Melhores smartphones por menos de 200€

Os Melhores Telemóveis baratos e desbloqueados | 2019

Procuramos sempre uma relação preço/qualidade excelente, no que diz respeito a smartphones de gama media. É por isso que escolhemos o Pocophone F1 como a nossa principal recomendação, já que o seu desempenho se assemelha a um topo de gama, mas custa apenas 300€. No entanto, se o seu design não vos agrada, ou se procuram algo mais barato, também temos outras alternativas interessantes.

Os melhores smartphones gama media (~300€)

O Flagshipkiller

  • Ecrã: 6.18” FHD+ com Gorilla Glass;
  • Câmara traseira: 12 + 5 MP;
  • Câmara frontal: 20 MP;
  • Processador: Snapdragon 845;
  • RAM: 6/8 GB ;
  • Armazenamento: 64/128/256GB + microSD;
  • Bateria: 4.000 mAh + carregamento rápido 3.0;
  • Firmware: Android 8.1 (MIUI);
  • Extras: USB C, Bluetooth 5.0, Jack 3.5mm;

O melhor preço:

A Xiaomi decidiu criar esta sub-marca para lançar dispositivos potentes a preços bastante baixos. O Pocophone é um smartphone que vem com o famoso Snapdragon 845 e 6 GB de RAM, uma combinação que só costumamos encontrar em topos de gama.

Os seus pontos fracos são o design em plástico e o notch. Em tudo o resto, é impecável: bateria gigante de 4.000 mAh com carregamento rápido e umas câmaras alucinantes.

Bom design e potente

Ainda que muitas pessoas o considerem como um smartphone para gamers, este Honor é muito mais que isso. Tem um bom processador, uma grande bateria, NFC, umas câmaras muito decentes e uma relação preço/qualidade muito boa. É a melhor alternativa ao Pocophone.

O melhor preço:

A Huawei também quis destruir toda a concorrência na gama media com um smartphone que promete um desempenho impecável em jogos, graças ao seu processador Kirin 970 e à sua tecnologia GPU Turbo. O Honor Play é uma boa alternativa ao Poco F1, não só pelo corpo em metal, como também porque incorpora NFC.

Grande ecrã de 6.5”

Tem o design mais premium da gama media, e um desempenho muito similar ao Snapdragon 660. Mas o melhor de tudo, é o seu ecrã de 6.5″, perfeito para ver vídeos e jogar.

O melhor preço:

A EMUI não é o nosso sistema favorito, e a câmara deste Honor 8X também não o é, mas o resto das especificações fazem dele uma boa opção para a maioria dos utilizadores. O seu ponto forte é o seu design premium e o seu grande ecrã que, ao não ter bordes praticamente nenhuns, não é demasiado grande. Ainda existe espaço para melhorias e a Huawei lança actualizações com frequência.

 

Os melhores Gama Media (~200€)

Um Mi A2 com MIUI

Ainda que a nivel estetico seja completamente diferente do Mi A2, o seu processador é o mesmo, e a sua bateria dura praticamente o mesmo tempo. Também não vem com Jack de áudio, mas ao menos permite aumentar o armazenamento com cartões microSD.

O melhor preço:

É basicamente um Mi A2 com MIUI e um design superior. Já à algum tempo que é possível encontra-lo na Amazon de Espanha, mas se quiserem poupar algum dinheiro podem encontra-lo em lojas chinesas.

O Mi 8 Lite vem com um design bastante atual, com uma cor gradiente, um notch pequeno, e um grande ecrã de 6.26″ FHD+. O seu desempenho é idêntico ao do Mi A2, ainda que neste caso temos uma bateria um pouco superior, mas não tão boa como a do Note 5.

Com Android One

Se querem um bom processador e Android Stock, este Mi A2 é a melhor opção do momento. Não é o smartphone mais completo desta gama, mas por este preço não vão encontrar nada melhor com Android One. Além disso, as suas câmaras são fantásticas.

O melhor preço:

Este é seguramente o melhor smartphone de gama media do momento, uma vez que o podem conseguir por menos de 220€ (em alguns casos por menos de 200€). O seu ponto forte está na dupla câmara traseira, que está entre as melhores, mas também no seu sistema Android One, pelo que terão actualizações de firmware garantidas durante 2 anos, e patches de segurança durante 3 anos.

