best games 2020 cover

Os 10 melhores jogos que jogámos em 2020

Apesar de ter sido um ano complicado, pelas razões que todos sabemos, 2020 foi um ano em que saíram excelentes jogos. Tendo em conta a quantidade de jogos lançados, foi obviamente impossível jogar tudo e esta lista é apenas uma reflexão sobre os melhores jogos que jogámos, entre todos os que saíram em 2020.

10 – Wasteland 3

wasteland box

Wasteland 3

PS4, Xbox One, PC

Kinguin Logo

Wasteland é uma série que já ouço falar há muito tempo mas nunca tinha dado o passo inicial. Tendo em conta que o jogo foi lançado para o Xbox Gamepass PC, decidi finalmente experimentá-lo e arrependi-me imediatamente… de ter demorado tanto a colocar as mãos neste jogo.

É um RPG soberbo com cenários e ambientação incríveis, mecânicas com uma profundidade enorme, excelente sistema de progressão e uma história que nos coloca num mundo imprevisível e implacável.

Se gostam de RPG por turno com um ambiente estilo Fallout, devem sem dúvida jogar Wasteland 3.

9 – Demon’s Souls Remake

demons souls box

Demon’s Souls Remake

PS5

Demon’s Souls Remake foi um dos títulos exclusivos da Playstation 5 a ser lançado em conjunto com a nova consola da Sony.

A Bluepoint Games é mestre em remakes e Demon’s Souls Remake possui todos os elementos que os fãs da série adoram, com uma apresentação totalmente next-gen incluindo um grafismo incrível, excelente performance e a dificuldade típica capaz de vos fazer arrancar o cabelo.

8 – Genshin Impact

Genshin Impact

PS4, PC, Mobile

mihoyo 1586770772 9709

Definitivamente uma das maiores surpresas do ano. Genshin Impact fez furor aquando do seu lançamento por ser um Gacha altamente ambicioso, com jogabilidade frenética e um mundo para explorar enorme e com muitos segredos, algo que não é comum neste género de jogos.

O jogo é completamente gratuito com compras in-game e oferece tanto uma versão de PC como Mobile. A versão mobile é impressionante dada a escala do jogo, as mecânicas de combate são muito bem feitas, com imensas possibilidades e ainda inclui uma história interessante e com personagens carismáticos.

7 – Microsoft Flight Simulator 2020

FS2020 box

Flight Simulator 2020

PC, Xbox Series X|S

Kinguin Logo

Apesar de ter tido alguns problemas em finalmente conseguir jogar o jogo (a Microsoft precisa mesmo de rever a forma como os jogos são instalados no PC), Flight Simulator 2020 é um jogo único e um marco no que toca a trazer o mundo real para dentro de um jogo.

A possibilidade de explorar qualquer parte do mundo usando este jogo, é algo com que a maioria dos jogadores sempre sonhavam e finalmente o podem fazer. Podem partir ou aterrar em praticamente qualquer aeroporto, aeródromo ou até mesmo começar no céu, existem imensos desafios e aeronaves para usar, podem usar comando, rato e teclado ou comandos mais profissionais e até podem já começar a usar óculos de realidade virtual para máxima imersão.

6 – The Last of Us Parte 2

The Last of Us Parte 2

PS4

Apesar da controvérsia que a história causou, e é verdade que podia ter sido contada de uma melhor forma, The Last of Us Parte 2 não deixa de ser um colosso a nível técnico e um dos jogos mais impressionantes que já saíram numa consola.

Os valores de produção do jogo são inegáveis e existem momentos de grande intensidade e emoção. Apesar de não inovar tanto nas mecânicas de jogo, o combate continua incrivelmente visceral e pesado, forçando o jogador a dar bom uso a cada bala, especialmente nas maiores dificuldades.

Agora quero é um patch para poder jogar a 4K e 60 FPS na Playstation 5 se fizer favor.

5 – Black Mesa

black mesa

Black Mesa

PC

Kinguin Logo

Há vários anos, descobri Half Life completamente por acidente, quando estava a tentar instalar o Counter Strike 1.6 nos PCs da escola e reparei que o jogo estava escondido no meio das pastas.

