hearts of iron 4

Review Hearts of Iron 4 – Paradox Interactive

Após o sucesso do lançamento de Stellaris nem há um mês, a Paradox Interactive lança o quarto jogo da já longa série Hearts of Iron e que deixou todos com expectativas muito elevadas para ver se a qualidade que esta produtora já nos habituou está presente neste novo lançamento. Depois do adiamento que este jogo sofreu, todos nos ficamos a perguntar se este valeu a pena. Para responder a isso vamos analisar Hearts of Iron 4 ao pormenor.

Para quem quiser ler os nossos artigos sobre os diários de desenvolvimento deste jogo e ver os vídeos a explicar as funcionalidades do jogo pode fazê-lo em baixo:

Parte 1                     Parte 2                     Parte 3                     Parte 4                    Parte 5                   Parte 6

Parte 7                     Parte 8                     Parte 9                     Parte 10                  Parte 11                 Parte 12

Resumo de Hearts of Iron 4

Este é um jogo de estratégia que decorre durante o período mais importante da Segunda Guerra Mundial, 1936-1950. Esta data não é limitadora, ou seja, a data final do jogo não é necessariamente 1950, mas é apenas um indicador de quando deixam de haver avanços tecnológicos. Podemos, no entanto, ignorar este facto e continuar a jogar após esta data.

Embora só existam avanços até 1950, podemos continuar a jogar após esta data

Embora o jogo nos aconselhe a jogar com um dos países principais deste conflito: Alemanha, França, Reino Unido, União Soviética, Itália, Estados Unidos da América e Japão, podemos jogar com qualquer nação que existia nesse período. Claro que se tentarmos jogar com, por exemplo, a Albânia que a Itália tentará anexar, vamos ter enormes dificuldades em parar o seu ataque.

Podemos jogar com qualquer país do jogo, mas pelo menos para os países menores, o jogo torna-se bastante complicado

O papel do jogador é ser o líder de um país durante este conflito, quer tenha estado, ou não, presente durante a Segunda Guerra Mundial quando aconteceu historicamente. Podemos tentar seguir um caminho mais histórico, mas podemos também ignorar por completo este facto e tentar fazer as coisas mais incríveis, como tornar a Alemanha Comunista ou a União Soviética uma Democracia.

hearts of iron 4 brasil fascista

Single Player e AI

Pelo menos para os jogadores mais casuais, o modo single player é o mais importante porque nos permite fazer um jogo sem qualquer tipo de compromisso de tempo, podendo fazer sessões com o tempo que tivermos disponível e continuar mais tarde do local onde deixámos o jogo sem ter de depender do tempo disponível que os outros jogadores possam ter.

Este é o modo que jogámos nas nossas sessões de teste do jogo e também nas nossas streams. Consiste em controlar uma nação num jogo onde todos os outros países são controlados pelo AI, que me deixou bastante surpreendido pela sua qualidade em algumas situações e por alguma falta de inteligência em outras, embora admita que os casos positivos foram bastante mais frequentes.

O AI mostrou muitos sinais de grande inteligência por um lado mas também teve dois casos de letargia crónica noutras situações

O melhor caso, e que todos os que viram a nossa stream se lembrarão, é no segundo vídeo onde jogámos com a Itália, os Aliados quando se aperceberam que iam perder a guerra na França tentaram retaliar invadindo a Sicília, as ilhas da Sardenha e da Córsega, o Sul de França e cercando as minhas divisões no Norte de África (embora esta última tenha sido por esquecimento da nossa parte) quase todas ao mesmo tempo.

O AI, pelo menos na Europa, funciona extraordinariamente bem

Os dois exemplos em que o AI não funcionou tão bem, foi quando jogámos com o Brasil e invadimos toda a América do Sul sem que os Estados Unidos da América reagissem, embora estivessem a garantir a independência de todos os países conquistados. O outro exemplo foi quando jogámos com a União Soviética e invadimos a ilha principal do Japão sem encontrarmos quase nenhuma defesa.

hearts of iron 4 brasil

Estes são os únicos dois casos em que o AI não funcionou bem, embora esta situação possa ser rapidamente resolvida. Pelo outro lado, os casos positivos foram muito agradáveis de ver e muito frequentes. Poder ver o AI responder ao facto de estar a ganhar ou a perder numa certa frente e tentar retaliar noutro lado, é uma grande demonstração de código bem implementado e testado.

Multiplayer e Modo Cooperativo

Estes modos não os pudemos testar mas faremos uma análise de acordo com o que observamos nas várias streams que a Paradox Interactive fez. Ambos funcionam de forma semelhante ao single player, mas em multiplayer existem vários jogadores a comandar alguns dos países do jogo (e outros controlados por AI) e no modo cooperativo podemos ter 2 ou mais jogadores a controlar o mesmo país.

