Corsair K55 RGB
O melhor teclado de membrana que já tivemos oportunidade de experimentar, tanto pela sua qualidade de construção, como principalmente por aquilo que oferece num teclado.
Design90
Ergonomia80
Desempenho90
Personalização85
Qualidade/Preço80
Reader Rating0 Votes0
Aspetos positivos
Feeling
Qualidade construção
Boa personalização
Descansa pulsos
Botões extra
Não requer software
Aspetos negativos
Peso
Botões macro sem uma textura diferenciadora
85

Não é de agora que a Corsair é uma das marcas mais conhecidas no que a periféricos diz respeito, sendo que têm uma presença bastante forte no mercado gaming, com uma oferta completa que cobre todos os tipos de periféricos e até algum hardware, como fontes e RAM’s.

Desta vez a Corsair deu-nos a possibilidade de realizar uma review a um dos poucos teclados de membrana da marca, o Corsair K55 RGB. Tivemos a oportunidade de o poder usar durante vários dias, este que é o teclado mais barato da marca, mas que ainda assim tem um design bastante bonito e um conjunto de funcionalidades acima da media. Vamos lá conhece-lo.

Especificações técnicas:
  • Dimensões: 480.2mm x 166.3mm x 34.6mm
  • Peso: 822 g
  • Taxa de atualização: 1 ms
  • Anti-Ghosting: Até 8 teclas
  • Memória Integrada: Sim
  • Layout: Vários layouts disponíveis, inclusive PT-PT
  • Retroiluminação: RGB dividido em 3 zonas personalizáveis, mais de 10 modos de iluminação predefinidos
  • Teclas Macro: 6 teclas dedicadas
  • Tecla multimédia: Mute, Vol Down/Up, Stop, Play/Pause, Next
  • Acessório para descansar os pulsos: Removível, em borracha
  • Software: Sim (Opcional)
  • Preço: 49,99€ (Loja online da Corsair)

Primeiras impressões e packaging

Como é habitual na Corsair, a embalagem tem um design bastante bonito e simples, onde podemos visualizar o teclado e as suas principais funcionalidades de forma rápida.

Dentro da caixa encontramos o Corsair K55 RGB, neste caso com layout PT-PT, em conjunto com o manual de utilização rápida, o certificado de garantia, e o acessório para descansar os pulsos, que irá de certo agradar algumas pessoas.

Uma das primeiras coisas que notamos ao tirar este teclado da caixa foi a qualidade dos seus materiais, nomeadamente dos plásticos. Outra coisa que nos agradou foi o facto de trazer consigo o acessório para descansar os pulsos, acessório esse que é removível e não embutido no design do teclado.

Design

É um teclado com um design bastante similar aos teclados mais caros da Corsair, sendo que o seu tamanho está um pouco acima da media para um teclado de membrana, devido à posição das 6 teclas dedicadas às macros, inseridas na lateral esquerda do teclado. Além disso, o seu peso é de 822 gramas, pelo que não é um teclado de membrana propriamente leve, mas ainda assim não é exageradamente pesado.

Na parte superior direita podemos encontrar os controlos multimédia em conjunto com os controlos de volume e 3 botões, um para a criação de macros, um para configurar a intensidade da iluminação e um para ativar o bloqueio da tecla Windows. Sendo o K55 um teclado “budget”, é de esperar que os materiais utilizados fossem o plástico, mas apesar disso, os plásticos são de boa qualidade e resistentes. É um teclado bonito e simples, com iluminação bastante personalizável.

Um aspeto que nos agradou bastante é o de que o seu design resolve um dos pesadelos de muitos gamers, a dificuldade em limpar o teclado.

As teclas estão numa posição elevada em relação à base do teclado, sendo que existe um espaço generoso por baixo das teclas, algo que facilita a sua remoção e faz com que exista muito espaço para a sua limpeza. Isto é algo importante, pois os teclados de membrana têm a tendência de ser complicados de limpar.

Na parte traseira temos borrachas nos 4 cantos do teclado para que não se mova facilmente durante longas sessões de gaming ou de trabalho.

Pode parecer um aspeto normal em qualquer teclado, mas existem vários teclados no mercado que mal possuem borrachas, deslizando facilmente em cima da mesa quando estão a ser utilizados. Além disso podemos ainda ajustar o teclado em altura através das “patinhas” colocadas na parte traseira, algo comum a maioria dos teclados.

O acessório para descansar os pulsos é outra das vantagens deste teclado, pois é opcional, conseguindo assim agradar aos dois tipos de clientes que existem no mercado: os que gostam deste acessório e aqueles que o dispensam.

Em termos de conforto, era preferível que o material usado neste acessório fosse esponjoso em vez de borracha dura, ainda assim, é possível utiliza-lo durante varias horas seguidas sem sentir desconforto. Além disso, é importante referir que este acessório encaixa no teclado não por via magnética, mas sim através de uns pequenos encaixes de plástico.

O cabo USB não é trançado, mas sim um cabo normal de borracha, no entanto o seu cumprimento é mais que suficiente e tem uma grossura “generosa”, dando uma boa sensação a nível de qualidade.

Já no que diz respeito ao USB em si, como é habitual na Corsair, encontramos um USB personalizado pela marca, algo que ajuda na hora de procurar em que porta USB temos o teclado ligado, principalmente quando temos muitas outras coisas ligadas por USB.

Funcionalidade e desempenho

Não é só a nível de design que o Corsair K55 RGB é interessante, na verdade, os grandes pontos chave deste teclado estão na funcionalidade que oferece dentro desta gama de preços.

