Review Headphones Sony XB950BT
Graves/BassWirelessAjustáveis e ConfortáveisDesign
Quentes nas orelhasMaterial principal plástico/borracha
84%Valor Total
Construção82%
Áudio85%
Conforto85%
Votação do Leitor 4 Votos
72%

Com o Sony Xperia XZ recebemos um bónus para análise, e foi um bónus muito bom. Tivemos oportunidade de testar os Auscultadores Bluetooth Extra Bass XB950BT!

Numa palavra, BASSalicous…acho que conta como palavra.

Sony Xperia XZ XB950BT

Primeiras Impressões do XB950BT

Bem, estes headphones recebemos juntamente com o Xperia XZ como já referimos, portanto em termos de unboxing não tempos muito a apontar, visto que caso compre a caixa deverá ser diferente.

Olhando aos acessórios, ponde de parte os habituais manuais, temos juntamente com os headphones um cabo jack 3.5mm e um cabo USB para carregar estes.

sony xb950bt

Quanto aos headphones…sou fã do mundo sem fios, então adorei tirá-los da caixa e não vir qualquer fio atrás. O problema dos headphones wireless muitas vezes é a qualidade de som, que é menor.

Além da falta de fios, outra coisa saltou à vista e deixou-me intrigado, um dos botões. Bass Boost? Pelas palavras, tinha tudo para ser coisa bem, uma vez que sou fã de tons graves, e BOOST é sempre algo…motivador?

Headphones sem fios e com foco nos tons mais graves…senti-me confiante para os usar logo à partida!

Sony Xperia XZ XB950BT Bass Boost

Principais características
  • Frequência de resposta: 3-28,000Hz (com cabo);
  • Controlador: 1.57 com ímã de neodímio (neodymium);
  • Conectividade: Bluetooth, NFC e jack 3.5mm;
  • Alcance wireless: até 10m;
  • Sensibilidades: 102 dB/mW (com cabo);
  • Peso: 280g;
  • Diâmetro de copo: 4cm;
  • Material (principal): Borracha;
  • Diametro: 4cm;
  • Comprimento de cabo: 1.2m;
  • Tipo: Over-ear, supra-aurais;
  • Energia: autonomia até 20h, carregamento por USB
  • Microfone: Sim, omnidireccional;
  • Outros: Controlo de volume, copos giratórios, botão de ‘bass-boost’.

Design e ergonomia

Quanto ao seu design, são simples. Talvez não a primeira opção para muitos usarem na rua, por os copos dos ouvidos serem grandes e cobrirem totalmente estes. Será algo pouco recomendável andar na rua com os ouvidos completamente tapados.

Temos uns headphones com a estrutura principal em plástico, com umas placas em alumínio a cobrirem para darem melhor aspecto possivelmente.

sony xb950bt

Em termos de conforto, estes headphones contam com reforço almofadado tanto na ponte, em cima da cabeça, como nos copos dos ouvidos. E parecem ter qualidade, pois não senti qualquer desconforto ao usar, e sente-se que a espuma das almofadas não é rija.

Gosto do toque do revestimento usado, contudo nos ouvidos isto é propicio a um aumento da temperatura pois reduz bastante a circulação de ar. Umas pessoas poderão sentir mais que outras isto, mas recomendo que de vez em quando tirem os headphones quando derem um uso muito prolongado, para respirarem.

sony xb950bt

Para facilitar a arrumação alguns headphones hoje em dia são dobráveis. Estes estão num meio termo, visto que os copos aurais rodam, facilitando a arrumação deles. Infelizmente, apenas rodam num sentido.

A marca anuncia que os headphones têm um alcance bluetooth até 10m. Eu não medi distâncias, mas por casa e deixando o telemóvel num local qualquer, conseguia andar à vontade sem perder qualidade de som.

Rendimento e qualidade de áudio

Bem, o que interessa é mesmo a qualidade de áudio, e o tal Bass Boost.

No modo normal, o som que temos nestes headphones é bastante limpo, considerando que se trata de um equipamento sem fios. Sendo que a ouvir música conseguimos facilmente aperceber de todos os instrumentos.

sony xb950bt

No meu uso, além de séries pelo telemóvel, ouvi bastante música. Com muito foco no género Metal e variantes, ouvindo as músicas dos recentes albuns de Metallica, Korn e Avenged Sevenfold, dando ainda tempo de antena a Slipknot e Trivium, que no último album contam com músicas com percussão muito presente.

O som limpo é bom, mas quando ativei o botão “Bass Boost”, melhorou bastante, dando muito ênfase à percussão destas músicas. Pode ser arriscado neste género, podendo perder algum som de outros instrumentos que ficam no fundo, mas para quem for fã de sons graves, como eu, não ficará nada desiludido!

sony xb950bt

Ora, como o ponto de maior interesse deste equipamento é o seu forte em tons graves, tive de testar outros géneros com ênfase nos graves. Dei preferência a Dubstep e Nightcore, já que sou fã. Estes estilos ouvi através de youtube, com uma boa ligação Wifi para assegurar a melhor qualidade. Fiquei maravilhado com o que senti.

Microfone

Estes headphones contam com um microfone embutido num dos copos, do tipo omnidireccional. Na minha opinião, para ter um microfone deste estilo, mais vale não ter.

Devido ao seu tipo e posicionamento, o microfone apanha todo o som em redor, tornando para o receptor difícil a tarefa de nos escutar. Por isso, este microfone apenas deve ser utilizado em ambientes com pouco ruído, como em casa, para atender uma chamada por exemplo. Mas notem que a pessoa do outro lado ouvirá tudo o que estejam a fazer com facilidade.

No fundo, boa qualidade no que toca a apanhar ruído, mas muito mau isolamento, uma vez que é omnidireccional, e se encontra algo afastado da nossa boca.

sony-7

Em suma

Temos aqui uns headphones, que se tratam de um headset. Mas com um microfone bastante mau, por isso nunca o referi como headphone aqui na review. Tirando isto, não vejo nenhum ponto negativo que seja dissuasor da compra dos mesmos.

Podem adquirir estes por um valor em torno dos 140€ na AmazonES, ou a versão com cabo que fica mais em conta, por volta dos 105€ também na Amazon.

Os XB950BT são uma solução muito boa, com capacidade wireless e um bom sinal bluetooth, dificilmente perdem sinal ou qualidade ao moverem-se.

É um equipamento relativamente confortável, se bem que pode causar calor com uso mais prolongado. E o seu forte é a qualidade áudio, que se porta de forma bastante positiva em modo normal.

E ainda mais com o modo Extra-Bass, se forem fãs de tons graves. Ideais para batidas de Hip-Hop, música Techno e Dubstep.