Este modelo vem com Snapdragon 660, 4/6 GB de RAM e 32/64/128 GB de armazenamento. Algo que devem ter em conta é que ainda que seja um smartphone Dual SIM, não permite ampliar o armazenamento com cartões microSD. Além disso, também não vem com Jack de áudio.

Preço excelente

Mesmo depois de tantos meses, o Redmi Note 5 continua a ser umas das melhores opções nesta faixa de preços. Bom desempenho, boas câmaras, e uma bateria gigante. Além disso, não lhe falta o Jack de áudio nem slot para microSD.

O melhor preço:

O Redmi Note 5 foi considerado como o melhor smartphone preço/qualidade durante todo o ano. Estamos de acordo com esse titulo e, mesmo depois do lançamento do Note 6, continua a ser uma opção excelente.

Gostaríamos que tivesse USB Tipo C, NFC e outros extras. O seu processador Snapdragon 636 e a sua grande bateria de 4.000 mAh, são dois aspectos que não costumamos ver em modelos deste preço.

Com o Snapdragon 710

É o primeiro smartphone da Xiaomi a contar com o processador Snapdragon 710, um processador que é costume encontrar em produtos muito mais caros. Também vem com um painel AMOLED e um design bastante familiar.

O melhor preço:

Tal como os a maioria dos smartphones da Xiaomi, aquilo que se destaca neste telemóvel é a sua relação preço/qualidade. Conta com um Snapdragon 710 e um painel AMOLED, e é possível encontrá-lo por cerca de 200€ em algumas lojas chinesas, algo que nos deixa bastante surpreendidos.

O seu design é idêntico ao Mi 8, e um corpo de aluminio. A sua bateria não nos surpreende, mas pelo menos tem carregamento rápido e conector USB Type C.

As Melhores Alternativas

Analisamos muito mais smartphones que não conseguiram ficar entre os favoritos. Na hora de escolher o melhor, tentamos encontrar um equilíbrio entre as especificações e o preço, mas isso não significa que sejam os melhores para todas as pessoas.

É por isso que, se nenhuma das nossas recomendações anteriores vos chamou a atenção, devem espreitar as alternativas seguintes

Um Pocophone F1 Plus

  • Ecrã: 6.21” Super AMOLED FHD+ com Gorilla Glass 5;
  • Câmara traseira: Dual 12 MP+ 12 MP;
  • Câmara frontal: 20 MP, f/2.0, 0.9µm;
  • Processador: Snapdragon 845;
  • RAM: 6 GB ;
  • Armazenamento: 64/128/256 GB;
  • Bateria: 3.400 mAh + carregamento rápido e sem fios;
  • Firmware: Android 8.0 (MIUI);
  • Extras: Dual SIM, USB Tipo-C, NFC;

O melhor preço:

Este smartphone é a versão melhorada do Pocophone (ainda que tenha sido lançado antes), pelo que costuma custar um pouco mais e só vale a pena se o forem comprar directamente a uma loja chinesa. Tem um design e ecrã AMOLED, mas a sua bateria é um pouco mais pequena e falta-lhe algumas coisas como a possibilidade de expandir o armazenamento, e o Jack de áudio.

Extremamente completo

  • Ecrã: 5.65” FHD+ com Gorilla Glass;
  • Câmara traseira: Dual 12 + 5 MP;
  • Câmara frontal: 8 MP;
  • Processador: Snapdragon 636;
  • RAM: 3/4 GB ;
  • Armazenamento: 32/64 GB + microSD;
  • Bateria: 3.100 mAh + carregamento rápido 4.0;
  • Firmware: Android 8.1 Oreo (Android One);
  • Extras: USB C, NFC, Dual SIM, Bluetooth 5.0;

O melhor preço:

Se temos em conta todas as características deste dispositivo, podemos chegar à conclusão que é um dos melhores. O seu desempenho é impecável graças ao seu processador e optimização, no entanto, gostaríamos que fosse um pouco mais barato, já que por pouco mais temos o Pocophone, ou o Honor Play. Mas se a garantia pós venda é algo que consideram importante, a BQ é conhecida por ser uma das melhores.

