicação é feita sem fios, ao jogar, nota-se o input lag, as instruções dadas no jogo pelo telefone demoram 1 segundo a verem-se na projeção, mas é só.

De resto, a visualização de vídeos funciona na perfeição e qualidade esperada já pelas outras experiências.

Quanto ao som, em todas as experiências usámos a coluna do projetor, com valores altos e sem qualquer queixa. A potência não é muita, com 1w apenas, mas tem um som limpo e de qualidade. Contudo se tiverem colunas, aconselhamos a que as liguem ao aparelho pelo jack 3.5mm para uma melhor experiência claro.

Em relação ao calor gerado…nenhum! Claro que gera calor, mas não se nota ao toque nem pela intensidade da luz se se colocar a mão à frente da mesma.

Nota ainda para a ‘sensibilidade’ à luz. Todas as experiências foram feitas dentro de casa, e é clara a diferença de qualidade de um ambiente escuro para um ambiente iluminado – cortinas abertas ou luz acesa. Ainda assim, num ambiente iluminado é notória a qualidade do mesmo, sendo possível a utilização.

LG PV150G

 Notas Finais

A pergunta que surge muitas vezes quando experimentamos algo é se compraríamos o produto para nós, sendo que a resposta é algo subjetiva pelas necessidades reais de cada um. Neste caso tenho de dizer com toda a certeza de que sim, compraria este projetor, e possivelmente hei-de o fazer assim que tiver a chance.

Uma coisa que gostei bastante, não sei se é comum nos projetores ou não, foi a tecnologia Auto Keystone. No fundo, é o ajustamento automático da imagem ao ângulo da parede, caso esta fique distorcida. Fiz a experiência mesmo de apontar a um dos cantos da parede, com ângulo reto de 90º portanto, e a imagem ajustou-se, não se notando o ângulo na parede! Achei fantástico, mas pronto…coisas minhas.

LG PV150G

Com um preço entre os 200 e 250€, parece-me seguramente uma compra excelente, pela qualidade e o fácil transporte dada a sua dimensão.

O único ponto fraco de destaque para mim é a bateria, com uma duração de quase 2h, é quase impossível ver um filme neste projetor sem estar ligado a uma fonte de energia…mas felizmente não falta disso, mesmo se tivermos de fazer uma apresentação na escola/faculdade/trabalho.

Entre alguns extras que podia ter, por exemplo, um ajuste de altura

De resto, só tenho pontos positivos praticamente a retirar da minha experiência. Recomendado se procuram uma solução do género, simples e boa! E com um preço muito convidativo, em torno dos 200€!

Ver na Amazon

Um vídeo da linha MiniBeam da LG, muito bom!

 

Design90
Qualidade de Imagem90
Bateria65
Qualidade de Construção82
Reader Rating2 Votes93
Design
Qualidade de Imagem
Sem efeito Arco-Iris
Bateria podia durar 3/4h
82

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Design
Qualidade de Imagem
Bateria
Qualidade de Construção
Final Score