HTC Vive – com módulo wireless!

[toc]

O HTC Vive já conta com preços e datas! Tal como se esperava, o anuncio chegou agora no final de fevereiro, semana após o mesmo ter estado em exibição na MWC em Barcelona e onde tivemos chance de o testar! Este deverá chegar às mãos dos consumidores em Abril, estando já em fase de pré-encomenda!

Deverá estar disponível ao consumidor antes, uma vez que as pré-encomendas estarão disponíveis a partir do fim de fevereiro, dia 29.

Preços e Datas

Com o objetivo será apontar ao mercado high-end, fazer dele um um competidor mais direto dos Oculus Rift, o preço final será de €899, valor ao qual acrescem portes, por isso o custo total deverá rondar os 990€, ultrapassando em mais de 200€ o valor dos Oculus Rift que surgem no mercado a $599, ou 741€ com portes.
O kit já se encontra em fase de pré-encomenda aqui, sendo enviados a partir de dia 5 de Abril.
Numa fase inicial, o kit deverá incluir 3 jogos:
  • Fantastic Contraption – jogo de puzzles;
  • Job Simulator – passado no ano 2050, quando os robots já substituiram os trabalhadores humanos;
  • Tilt Brush – um programa para criar/desenhar arte 3D com iluminação (ver aqui)

Em parte o preço é explicado pela tecnologia única, sendo este o único kit VR que usa a divisão toda, graças ao sistema de controlo de movimentos que permite seguir-nos conforme nos movemos pela sala.

HTC Vive VR

Steam

É  conhecimento de todos já que a HTC cooperou com a Valve / Steam VR na criação destes óculos de realidade virtual, que inicialmente seria para apoiar o desenvolvimento dos Oculus Rift DK2, portanto podemos seguramente contar com o lançamento de vários titulos com suporte para o HTC Vive. Menos o Half-Life 3…

A lista incluirá jogos como Euro Truck Simulator 2 (que o nosso Simão adorará experimentar), Surgeon Simular 2013  – que seguramente será útil para muitos desenvolverem as suas aptidões cirúgicas, mas esperemos que isto não leve a um aumento no número de pessoas que acorda sem um rim. Podemos também contar com Ark: Survival Evolved, e alguns first-party como Team Fortress 2 e The Orange Box.

Contudo, visto que se tratam de titulos que não foram pensados de raiz para jogar em modo realidade virtual, a experiência não será a melhor, por isso para obter a melhor experiência ainda teremos de esperar por jogos pensados nesta tecnologia.

Principais especificidades técnicas

Sendo a HTC uma empresa com história no mundo de dispositivos móveis, já possui alguma experiência a trabalhar com algum do tipo de hardware implementado neste equipamento, principalmente em termos de sensores de posicionamento.

A edição de developer conta com uma resolução de 1080×1200, e ainda 90Hz de taxa de atualização (fps), algo a par do que se tem observado noutros equipamentos do género.

Em comparação, a edição de consumidor dos Oculus Rift deverá contar com 2160×1200 e ter uma taxa de atualização a rondar os 100hz.

Quanto ao Playstation VR, a resolução deve aproximar-se dos 960×1090 e com uma taxa de atualização já bem superior, com 120hz.

Futuro…?

Enquanto a primeira geração de equipamento de realidade virtual da HTC chega e não chega ao mercado, a empresa já anunciou o a edição de desenvolvedor (developer kit) da segunda geração, o Vive Pre, tendo sido exibido na CES 2016 em janeiro.

Esta nova edição trará várias alterações ao design apresentado na primeiro geração exibido em 2015 na MWC em Barcelona. Os planos são de disponibilizar aproximadamente 7.000 unidades desta versão nos próximos meses.

A HTC tem tido dificuldades em ganhar o seu quinhão no mercado dos smartphones, seja na guerra dos high-end com a Samsung ou Apple, ou no mid-range, onde muitas marcas marcam a sua posição. Assim, para muitos, a realidade virtual é vista como uma oportunidade para salvar e relançar a empresa, opinião também partilhada pelo CEO da companhia.

Segundo a companhia, serão criados mais conteúdos para além de jogos, tendo por exemplo já acordado algumas séries como Game of Thrones da HBO, o estúdio de filmes Lionsgate e a prórpria Google como parceiros para criação de conteúdos multimédia!

Desta forma, pode ser esperado um forte empenho da empresa em tentar agarrar a sua fatia deste novo mercado da realidade virtual.

Módulo Wireless (atualizado)

A HTC lançou agora em Novembro um módulo que permitirá usar o seu equipamento HTC Vive sem fios, o TPCAST. Algo verdadeiramente positivo!

Este acessório está disponível para pré-reserva no site chinês da marca por $220 dólares, começando a ser enviado no primeiro trimestre de 2017.

HTC Vive VR TPCAST

Ainda não se sabe quando estará disponível em lojas noutros pontos do globo. Contudo, em comunicado, a empresa garantiu que este pode ser comprado por qualquer pessoa, e não apenas na região.

A bateria terá uma autonomia de cerca de uma hora e meia, contudo a HTC afirma estar a trabalhar em baterias maiores. Caso tenha sucesso, a empresa deverá integrar esse acessónio na próxima geração do Vive VR.

 

Será que terão sucesso já com tantos outros gigantes na corrida?

Nutella Man

Your email address will not be published. Required fields are marked *