Review : Kingdom Wars 2 – Battles

No início de Março de 2016 saiu em Full Release (Jogo Completo em português) um jogo de estratégia chamado Kingdom Wars 2 – Battles de uma companhia independente e que, segundo o que foi dito pela comunidade em Early Access (Lançamento Antecipado), juntamente com algumas imagens e vídeos que foram lançados, me deixaram com alguma curiosidade. Embora não possa fazer uma comparação directa com o primeiro jogo da série (este é o primeiro jogo da Reverie World Studios que jogo), é simples comparar com outros jogos de estratégia e ver se, realmente vale a pena comprar este jogo, em relação a outros que já existem.

“o que foi dito pela comunidade em Early Access deixou-me com alguma curiosidade”

A comparação mais simples que se pode fazer é com o Age of Empires 2 HD que parece ser semelhante a este lançamento e que é um jogo que a comunidade conhece relativamente bem, visto ser um remake de um jogo com o mesmo nome que foi criado em 1999. É por esta razão que farei várias comparações entre estes dois jogos.

Modos de Jogo e Raças

Este jogo tem dois modos, Campanha e Single Player. O primeiro conta a história de três raças que existem no jogo: Humanos, Elfos e Orcs e a interacção entre elas.

“Existem três raças: Humanos, Elfos e Orcs”

kingdom_wars_2_menu_inicial

Raças

Em Kingdom Wars 2 podemos jogar com qualquer uma das três raças que descrevi em cima. Os humanos são basicamente… humanos. Jogam-se como em qualquer jogo de estratégia, em que temos quartéis para unidades terrestres de corpo-a-corpo, campos de tiro para arqueiros e estábulos para cavalaria.

Os Elfos são de longe a raça que menos gostei por várias razões. Em primeiro lugar, por alguma razão qualquer, não podem produzir madeira. A única forma de produzir este recurso precioso é através de um edifício que só dá uma certa quantidade por instante de tempo. Para juntar a isso, os edifícios constroem-se basicamente todos à base de uma árvore absolutamente gigante. Imaginem o que é, quando se fez 10 edifícios e têm de ficar perto uns dos outros por falta de espaço. Resultado, não se vê absolutamente nada do que está por trás. Para juntar a isso, em relação às suas muralhas, não têm suporte de tropas no seu topo e os portões são quase indistinguíveis do resto.

“os edifícios dos Elfos não nos deixam ver absolutamente nada atrás deles”

kingdom_wars_2_elfos

Os Orcs ao contrário dos Elfos são extremamente divertidos. No seu edifício principal as unidades vão sendo produzidas automaticamente, desde que hajam recursos para isso. Podem ser produzidas duas unidades, que são basicamente trabalhadores e caçadores, sendo que estes últimos podem ser transformados em soldados no quartel. O resultado final desta raça é que não precisamos de nos preocupar muito com produção, visto que ela funciona, basicamente, de forma automática.

Campanha

Esta história é contada sequencialmente, o que torna toda a campanha em si num enorme tutorial sobre o jogo. Este conceito não é de todo perfeito, embora tenha algumas vantagens muito interessantes. No entanto, tem também desvantagens que ao longo do tempo se conseguem tornar mesmo muito chatas. A maior vantagem é que nos permite aprender como se joga e para que servem a maioria, senão todas, as unidades e construções. Para um jogo que trouxe algumas novidades sobre como se joga um jogo de estratégia, é fundamental para que o novo jogador (ou até aquele que, como eu, não jogou o primeiro jogo da série) não se sinta perdido.

“a campanha em si é um enorme tutorial”

kingdom_wars_2_campanha

Mas isto traz também as desvantagens… A campanha é muito linear e quase não dá liberdade ao jogador de tentar outras estratégias sem ser aquelas que já estão definidas. Isto acontece porque estamos basicamente sempre sob ataque e, não temos disponíveis todos os edifícios nem unidades. A história é completamente secundária e sem profundidade, não senti qualquer empatia pelos povos (mesmo quando nos contaram que os humanos perderam a sua última cidade e tinham de fugir para sobreviver) e cheguei ao ponto de não me lembrar sequer o que estava a fazer, ainda que tendo indicações sobre destruir isto ou invadir aquilo.

“A história é completamente secundária e sem profundidade”

Por causa disto, achei a campanha muito fraca. Estava sempre a olhar para as condições de vitória e a realizá-las quase roboticamente só para poder passar à seguinte e esperar por melhor. Resultado disto, ao fim do segundo episódio da campanha pelos humanos fui experimentar o modo Single Player e mais especificamente o modo de batalha.

Single Player

O modo single player do Kingdom Wars 2, permite-nos ter mais alguma liberdade na forma de jogar que a campanha. Este modo de jogo tem três formas de jogar: Batalha, Sobrevivência e Cenário.

“O Single Player têm três modos: Batalha, Sobrevivência e Cenário”

kingdom_wars_2_single_player

Modo de Batalha

Este modo é, sem tirar nem pôr, igual ao modo Single Player do Age of Empires 2 HD, desde as definições à forma de jogar. Resultado de não ter acabado a campanha? No meu primeiro jogo descobri que existiam bastantes mais unidades, tecnologias e construções e passei grande parte do tempo a descobrir para que servia cada uma delas. Neste modo, fui atacado uma única vez nos primeiros 10 minutos de jogo, se é que lhe posso chamar ataque, e de resto foram umas férias bem passadas.

Tive tempo de organizar o meu exército como queria, construir e experimentar tudo e até de fazer um ataque que quase me fez ganhar o jogo. Conclusão? O AI está a funcionar mal, é pouco inteligente, irresponsivo e pouco agressivo.

