Há uns anos atrás os canais de televisão eram a principal, e antes, era a única fonte de entretenimento no formato de séries, mas nos últimos anos temos assistido ao crescimento das plataformas de streaming, com Netflix a encabeçar a lista, Hulu, Amazon e outros serviços a seguir as suas pisadas. Estes serviços produzem já as suas próprias séries, e a qualidade é importante se querem sobreviver! Aqui veremos quais são algumas das melhores series de 2017, até ao momento pelo menos.

Neste artigo apenas falamos de séries que estrearam em 2017!

Se quiserem ver outras séries, podem espreitar a nossa escolha de melhores series de sempre nesta nossa lista!

Genius

Género: Drama;
Actores principais: Michael McElhatton, Johnny Flynn, Samantha Colley, Geoffrey Rush…
Duração: ~43min.

Genius é uma obra fantástica trazida pelo próprio National Geographic que nos mostra a vida de uma das mentes mais inteligentes a humanidade num dos períodos mais negros desta, Albert Einstein.

A história contada não nos fala só da sua investigação, mas da sua vida pessoal e do contexto que o rodeava enquanto viveu na Alemanha. Com participação de Geoffrey Rush no papel de Einstein.

American Gods

Género: Fantasia/Mistério;
Actores principais: Ricky Whittle, Emily Browning, Ian McShane, Crispin Glover…
Duração: ~60min.

O canal norte-americano Starz apostou na recreação da obra do mesmo nome do autor Neil Gaiman de 2001, e trouxe-nos algo que nos mantém facilmente agarrados ao ecrã, apesar de nem sempre nos parecer a coisa certa para estar a ver. A verdade é que o misterioso enredo é viciante e convida-nos a ver mais.

O próprio elenco ajuda a cativar-nos, com actores experientes como Ian McShane, Emily Browning é mesmo quem mais nos surpreente,em especial com o seu sotaque irlandês…

American Gods surge como uma metáfora em que vemos os deuses antigos de diferentes mitologias a juntarem-se pela sobrevivência contra os deuses modernos, que nasceram das tecnologias e redes de internet.

No meio desta batalha que está a começar temos um humano, Shadow, ex-recluso que além de se ver a seguir um homem misterioso, saiu da prisão no mesmo dia que a sua namorada morreu enquanto o traia com o seu melhor amigo. Uma pitada de drama nesta história de deuses nos tempos modernos.

Legion

Género: Sci-fi;
Actores principais: Dan Stevens, Rachel Keller, Aubrey Plaza…
Duração: ~60min.

A parceria entre a Fox e a Marvel traz-nos uma extensão à história dos famosos mutantes de X-Men, com ligação ao universo dos filmes.

David Haller, protagonizado por Dan Stevens, é diagnosticado em criança com um tipo de esquizofrenia, sendo institucionalizado em hospitais psiquiátricos desde então. Ao crescer, David dá conta de algumas coisas diferentes quanto à sua condição, até ser confrontado por outro paciente sobre a possibilidade de ser mutante.

A série segue a descoberta dos poderes do protagonista, muito semelhantes aos do Professor X, enquanto se cruza com outros mutantes.

Glow

Género: Comédia/Drama;
Actores principais: Alison Brie, Marc Maron, Betty Gilpin…
Duração: ~35min.

As séries dos sobre os anos 70 e 80 parecem estar na moda, a nostalgia é sempre uma boa audiência, e de diferentes géneros, como Stranger Things e até a comédia de sucesso The Goldbergs, Glow mergulha nesta década nostálgica para tantos. E com estas séries vêm claro, grandes músicas!

Glow conta-nos a história de Ruth Wilder, uma atriz que por mais que tente, não consegue nenhum papel de relevante. A oportunidade de participar num programa inédito leva-a a entrar, de forma inesperada, no mundo do Wrestling feminino, algo que era quase impensável nos anos 80, uma época no qual as mulheres tinham um papel bastante definido na sociedade.

É uma série que vos vai agarrar se forem fãs de Wrestling, mas mesmo não sendo é uma boa introdução a esta arte e à forma como se cria um programa destes. Além disso, conta com a participação de vários Wrestlers conhecidos, incluíndo, Johnny Mundo, Carlito e Karma que já apareceram na WWE. Além disso, Chavo Guerrero Jr. foi um dos consultores da série e deu formação aos atores durante as gravações.

Taboo

Género: Drama/Thriller;
Actores principais: Tom Hardy, Leo Bill, Oona Chaplin…
Duração: ~59min.