Anti Ghosting e 1 ms de taxa de atualização são dois aspetos chave em qualquer teclado gaming no mercado, sendo que é algo que já nem é considerado uma opção

Realizamos alguns testes para ver até que ponto o “anti ghosting” é “real”, e a verdade é que está dentro do espectável para um teclado deste género, pelo que dificilmente terão problemas com o registo das teclas.

No que diz respeito aos switches, o K55 é um teclado de membrana e por isso não pode ser diretamente comparado com um teclado mecânico.

De qualquer forma, o feeling das teclas é mais agradável do que a maioria dos teclados membrana convencionais, fazendo dele um teclado bastante cómodo de usar para gaming e também para escrever.

Já a nível sonoro, como podem ver pelo vídeo seguinte, não é um teclado tão ruidoso como um teclado com switches mecânicos, mas também não é o mais silencioso que existe.

Podemos afirmar que o ruído gerado pelos switches de membrana é mais agradável até do que alguns switches mecânicos, mas claro, tudo depende dos gostos pessoais de cada um

As 6 teclas dedicadas para macros podem ser configuradas sem a necessidade de software adicional através do botão de configuração de macros, localizado no canto superior direito do teclado.

Pessoalmente acho que as teclas macro deviam ter uma textura diferente, pois ao serem exatamente iguais às restantes teclas e ao estarem no lugar onde estão, acabam por exigir uma adaptação inicial para quem não está habituado. De qualquer forma, a Corsair fez muito bem em adicionar teclas dedicadas a macros que podem ser configuradas sem software.

No canto superior direito do teclado é onde encontramos praticamente todas as funcionalidades deste teclado.

Através dos botões multimédia é possível controlar o volume e até mesmo pausar e saltar/retroceder as musicas ou filmes que estejamos a reproduzir. São extremamente úteis, principalmente naqueles momentos em que estamos a ouvir musica e a jogar, pois permite mudar a musica sem interrupções.

Existem ainda mais 3 botões perto dos de multimédia, dedicados à criação de macros, ajuste de brilho e ativação do bloqueio da tecla Windows.

Personalização

No que diz respeito à personalização, além de oferecer um conjunto de teclas adicionais bastante importantes, oferece ainda uma ampla personalização a nível de cores para um teclado que não exige a instalação de software adicional.

Recorrendo a tecla FN do teclado em conjunto com as teclas numéricas (e não só), é possível alternar entre vários modos de iluminação e até mesmo personaliza-los a nível de velocidade de animação e sentido da animação (esquerda para a direita ou inverso). Além disso, o brilho é configurável em até 3 níveis de intensidade se ignorarmos que o 4º nível é a desativação da iluminação.

Ainda no que diz respeito à iluminação, esta está dividida em 3 zonas de iluminação, sendo que é o FN+7 é o modo personalizável que permite escolher as cores para cada uma destas três zonas.

No entanto, é importante referir que toda esta personalização de cores pode ser ainda mais aprofundada com a ajuda do Corsair Utility Engine, que abre a porta a mais opções de personalização no que diz respeito às cores e efeitos possíveis. Além de permitir configurar a cor RGB, podemos por exemplo personalizar cada uma das 3 zonas do teclado com efeitos e cores diferentes.

Software

Ainda que o K55 RGB não necessite de software adicional para ser personalizado e configurado, a verdade é que o Corsair Utility Engine (CUE) adiciona valor ao teclado. A partir do momento em que o CUE está instalado, o botão FN fica desativado e toda a personalização passa a ser realizada através do software.

Uma das maiores vantagens do CUE é que permite criar macros mais avançadas do que aquelas que se consegue criar sem software, sendo possível criar macros que registem os cliques e movimento do rato, etc. Além disso, também é possível remapear as teclas, programar os botões de macro para abrir determinados programas, ou executar determinadas funções, entre outras coisas que podem ser muito úteis para automatizar tarefas.

A nível de personalização RGB, o CUE torna a personalização mais rápida e fácil, dando a opção de escolher entre os 4 modos de iluminação existentes, além de permitir escolher entre milhões de cores (RGB).

Por fim, é também possível configurar a função do botão de desativação da tecla Windows, permitindo configurar combinações de teclas importantes, como o ALT+TAB ou ALT+F4.

Vale a pena?

O Corsair K55 RGB revelou-se uma excelente surpresa num mundo onde é muito complicado inovar, principalmente quando falamos de teclados de membrana. É verdade que não trás entradas de áudio, não é mecânico, não tem uma descansa pulsos almofadado, mas é um teclado robusto, com uma construção sólida e que vem com um conjunto de funcionalidades extra e personalização difíceis de encontrar em teclados membrana.

Apesar de gostar do seu design, algo que acho que podia ser melhorado é a forma como integraram as teclas dedicadas às macros, pois pessoalmente parecem-me mal integradas, no sentido em que é fácil acabar por pressionar a tecla de macro G1 em vez do ESC, pois geralmente a tecla mais à esquerda no canto superior esquerdo é o ESC na maioria dos teclados. Uma solução para isto seria a Corsair adicionar uns keycaps com textura diferente “out of the box” de forma a diferenciar as teclas macro das restantes.

A personalização RGB é boa o suficiente, mas talvez pudesse ter mais alguns modos de iluminação. Ainda assim, não desilude neste aspeto. De todas as formas, este é o melhor teclado de membrana que já tivemos oportunidade de experimentar, tanto pela sua qualidade de construção, como principalmente por aquilo que oferece num teclado.

NewEsc Recomendado Gaming

No more articles