Bastante completo e com IP68

  • Ecrã: Super AMOLED  5.6” FHD+;
  • Câmara traseira: 16 MP;
  • Câmara frontal: Dual 16 + 8 MP;
  • Processador: Exynos 7885;
  • RAM: 4/6 GB ;
  • Armazenamento: 32/64 GB + microSD;
  • Bateria: 3.000 mAh + carregamento rápido;
  • Firmware: Android 8.0;
  • Extras: IP68, USB C, NFC, Dual SIM;

O melhor preço:

Este Samsung vem com um ecrã Super AMOLED de 5.6″ FHD+, protegido por Gorilla Glass e, o melhor de tudo, protecção IP68. No que diz respeito ao desempenho, também não é mau, e além disso vem com NFC, Jack de áudio, USB Tipo C… enfim, tem tudo. Bem, quase tudo: a sua bateria de 3.000 mAh só dá para um dia de uso.

Design renovado

  • Ecrã: 5.9” HD+;
  • Câmara traseira: Dual 13 + 2 MP;
  • Câmara frontal: 8 MP, f/2.2;
  • Processador: Snapdragon 625;
  • Memoria RAM: 4 GB ;
  • Armazenamento: 64 GB + microSD;
  • Bateria: 3.000 mAh;
  • Firmware: Android 8.1  (Android One);
  • Extras: DUAL SIM, Jack de áudio, USB C;

O melhor preço:

É uma decepção encontrar um Snapdragon 625 por este preço. O novo Motorola é uma evolução de design em relação aos Moto G6, mas a sua relação preço/qualidade não é a melhor. Pelo menos vem com Android One e carregamento rápido para a sua bateria de 3.000 mAh.

Boas câmaras

  • Ecrã: 5.84” FHD+;
  • Câmaras: 20 MP + 2 MP e 16 MP;
  • Processador: Kirin 659;
  • RAM: 4 GB;
  • Armazenamento: 32/64 GB + microSD;
  • Bateria: 3.000 mAh + carregamento rápido;
  • Firmware: Android 8.0 Oreo com EMUI 8.0;
  • Extras: Dual SIM, Jack de áudio, NFC, USB;

O melhor preço:

Gostaríamos de recomendar um pouco mais este smartphone, mas acreditamos que é um pouco caro para aquilo que oferece, especialmente quando o seu desempenho é idêntico a smartphones muito mais baratos. Ainda assim tem algo que devemos admirar: as suas câmaras.

Com pequenas melhorias

  • Ecrã: 6.26” FHD+ con Gorilla Glass;
  • Câmara traseira: 12 + 5 MP;
  • Câmara frontal: 20 + 2 MP;
  • Processador: Snapdragon 636
  • RAM: 3/4/6 GB;
  • Armazenamento: 32/64 GB + microSD;
  • Bateria: 4.000 mAh;
  • Firmware: Android 8.1 (MIUI);
  • Extras: USB C, Jack de áudio, Dual SIM, Bluetooth 5.0;

O melhor preço:

O Note 6 é um pequeno upgrade do Note 5 que foi lançado à uns meses. Vem com um ecrã ligeiramente maior, mas com notch. Outro aspecto que mudou foi a sua câmara frontal, que passa agora a ser dupla. Em tudo o resto, é igual ao Note 5.

Sem notch

  • Ecrã: 5.9” FHD+ com Gorilla Glass 3;
  • Câmara traseira: Dual 12 + 5 MP;
  • Câmara frontal: 8 MP;
  • Processador: Snapdragon 630;
  • RAM: 4/6 GB ;
  • Armazenamento: 64/128 GB + microSD;
  • Bateria: 3.200 mAh + carregamento rápido;
  • Firmware: Android 8.0 Oreo;
  • Extras: USB C, NFC, Dual SIM, Bluetooth 5.0;

O melhor preço:

O seu desempenho é um pouco superior ao Motorola One e também não tem notch. Além disso, a sua bateria é um pouco maior, vem com NFC, e o leitor de impressões digitais está na parte frontal. Na nossa opinião o seu preço é um pouco alto, mas é uma boa alternativa sem lugar de duvidas.

