Destiny 2 Beyond Light Cover

Review – Destiny 2 Beyond Light: Uma excelente expansão, com a bagagem do costume

O Melhor
História bastante interessante
Novas subclasses incrivelmente poderosas
Interface melhorada e muitos updates de Qualidade de Vida
Experiência de novos jogadores melhorada
O Pior
Persistem alguns dos problemas da série (peer 2 peer, time gates, loop para subir de níveis)
Conteúdo não é suficiente para substituir o que foi retirado
80
destiny 2 BL box

Destiny 2 Beyond Light

Kinguin Logo

Destiny 2 Beyond Light é a nova expansão anual para Destiny 2, que foi finalmente lançada após ter sido adiada de Setembro para Novembro.

As expansões de Destiny 2 são sempre uma das alturas do ano em que a Bungie decide mudar várias coisas do jogo, implementar melhorias de qualidade de vida ou reformular algumas das mecânicas, além da nova história e planeta que é introduzido.

No que toca a história, melhorias de vários sistemas e a nova localização, Destiny 2 Beyond Light é um dos melhores conteúdos que já tivemos, praticamente ao nível de Forsaken em qualidade, apesar de ficar aquém em quantidade.

A Bungie já disse que será impossível voltar a lançar expansões com a dimensão de Forsaken, uma vez que já não tem o apoio dos estúdios da Activision, mas Beyond Light é muito superior a Shadowkeep em todos os pontos.

Finalmente Europa

Europa é uma das luas de Júpiter e um dos planetas que tinha aparecido em conceitos de arte, antes mesmo do primeiro Destiny ter sido lançado.

7 anos depois, finalmente podemos explorar esta lua gelada e a experiência parece realmente um salto geracional face aos planetas que foram lançados até agora.

Destiny 2 BL 3

Europa tem mais inimigos, é maior, possui um sistema de tempestades que reduz a visibilidade e torna difícil manobrar os vossos Sparrows (se bem que podiam ter ido mais além no que toca a sua integração com a jogabilidade), o novo sistema de iluminação é mais natural e se compararem as zonas Nessus e EDZ com as suas versões pré Beyond Light, vão notar as diferenças.

A história começa após os acontecimentos da última temporada, Season of Arrivals, na qual as pirâmides da Darkness tomaram os Titã, Io, Mercúrio e Marte, tornando-as inacessíveis e instalando-se em Europa, onde Eramis a nova líder da raça Fallen e conhecida por Kell of Darkness conseguiu usar os poderes da Darkness para ganhar acesso ao Stasis, o novo elemento que é representado por gelo.

Após receber um pedido de ajuda de Variks, o Fallen guardião da antiga Prison of Elders que fugiu durante os acontecimentos de Forsaken, vamos encontrar personagens conhecidas em Europa como o Drifter e Eris Morn, que sempre tiveram ligações com a Darkness, assim como o regresso da misteriosa Exo Stranger, que já tinha aparecido em Destiny 1.

Destiny 2 BL 4

No que toca à progressão da história, as missões são um pouco semelhantes às de Forsaken, mas sem tanto filler pelo meio. Há medida que vamos aumentando a nossa ligação com a Darkness, vamos ter de derrotar os tenentes de Eramis até chegar ao confronto decisivo com a Kell of Darkness.

A escrita está excelente, especialmente nas missões após terminarem a campanha, com a Exo Stranger a explicar o passado da sua família e as suas ligações com os Vex e a Darkness.

O voice acting é simplesmente fenomenal e este tipo de exposição é algo que nunca foi muito comum em Destiny, sendo que normalmente esta lore era apresentada em cartões que podem ler no menu próprio.

Nova UI, novos Mods e outras melhorias

A nova UI do jogo faz lembrar uma espécie de Dark Mode e combina perfeitamente com o tema da expansão. Os ícones estão também muito melhor organizados, especialmente no que toca a triunfos e os livros de lore.

O sistema Armor 2.0 introduzido em Shadowkeep foi refinado e alguns mods alterados. Agora, podem equipar mods que melhoram as armas sem precisarem de um elemento específico na vossa armadura, apesar de ainda ser necessário para certos mods como os de Charged with Light e Warmind Cell.

Destiny 2 BL 2

As armaduras exóticas foram atualizadas para poderem receber um mod sazonal, tornando-as finalmente úteis para build crafting, uma vez que não sacrificamos um slot para ter uma exótica.

As armas exóticas finalmente podem receber mods anti-champion, uma vez que estes agora se equipam nas armaduras e não nas armas em si, tornando-as imediatamente úteis para builds enquanto permitem que as armas lendárias possam ser equipadas com outros mods, acumulando os efeitos.

Com a expansão, foram lançadas novas armaduras exóticas mas estas apenas podem ser obtidas ao terminar sozinhos Lost Sectors de dificuldade Legend ou Master, que requerem um nível mais alto e possuem champions e outros modificadores que os tornam incrivelmente desafiantes.

Esta é uma das melhorias mais importantes da expansão, uma vez que oferece a jogadores solo uma opção para poderem farmar armaduras exóticas com stats altos e de forma consistente, algo que só era possível em Nightfalls de nível alto, que não têm matchmaking.

Os Sparrows foram alterados para serem chamados instantaneamente, sem precisarem de um perk próprio e os Ghosts foram reformulados para usarem o mesmo sistema de 10 de energia das armaduras, permitindo colocar mods que aumentam a experiência que ganham, a quantidade de dinheiro, materiais ou equipamento extra nas várias atividades, entre muitos outros.

Destiny 2 BL

A experiência para novos jogadores foi refeita, com o regresso do Cosmodrome, a primeira localização do Destiny original. Esta área foi expandida para ter Lost Sectors e possui uma estrutura mais organizada em que explica aos jogadores os vários elementos do jogo, para que não se sintam tão perdidos.