Em multiplayer cada jogador controla um país diferente e no modo cooperativo podemos ter vários jogadores a controlar o mesmo país

O modo cooperativo é uma nova adição do jogo e uma das funcionalidades que mais queremos experimentar. Isto porque podemos dividir um país por vários jogadores e ter cada um a controlar as diferentes frentes de batalha. Teria sido bastante útil ter alguém a controlar as nossas batalhas na África e impedir que as divisões italianas na nossa stream fossem cercadas por distracção nossa.

Novas Funcionalidades

Além do modo cooperativo que já referimos, Hearts of Iron 4 foi bastante alterado de forma a ser uma mistura do melhor que o segundo e o terceiro jogo da série tinham para oferecer. Adicionando a todas estas mudanças, foram colocadas algumas funcionalidades que não existiam anteriormente e que na nossa opinião funcionam quase todas de forma perfeita.

hearts of iron 4 tanques

Em primeiro lugar a árvore tecnológica. Embora a árvore tecnológica seja quase idêntica à de Hearts of Iron 3, a forma de fazer as pesquisas foi alterada, de pontos de liderança que eram colocados num certo número de pesquisas, para slots ou espaços que cada país tem disponíveis para fazer pesquisas em paralelo. Isto deu mais alguma capacidade aos países menores, o que torna o jogo mais interessante.

A nova forma de fazer pesquisas ajuda os países pequenos a não ficarem tanto para trás

Em Hearts of Iron 4 temos 3 tipos de indústria de produção completamente distintas: Civil, Militar e Portos. A indústria civil constrói e repara todos os edifícios e ainda é usada como moeda de troca no comércio de recursos. As fábricas militares e portos constroem, respectivamente, equipamento militar e navios. No caso dos equipamentos, estes vão ser usados para enviar para as nossas tropas usarem em batalha.

Em Hearts of Iron 4 temos 3 tipos de indústria de construção: Civil, Militar e Portos

A noção de equipamento também é algo novo. Em vez de produzirmos divisões que consomem uma certa quantidade de recursos, em Hearts of Iron 4 temos de produzir os equipamentos e só depois as divisões receberão as armas com que irão lutar.

Antes de serem colocadas no terreno, recebem o treino de acordo com a percentagem de equipamento que receberam, ou seja, se receberem 90% do equipamento só podem receber 90% do treino.

Em primeiro lugar produzimos os equipamentos e só depois as divisões

Foi também criada uma árvore de focos nacionais para substituir os objectivos do jogo anterior. Assim, em vez de escolhas que aparecem ao longo do jogo, avançamos ao longo de uma árvore com pequenos focos e que nos levam a decisões históricas como anexar a Áustria com a Alemanha e as Purgas efectuadas pela União Soviética ou outros focos não-históricos como uma Aliança entre a Alemanha e a União Soviética.

hearts of iron 4 focos nacionais

Foi criada a noção de Região Estratégica tanto para a Força Aérea como para a Marinha. Em Hearts of Iron 4 as missões são feitas nestas regiões em vez de numa província em específico. Desta forma, garantimos a automação destas unidades sem que deixemos de ter controlo das mesmas. Os aviões podem fazer missões apenas numa região estratégica enquanto que os barcos podem fazer missões em até 3 regiões.

Com as regiões estratégicas garantimos um maior raio de acção dos nossos navios e aviões

Não vamos referir todas as alterações mas acabamos com as frentes de batalha. Embora as mesmas tenham sido criadas em Hearts of Iron 3, não serviam nenhum propósito no jogo. Após criarmos uma frente e designarmos divisões para as mesmas, temos uma grande quantidade de opções desde invasões marítimas a linhas ofensivas que permitem a preparação e automação de alguns mecanismos que acabavam por se tornar cansativos.

Jogabilidade

Este é, na nossa opinião, o jogo mais divertido da série Hearts of Iron em termos de jogabilidade. Podermos desenhar os nossos planos e ver o AI a torná-los realidade é incrivelmente gratificante. Embora possamos desenhar as frentes e linhas ofensivas, dar a ordem para executar e ir dormir uma sesta, isso não é aconselhável porque o AI por vezes cerca as nossas tropas e não responde adequadamente.

Embora possamos desenhar as frentes e linhas ofensivas, dar a ordem para executar e ir dormir uma sesta, isso não é aconselhável

O sistema de produção de equipamentos funciona de forma perfeita e é uma extraordinária adição. Faz-nos entrar dentro daquele pequeno mundo, poder ver um dos nossos equipamentos a faltar nas nossas fileiras e poder aumentar a produção de forma a que as nossas tropas voltem a receber tudo o que precisam para lutar eficazmente.

hearts of iron 4 produçao

Este sistema é tão importante que pequenas distracções e ataques contínuos fazem com que possamos ficar com grandes défices de alguns equipamentos rapidamente o que vai ter grande impacto nas nossas lutas. Falta de equipamento é ainda mais grave numa batalha que a falta de organização. Por isso é tão importante verificar o botão de Logística de forma a garantir que temos a produção a ser feita da forma ideal.