Caro, mas completo

  • Ecrã: Super AMOLED  5.6” HD+;
  • Câmara traseira: 16 MP;
  • Câmara frontal: 16 MP;
  • Processador: Exynos 7870;
  • RAM: 3/4 GB ;
  • Armazenamento: 32/64 GB + microSD;
  • Bateria: 3.000 mAh;
  • Firmware: Android 8.0;
  • Extras: NFC, Radio, Dual SIM, Jack de áudio;

O melhor preço:

Um preço mais adequado seria abaixo dos 200€, mas ainda assim é um smartphone a ter em conta pelo seu equilíbrio de desempenho e também por ser tão completo: NFC, painel AMOLED, Jack de áudio e rádio.

O Nokia mais equilibrado

  • Ecrã: 5.8” FHD com Gorilla Glass 3;
  • Câmara traseira: 16 + 5 MP;
  • Câmara frontal: 16 MP;
  • Processador: Snapdragon 636
  • RAM: 4/6 GB ;
  • Armazenamento: 32/64 GB + microSD;
  • Bateria: 3.060 mAh + carregamento rápido 3.0;
  • Firmware: Android 8.1 (Android One);
  • Extras: USB C, Jack de áudio, Dual SIM, Bluetooth 5.0;

O melhor preço:

É a segunda versão do Nokia 6 que a HDM Global lançou este ano. O primeiro modelo tinha umas especificações interessantes, mas o seu design era um pouco antiquado. Gostamos do desempenho deste novo modelo, além do seu design moderno e um preço extremamente competitivo. É uma excelente alternativa ao Redmi Note 5.

Um Mi A1 com design renovado

  • Ecrã: 5.84” FHD+;
  • Câmara traseira: Dual 12 + 5 MP;
  • Câmara frontal: 5 MP, f/2.0;
  • Processador: Snapdragon 625;
  • RAM: 3/4 GB ;
  • Armazenamento: 32/64 GB + microSD;
  • Bateria: 4.000 mAh;
  • Firmware: Android 8.1 (Android One);
  • Extras: DUAL SIM, Jack de áudio, infravermelhos;

O melhor preço:

É uma versão melhorada do A1, mas com notch. Mantém o Snapdragon 625 e integra uma câmara melhor, ecrã maior e também uma bateria de 4.000 mAh. Infelizmente continua a utilizar microUSB, mas pelo menos manteve o Jack de áudio, e permite aumentar o seu armazenamento com cartões microSD.

Os Nossos Critérios

Analisamos muitos mais smartphones do que aqueles que acabaram de ver anteriormente. No entanto, somos da opinião que apenas devemos colocar nesta lista aqueles que valem realmente a pena segundo os nossos critérios.

É por isso que em seguida vamos falar um pouco mais sobre todos os aspectos que temos em conta no momento de recomendar um smartphone de gama media.

Design

Um aspecto cada vez mais evoluído nos smartphones de gama media. Aqui devemos considerar o design dos smartphones, a sua ergonomia e os materiais com os quais são fabricados.

Normalmente os smartphones de gama media costumam ser de alumínio, mas existem excepções. Por exemplo, o Pocophone é de plástico, o Mi A2 é de alumínio, e o Honor 8X é de vidro. A escolha de um material ou outro pode aumentar o preço, diminuir a sua resistência ou adicionar algumas funcionalidades.

  •  Plástico: Resistente | Permite carregamento sem fios | Barato.
  • Alumínio: Resistente | Um pouco mais premium | Não permite carregamento sem fios
  • Vidro: Pouco resistente | Muito Premium | Escorrega | Carregamento sem fios
O problema é que os smartphones de gama media, feitos de vidro, não costumam ter carregamento rápido, e esse tipo de construção encarece um pouco mais o produto. Mas ainda assim, cada vez mais começamos a ver as marcas a apostar neste tipo de material.

Ecrã

O tamanho e resolução do ecrã são factores que podem marca a diferença. No entanto, mais importante que a resolução, é a qualidade e tecnologia utilizada.

Actualmente já se começa a ver, em alguns smartphones de gama media, modelos com painéis AMOLED, como é o caso de alguns Samsung Galaxy e até da Xiaomi. São este tipo de painéis que costumamos ver nos topos de gama, pelo que nesta faixa de preços são os painéis IPS que dominam o mercado.

