A IFA 2017 terminou, mas não sem antes a Huawei mostrar o que a trouxe ao evento, o seu novo processador Kirin 970, anunciado no final de 2016.

Este novo processador, fabricado por um processo de 10nm como a principal competição, promete muito

Numa altura em que se observa uma corrida à inteligência artificial, para tornar os nossos dispositivos mais smart, o CEO da Huawei promete que este Kirin 970 irá beneficiar os sistemas AI nos novos dispositivos, a começar pelo Huawei Mate 10 que ficaremos a conhecer já em Outubro e seguramente nos sucessores dos Huawei P10 e P10 Plus.

Num evento que viu apresentados produtos como o novo LG V30, a apresentação do novo processador da Huawei roubou muitas das atenções no fim da IFA 2017.

Prova disso foi o prémio recebido pelo famoso site Android Authority, que considerou em Berlim o Kirin 970 o melhor da IFA 2017

Com este novo SoC a Huawei reforça as baterias que tem já apontadas à principal competição, Samsung e Apple, que produzem os próprios chips e também num processo de fabrico de 10nm. Ou não fosse a gigante chinesa o 3º maior concorrente no feroz mercados dos dispositivos móveis.

“À medida que olhamos para o futuro dos smartphones, constatamos que estamos no limiar de uma nova Era” disse Richard Yu, CEO da Huawei Consumer Business Group.

Este novo processador é um virar da página, que pode marcar uma nova era agora que os sistemas de Inteligência Artificial começam a ganhar ainda mais forma no nosso dia-a-dia.

O responsável realçou que “a Huawei está empenhada em tornar dispositivos inteligentes em dispositivos ainda mais inteligentes criando capacidades end-to-end que suportam o desenvolvimento de chipsets, equipamentos e cloud. O objetivo final é proporcionar uma experiência ao utilizador significativamente melhor. O Kirin 970 é o primeiro de uma série de novos avanços com recursos poderosos de IA para os nossos dispositivos, que vão ajudar a ultrapassar a concorrência.”

Nesta corrida aos sistemas de inteligência artificial, a Huawei deverá partir à frente com o lançamento do Huawei Mate 10 em Outubro.

O Kirin 970 conta com um processador de oito-núcleos, o novo chip gráfico Mali G-72, que deverá melhorar muito a performance com elementos 3D campo em que o Kirin 960 perdia para a concorrência.

Conta ainda com 4X LPDDR4, LTE Cat. 18, resultando numa forte capacidade de processamento.

Num teste realizado, conseguiu processar duas mil imagens por minuto, passando os chips da concorrência.

As expectativas são altas para os futuros dispositivos da Huawei!

No more articles