“O AI está a funcionar mal, é pouco inteligente, irresponsivo e pouco agressivo”

Modo de Sobrevivência

Este modo de jogo foi o mais interessante que experimentei e, se realmente quiserem experimentar o jogo, é o modo que têm de jogar. Consiste em sobreviver a waves (ou hordas em português) de ataques de zombies. Os ataques surgiam de vários lados o que tornou difícil manter a minha muralha defensiva de pé, sendo que tive por várias vezes de recolocar os meus exércitos para conseguir defender os meus trabalhadores.

kingdom_wars_2_humanos

Modo de Cenário

Este modo eu achei simplesmente patético. Apenas um único mapa que podemos jogar. Quando o experimentei, tal foi a minha surpresa, é como a campanha. Tem uma história inicial também superficial e pouco interessante e depois começa a batalha. Tinha ao todo uns 10 soldados quando o inimigo tinha provavelmente mais de 1000. A surpresa passou rapidamente quando começaram a surgir, aos poucos, soldados das pequenas tendas que havia no meu lado do mapa. E que tendas essas! Pequenas tendas soltavam centenas de soldados.

“umas pequenas tendas soltavam centenas de soldados, o que tornava a missão impossível de perder”

Cheguei ao ponto de deixar o jogo por si mesmo para ver o resultado. E descobri que, mesmo em dificuldade normal, o jogo consegue ganhar a si mesmo. Ou seja, vamos ganhar o cenário mas, na realidade, não é porque tenhamos jogado bem ou que a estratégia tenha sido boa. Ganhámos… porque não havia forma de perder. Com aquelas tendas de casal de campismo a enviar centenas de soldados para defender o acampamento, era mesmo impossível que o desfecho fosse outro.

“mesmo em dificuldade normal, o jogo consegue ganhar a si mesmo”

kingdom_wars_2_cenario

Gráficos e Som

Aqui finalmente os produtores de Kingdom Wars 2 conseguiram resultados mais positivos. Os gráficos são ligeiramente mais bonitos que os do Age of Empires 2 HD, o que é de louvar, visto que o Kingdom Wars 2 foi desenvolvido por uma produtora independente. O ambiente está bastante bonito, os edifícios que construímos também, os detalhes do mapa, coisas desse tipo estão bem feitas. Mas depois há outras que nos deixam um pouco desiludidos.

“Para uma produtora independente em termos de gráficos não fizeram um mau trabalho”

As unidades são um pouco difíceis de distinguir em batalha, não gostei do modelo das flechas e projécteis de catapultas, que não transmite qualquer tipo de movimento em parábola, e a água! A água é o mais doloroso, e isto acontece principalmente nos vídeos. Por incrível que pareça, a água não se distingue do céu. E quando digo que não se distingue, é porque são absolutamente iguais ao ponto de se verem barcos que parece que estão a flutuar no céu.

“Por incrível que pareça, a água não se distingue do céu”

kingdom_wars_2_agua

Em termos de som também não está de mau de todo. A música é aceitável, os sons de fundo e das batalhas estão bem executados e os sons da meteorologia também me convenceram. O que não convenceu de todo foram algumas das vozes. Não só parece que algumas delas foram criadas por pessoas que foram feitas reféns até acabarem de dizer as falas como, por vezes, parece que estão a falar a partir de um rádio mal sintonizado do outro lado da sala.

Agora algo mais grave em relação a estas duas componentes, bugs e afins. Parte gráfica incrivelmente mal optimizada, tornando o jogo muito difícil de jogar. O jogo congela por cerca de 2 segundos com demasiada frequência e sem qualquer tipo de explicação mesmo na configuração mais baixa de todas. Por vezes a imagem fica completamente escura, parecendo que ficou de noite por 1 segundo e ver soldados mortos a boiar no ar tornava-se por vezes rotina.

“O jogo congela por 2 segundos mesmo na configuração mais baixa”

kingdom_wars_2_orcs

Pontos Positivos

Kingdom Wars 2 não é só coisas más. Se ignorar algumas coisas que foram acontecendo e que já expliquei, consegui divertir-me e gostei do facto de os produtores terem pensado em algumas coisas que não existem em alguns jogos do tipo e que é, sem dúvida, um passo para a frente. O que mais gostei foram as muralhas, onde era possível colocar unidades no topo e começar a defender logo aí. Pode-se personalizar a muralha com torres, armas e defesas, o que é muito interessante.

As diferentes raças jogam-se de forma completamente diferente, dando-lhe uma abordagem assimétrica, o que na minha opinião faz todo o sentido. Unidades interessantes, edifícios novos, formas de ganhar recursos variadas, evoluções, etc.

Conclusão

Na minha opinião o jogo está muito bem pensado com muito boas ideias mas, infelizmente fica-se por aí. Se tivesse sido um pouco mais bem polido garanto que a partir de Março de 2016 nunca mais se ouviria falar em Age of Empires 2 quando comparado com o Kingdom Wars 2.

Mas, no final, a maior vantagem deste jogo, é que foi garantido que todos os DLC’s que forem lançados vão ser gratuitos para todas as pessoas que o comprarem. No entanto, ao preço de 27.99, apenas vos posso aconselhar este jogo se forem grandes fãs, ou colecionadores de jogos de estratégia. Caso contrário, passem ao lado deste, ou esperem por uma promoção do Steam.

Gráficos
60
Som
65
Jogabilidade
55
Single Player
50
Review dos Leitores1 Votes
36
Novas unidades e construções
Desenho gráfico geral
DLC's gratuitos
Jogabilidade diferente entre raças
Demasiados bugs, congelamentos e má optimização
Difícil de distinguir os soldados e edifícios
Preço elevado
Modo de jogo "Cenário" fraco
AI muito pobre
60
Apenas pelo preço certo

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Gráficos
Som
Jogabilidade
Single Player
Final Score