Mas não se deixem levar apenas pelo tipo de painel. Também devem ter em conta as tecnologias utilizadas e a calibração de fabrica. Por exemplo, os BQ Aquaris X2 têm um painel IPS com Quantum Color + e um brilho de até 650 nits, o que faz dele um dos melhores ecrãs da gama media.

Desempenho

O processador, a memoria RAM, o armazenamento interno e outros componentes internos do smartphone, são os mais importantes na nossa opinião. Não serve de nada ter um smartphone muito bonito que depois não tem capacidade para executar aplicações.

Há uns anos atrás as opções nesta faixa de preços eram muito limitadas, mas nos dias de hoje já existem muitas mais opções, sem ser apenas Qualcomm ou MediaTek. A Huawei melhorou muitíssimo a nível de processadores, e o mesmo se pode dizer da Samsung.

Mas o melhor de tudo é que começamos a ver smartphones que custam 300€ com processadores topo de gama, como é o caso do Pocophone e o Honor Play. Além disso, os novos gama media da Qualcomm comparam-se aos topos de gama de há 1 ou 2 anos atrás. 

 

O gráfico anterior mostra os resultados no AnTuTu, dos diferentes processadores móveis. Mas lembrem-se que, ainda que dois smartphones tenham o mesmo processador, os seus resultados podem ser distintos, devido aos restantes componentes internos e à sua refrigeração.

Falando de outros componentes, parece-nos importante mencionar que devem comprar um gama media com, pelo menos, 3 GB de RAM, e também considerar sempre uma versão com mais armazenamento, principalmente se o smartphone que vão comprar não tiver possibilidade de expansão.

Bateria 

Com a excepção dos iPhone, um smartphone com uma bateria inferior a 3.000 mAh pode ser um problema, mas também é preciso considerar o sistema operativo e a sua optimização.

Por exemplo, com o Redmi Note 5, ou com o Pocophone, conseguimos 10 horas de ecrã facilmente, o que se traduz em 2 dias de uso. No entanto, com o Mi A2, que tem uma bateria inferior, conseguimos 6 horas de ecrã.

Vejam os resultados que obtivemos com o Xiaomi Redmi Note 5, o Honor 8X e o Mi A2.

Além do tamanho da bateria, devem considerar o tempo de carregamento. Se tiver USB Tipo C e carregamento rápido, é a melhor opção. Por exemplo, o Honor 8X, que vem com microUSB, demora 2 horas a carregar por completo, enquanto o Pocophone consegue fazê-lo em 1 hora e 20 minutos.

Ecosistema – Sistema Operativo

Não serve de nada ter boas especificações, se o firmware não estiver optimizado. Mas todas as empresas e todos os smartphone que custam menos de 300€ conseguem fazê-lo? A resposta é não, mas existem muitas “nuances”.
 
Algo que se transformou numa “moda”, é dizer que um smartphone com Android One é muito melhor optimizado que um com EMUI ou MIUI, quando a realidade é outra. Por exemplo, logo após o lançamento do Mi A2, o Redmi Note 5 com MIUI 9, era muito mais rápido e fluido, ainda que tivesse um processador menos potente.
 

É verdade que agora o Mi A2 está muito melhor que antes, mas lembrem-se que ter um determinado firmware não é garantia de optimização.

Mas uma das principais razões pelas quais as pessoas escolhem um Android One, é pelas actualizações garantidas durante 2 anos.

Preço/Qualidade

A relação preço/qualidade é sempre relativa ao que cada pessoa valoriza, mas a melhor forma de analisar este aspectos é comparando as suas especificações.

Para nós, o Pocophone parece um smartphone excelente, e todas as nossas opções caracterizam-se pelo preço extremamente competitivo e o melhor conjunto de especificações que poderão encontrar pelo preço.

Se tiverem alguma pergunta ou duvida, deixem-nos um comentário para que possamos ajudar o mais rapidamente possível. Além disso, se querem que analisemos algum producto em especifico, faz-nos saber.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (17 votes, average: 4,47 out of 5)

Loading…