Taboo traz-nos um Tom Hardy em grande nível num papel envolto de mistério em todos os sentidos. A BBC One preparou esta série com ajuda não só de Tom Hardy, como Ridley Scott e Steven Knight, nome que podem reconhecer de Peaky Blinders.

Tom Hardy surge no papel de James Keziah Delanay, um desaparecido em combate que regressa à sua cidade natal, Londres, em 1814, depois de 12 anos desaparecido nas profundezas de África. Numa altura em que o Reino Unido está próximo de terminar uma guerra com os EUA.

Delanay chega a Londres na altura da morte do seu pai e vê-se envolvido numa disputa pela herança do seu pai. Territórios na américa do norte que são importantes para o desfecho da guerra. Importantes para os dois lados da guerra.

Assistimos assim a uma série envolta em mistério, vingança, traição, uma série que nos mostra as jogadas de poder dos governos, ou por serviços secretos ou pelo poder da Companhia das Índias Britânicas.

13 Reasons Why

Género: Drama/Mistério;
Actores principais: Dylan Minnette, Katherine Langford, Christian Navarro…
Duração: ~60min.

13 Reasons Why é mais uma aposta de sucesso da Netflix. Contudo, apesar de ter tipo um sucesso muito rápido com muitos fãs, tem também gente que não suporta a série.

À primeira vista pode parecer um simples teen drama, mas acaba por ser mais do que isso com um enredo profundo e que não parece parar de surpreender.

Dylan Minnette é Clay Jensen, a personagem principal, que se depara numa situação muito incomum enquanto tenta descobrir o porquê de uma colega, Hannah, se ter suicidado.

Brockmire

Género: Comédia;
Actores principais: Hank Azaria, Amanda Peet, Tyrel Jackson Williams…
Duração: ~30min.

Hank Azaria é Jim Brockmire, um comentador acabado de basebol com uma segunda oportunidade numa pequena cidade esquecida dos EUA.

Longe do seu auge, Brockmire regressa aos EUA com uma proposta com detalhes algo vagos, anos depois de ele próprio ter sabotado a sua fama e carreira ao ter uma quebra emocional durante um jogo, em estado alcoolizado, desabafando a forma como a sua mulher o traiu.

Brockmire, da IFC, é uma comédia de certa forma, longe das habituais comédias familiares, com uma personagem principal com uma voz muito típica de rádio ou voz off, que passa o tempo a falar num tom narrativo.

The Handmaid’s Tale

Género: Drama;
Actores principais: Elisabeth Moss, Yvonne Strahovski, Max Minghella;
Duração: ~55 min.

Para fãs de obras sobre distopias, isto é, realidades alternativas em que o totalitarismo ou autoritarismo imperam, esta série é obrigatória!

Hulu traz-nos esta serie pelas mãos de Bruce Miller, responsável por Eureka e The 100, The Handmaid’s Tale chega ao nosso tablet com muito bom aspecto e deixando-nos com vontade de ver a segunda temporada!

Elisabeth Moss é June Osborne e vem a ser Offred, empregada numa família do lado vencedor de uma nova guerra civil que dividiu os EUA e separou famílias.

Ozark

Género: Crime/Drama;
Actores principais: Jason Bateman, Laura Linney, Sofia Hublitz…
Duração: ~60 min.

Ozark é uma das apostas mais recentes da Netflix, com 10 episódios, já está disponível na plataforma, e merece bem a pena a nossa atenção.

Com Jason Bateman no papel principal e em bom plano, apesar do seu longo histórial dedicado ao género de comédia, a série consegue manter um tom sério e de suspense.

Ozark foca-se num consultor financeiro de Chicago que muda de residência com a sua família para Missouri. Mas tem um segredo, pois mantém o seu nível de vida à custa das suas relações com os cartéis de droga, de quem trata da lavagem do dinheiro.

Como sempre, isso dá para o torto, e as coisas nunca acabam bem quando correm mal com os cartéis de droga. Principalmente com dinheiro envolvido.

No horizonte para 2017 temos ainda novidades que nos deixam com expectativas bem altas, como Star Trek: Discovery em Setembro, duas novas séries da Marvel já em Agosto, The Defenders e Inhumans.

E a moda dos super-heróis parece ter chegado, pois The Gifted também está para chegar, em Outubro, e insere-se no universo de mutantes X-Men, como Legion.

Hey!

Se precisares de ajuda,

podes deixar-nos um comentário,

ou enviar um email para [email protected]