A decisão controversa

A Bungie anunciou há uns meses, a decisão de introduzir sunset nas armaduras e armas do jogo. O que isto significa, é que as armas e armaduras que encontram, apenas podem ter o seu nível elevado até um determinado teto.

De acordo com o que temos atualmente, todo o novo equipamento poderá ser evoluído até ao nível mais alto da temporada 15, o que significa que na expansão do próximo ano, já não poderemos melhorar o equipamento que seja desta temporada ou anterior.

Isto por um lado é bom, pois permite que os jogadores queiram sempre obter o novo equipamento e mantém a vontade de farmar estas armas sempre ativa. Também permite que as armas venham com perks mais poderosos, uma vez que não poderão ser utilizadas no endgame ao fim de um ano.

O problema deste sistema, é que se retirarem aos jogadores a maior parte do seu equipamento, têm de oferecer uma boa quantidade de alternativas que sirvam para colmatar as peças que agora vão ficar em falta.

Destiny 2 BL 5

Sunsetting não é algo novo em Destiny. No jogo original, praticamente todas as armas foram reformadas após o lançamento da expansão The Taken King, o mesmo aconteceu em Destiny 2: Forsaken com a introdução de perks aleatórios nas armas, o que tornou as do ano 1 praticamente obsoletas pois tinham menos perks e em Shadowkeep, a introdução do sistema Armor 2.0 tornou obsoletas as armaduras anteriores com perks aleatórios, mas que não podíamos alterar (e possuíam stats baixos).

Em Beyond Light, temos o mesmo sistema que em The Taken King, no qual não podemos subir mais o nível das nossas armas e armaduras, mas a Bungie não introduziu armas suficientes para tapar todos os buracos e tornou algumas das missões e bounties complicadas de fazer, especialmente para novos jogadores.

Um exemplo gritante, é que algumas das bounties requerem mortes com uma heavy machine gun. O problema é que não conseguem obter uma até terminarem uma missão muito depois do fim da história. Jogadores veteranos, têm de certeza alguma arma exótica deste tipo, ou uma arma que ainda não foi reformada, mas um jogador que queira entrar no jogo com Beyond Light, vai sofrer um pouco neste período inicial.

Felizmente, este problema é facilmente corrigido com a introdução de novas armas nas próximas quatro temporadas, incluindo a Season of the Hunt (vamos analisar em separado) que vai começar esta semana (dia 17 de Novembro) e vai introduzir novo equipamento e novas atividades.

Abracem o novo poder da Darkness

Se há algo que Destiny sempre fez de forma exímia, foi o gunplay e as habilidades de cada classe de personagens.

A ideia de poder congelar hordas de inimigos e estilhaçá-los, é algo que deixa água na boca e a Bungie conseguiu fazer algo absolutamente incrível e satisfatório com as novas subclasses de Stasis.

2020 11 18 6

O poder do Stasis permite abrandar e congelar os inimigos, sendo que depois podemos estilhaçá-los e o poder de crowd control que estas novas habilidades introduzem é de loucos.

Estas novas subclasses possuem uma estrutura diferente, que acaba por ser uma evolução direta do sistema presente no Destiny original. Podemos continuar a escolher o tipo de salto, habilidade de classe e granada (novos melees devem vir mais tarde) e existem agora Aspects e Fragments.

Aspects são poderes que melhoram o vosso personagem e não introduzem nenhum aspeto negativo.

Por exemplo, o Aspect do Warlock permite encadear congelamentos sempre que destruímos um inimigo congelado, criando uma espécie de rasto que persegue um inimigo próximo.

O Aspect do Hunter permite dar uma espécie de Slam que estilhaça automaticamente todo o gelo numa área à volta do personagem.

Os Titãs ganham um slide que é mais longo e rápido e permite estilhaçar o gelo no vosso caminho, conferindo excelente mobilidade, algo muito útil no PVP.

Os Fragments permitem obter bónus como mais dano ao destruírem inimigos congelados ou mais super, aumentar a área afetada por partir gelo ou aumentar o tempo que um inimigo é afetado pelo gelo. Alguns conferem também algo negativo, como reduzir os vossos stats como forma de equilibrar.

Esta forma de configurar as subclasses é excelente e a Bungie pode ir adicionando novos Aspects e Fragments, oferecendo sempre novas formas de jogar.

Destiny 2 BL 7

As subclasses são claramente as mais poderosas do jogo, tanto em PVE como em PVP que é um autêntico inferno neste momento. Não é possível andar mais do que 20 ou 30 metros sem ser congelado e completamente destruído, mas por um lado é excelente congelar os outros e por outro é frustrante estar do outro lado.

Conclusões

Destiny 2 Beyond Light é uma excelente expansão. O tipo de missões é o típico que vimos noutras expansões, mas a forma como a Lore é exposta e os personagens novos estão muito bem conseguidos.

As novas subclasses são uma excelente adição ao jogo e são realmente poderosas. As outras melhorias de qualidade de vida e UI são também excelentes fazem com que o build crafting em Destiny atinja um patamar de customização que nunca conseguiu antes.

O problema do Sunset de equipamento é algo que espero ver melhorado já com o lançamento desta temporada.

Se eram jogadores free to play ou vão começar agora, eu acho que Beyond Light é um excelente investimento, pois vão ter muitas horas de conteúdo, especialmente se tiverem amigos dedicados com quem jogar e ainda nem saiu a nova raid.

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Design
Ecrã
Performance
Autonomia
Autonomia e alcance
Câmaras
Ecossistema
Qualidade/Preço
Ergonomia
Audio
Micrófono
Personalização
Video
Fotografia
Conectividade
Final Score