Gráficos e Som

Em termos gráficos Hearts of Iron 4 evoluiu imenso desde o seu predecessor. O terreno está incrivelmente mais bonito, com grande detalhe, por exemplo, nas zonas montanhosas, nos desertos, no ciclo dia/noite e nas condições atmosféricas. É especialmente bonito ver as tempestades de areia que quase ofuscam a nossa visão e as trovoadas no meio de uma batalha.

As condições atmosféricas são das representações mais bonitas do jogo

Outra coisa que gostámos bastante foi a adição das batalhas aéreas no mapa. Dá uma maior profundidade ver as aeronaves ser destruídas ou os bombardeiros a largar as suas bombas e ver as explosões no terreno. A Paradox trabalhou bastante para podermos ter todos estes pormenores para que, quando estamos a jogar, nos concentremos totalmente naquele mundo e quase pensamos que o estamos a ver ao vivo.

As batalhas aéreas na vista geral do mapa são uma grande adição

Em termos de som está também bastante bom. De vez em quando ouvimos algumas músicas dos jogos anteriores, o que dá uma sensação de nostalgia bastante grande. Foram também adicionadas músicas novas que gostámos bastante e que penso que se adequam muito bem a cada um dos países do jogo.

hearts of iron 4 graficos

Também os sons do jogo estão bastante bem produzidos, desde os motores dos aviões aos navios. Gostámos também do som das armas durante a batalha, os sons da interface e do movimento das divisões. Em termos gráficos e sonoros Hearts of Iron 4 está num estado bastante bom.

Notas Finais

Hearts of Iron 4 mostrou-nos que para vencer não temos de fazer somente o máximo de divisões possíveis e enviá-las para a frente de batalha. A produção de equipamentos, boas divisões e um plano de batalha bem executado são a chave para a vitória. Um bom exemplo disto foi a nossa invasão da Argentina com o Brasil, onde tínhamos menos divisões mas mais bem armadas incluindo boas armas de suporte que nos deram uma vitória fácil.

O número de divisões tornou-se menos importante em detrimento de bons planos e equipamentos

Em relação aos outros jogos da Paradox, este é o jogo que tem o sistema de diplomacia mais ligeiro, o que se compreende. Embora possamos influenciar outros países, enviar soldados e equipamentos, tentar convidá-los para as nossas alianças, etc., este sistema sempre nos pareceu apenas uma forma de tentar puxar para o nosso lado os aliados que precisamos para vencer a guerra.

hearts of iron 4 diplomacia

O sistema de combate está quase perfeito com apenas uma coisa a apontar: o facto de os aviões inimigos conseguirem passar por cima de regiões estratégicas controladas por nós e onde temos caças a fazer missões de superioridade aérea sem que sejam interceptados faz-nos um pouco de confusão. Conclusão, temos de ter caças em todas as nossas regiões para garantir que temos todo o nosso território sob vigilância.

O facto de os aviões não serem interceptados quando sobrevoam uma região estratégica com defesas faz-nos confusão

Quando foi dito que tinham acabado com o consumo de petróleo ficámos estupefactos. Ficámos a pensar que tinham destruído o Japão como nação, porque o ataque aos aliados começou com a falta deste recurso. Ao jogar, apercebi-me de que isto não é de todo verdade.

É preciso petróleo para produzir tanques e, embora possamos produzi-los antes de nos ser embargado o comércio, o stock acaba rapidamente e dificilmente conseguiremos mantimentos para os movimentar nos territórios que vamos atacar.

Em último lugar, o Tutorial do jogo foi o que mais nos desiludiu. Para um jogo com tantas mudanças, até para um jogador que já era veterano da série Hearts of Iron, pensamos que deveria ser um pouco maior e que explicasse melhor mais algumas coisas. Não deixa de ser uma melhoria em relação a Hearts of Iron 3 mas fica aquém do Tutorial de Stellaris.

Hearts of Iron é o melhor jogo da série e um dos melhores jogos da Paradox

Hearts of Iron 4 é dos melhores jogos de estratégia que já jogámos. Fez valer todos os dias que passaram desde o primeiro adiamento e, se conseguirem resolver alguns dos problemas que referimos, fica muito próximo de uma nota 100/100.

Reader Rating0 Votes0
Boa Jogabilidade
Excelentes Novas Funcionalidades
Método das Pesquisas
Facilidade em Mudar Ideologia
Grande Melhoria Gráfica
AI Inteligente
Tutorial Incompleto
Em Late-Game fica um pouco Lento mesmo nas Melhores Máquinas
90
Um dos Melhores Jogos de Estratégia