Chegamos a 2020 e recebemos Black Mesa, o remake do 1º Half Life criado por fãs e com o selo de aprovação da Valve. É um remake fabuloso com novas mecânicas, novos caminhos e, especialmente, a secção de Xen completamente refeita.

Este jogo é o equivalente a colocar os óculos de nostalgia e a versão definitiva do lendário jogo da Valve.

4 – Doom Eternal

doom eternal bg date m w launch

Doom Eternal

PS4, Xbox One, PC, Nintendo Switch

Kinguin Logo

O reboot de Doom em 2016 foi um regresso esperado da série às origens, naquele que foi um dos melhores shooters da geração passada.

Doom Eternal, apesar de não ser tão bom em certos elementos, expandiu o mundo e a lore do jogo, introduzindo cenários de cortar a respiração, com o gunplay e violência típicos da série.

A banda sonora é uma das melhores do ano, é um jogo incrível a nível técnico com excelentes gráficos e uma das melhores otimizações da geração.

Definitivamente um título obrigatório.

Final Fantasy 7 Remake

Final Fantasy 7 Remake

PS4

Há uns tempos decidi pegar no Final Fantasy 7 no Steam mas devido aos jogos que foram lançados pouco depois, acabei por apenas jogar até a trupe de Cloud sair de Midgar.

Curiosamente, o remake de Final Fantasy 7 termina pela mesma altura, mas expande a história de forma considerável e introduz algumas mudanças para o futuro.

A apresentação deste remake é brilhante e a jogabilidade consegue misturar combate mais focado em ação, com as mecânicas do jogo original de uma forma superior a Final Fantasy 15.

A banda sonora é, para mim, a melhor do ano, é um colosso gráfico e se tivesse a minha Mi Band posta durante aquela luta final, teria disparado o alerta de ritmo cardíaco, tal foi a intensidade.

2 – Hades

Hades

PC, Nintendo Switch

Kinguin Logo

Apesar de não ser um fã de Roguelikes, Hades foi a maior surpresa do ano para mim. Um dungeon crawler incrível, com um estilo de arte que ficará na história como uma das melhores de sempre, voice acting perfeito, banda sonora capaz de rivalizar com as melhores do ano e uma progressão muito bem construída.

O jogo oferece-vos várias maneiras de chegar ao fim, com imensas builds possíveis e diálogos que raramente se repetem, fazendo cada tentativa parecer algo novo, com imenso para descobrir.

É o exemplo de um jogo que aproveitou o early access para se aperfeiçoar e o resultado final é brilhante.

1 – Ghost of Tsushima

Ghost of Tsushima

PS4

A razão pela qual Ghost of Tsushima é superior a Hades, para mim, é porque me agarrou de tal forma que platinei o jogo em 4 dias.

O que a Sucker Punch fez com este jogo é absoluta perfeição, um jogo com um estilo de arte capaz de vos deixar a olhar para o ecrã durante horas, como se estivessem a apreciar um quadro num museu. Nunca nenhum jogo me fez usar tanto o modo de fotografia como Ghost of Tsushima.

A forma como conta uma história de vingança, com todas as ambiguidades morais que dela advêm é capaz de envergonhar até The Last of Us Parte 2.

O combate é visceral e pura poesia em movimento, com uma progressão e personalização que realmente se vê no personagem. O modo Kurosawa é ao mesmo tempo um tributo incrível a um dos génios do cinema, mas ao mesmo tempo uma maldição porque retira as cores àquele que é um dos jogos mais bonitos já feitos numa consola.

As mecânicas de mundo aberto são mais que simples ícones no mapa e fazem realmente parte do mundo que a Sucker Punch criou para este jogo, em vez de ser uma simples lista de objetivos que fazemos para desbloquear novas coisas.

O jogo ainda recebeu um modo multijogador com progressão e história originais e até Raids, de forma completamente gratuita. O jogo ainda recebeu um update para 4K e 60 FPS na Playstation 5, tornando uma experiência perfeita, numa experiência perfeita e suave.


Qual foram os vossos jogos favoritos de 2020? Comentem quais gostariam de ter visto nesta lista.

Your email address will not be published. Required fields are marked *