hero f12020

F1 2020 Review – Uma das séries anuais mais consistentes

O Melhor
Modo My Team
Experiência altamente personalizável
O Pior
Modo carreira obsoleto
Qualidade Gráfica começa a estagnar
75

Na minha opinião, não existe qualquer dúvida de que a Codemasters é um dos melhores estúdios no que toca a jogos de corridas. A forma como conseguem de forma consistente criar bons jogos de corridas, das mais variadas disciplinas é simplesmente incrível. F1 2020 é mais um exemplo de um bom jogo que melhora vários aspetos do ano anterior, mas deixa espaço para ainda mais melhorias no ano seguinte.

Carreira melhorada

No ano passado, a principal novidade foi a inclusão da Fórmula 2 (F2) no modo carreira. Infelizmente eram apenas 3 corridas e deixou um pouco a desejar, visto que o resto da carreira era exatamente igual aos anos anteriores.

Em F1 2020, a componente F2 é opcional mas foi bastante expandida podendo agora jogar uma época inteira nesta categoria antes de subir para a F1.

A estrela de F1 2020 é o modo My Team. Podem vê-lo como uma espécie de modo carreira muito mais completo. Neste modo, vão ser simultaneamente o dono e piloto de uma equipa de Fórmula 1.

Como tal, vão ter de escolher coisas como o fabricante do motor, patrocínios, o piloto secundário da equipa, assim como melhorar os vários departamentos de R&D a um nível geral, mas também escolher os diversos melhoramentos como já acontecia nos modos de carreira anteriores.

F1 2020 2

Vão ter também dois tipos de progressão, um deles chamado Acclaim que indica o prestígio da vossa equipa e é um factor a ter em conta caso queiram contratar um piloto mais famoso e, o vosso nível, que permite desbloquear vários perks que aumentam a quantidade de acclaim que recebem, mais escolhas durante as entrevistas com jornalistas, entre outras.

Também existe um calendário que podem preencher com várias atividades como acções publicitárias que conferem dinheiro e acclaim, team building que melhora as várias equipas de produção de R&D, corridas por convite que também conferem dinheiro e acclaim caso as vençam.

As opções de personalização são extensivas e permitem-vos escolher a duração do campeonato (10, 16 ou 22 corridas), as várias assistências e dificuldade e a duração das corridas que podem ter no mínimo 5 voltas, algo que gostei bastante visto que torna cada grande prémio em algo menos monótono.

Caso sejam veteranos na série, podem criar uma Pro Career que aumenta todas as dificuldades, desliga as assistências e aumenta para o máximo a duração da carreira e corridas, caso queiram a verdadeira experiência e intensidade de roer as unhas.

O problema deste modo, é que torna a carreira convencional em algo praticamente inútil. Caso saltem a carreira na F2, o modo Driver Career é uma versão lite do My Team. Apenas podem escolher uma equipa, qual o colega dessa equipa, os upgrades de R&D e começam já com algumas das equipa de produção num nível mais alto.

F1 2020 1

Seria preferível termos uma escola de F2 no My Team de forma a integrar esta categoria no modo principal e eliminar completamente o Driver Career. Aliás, se fizerem uma temporada completa no My Team, quando começarem a 2ª temporada vão estar com a vossa equipa praticamente ao nível daquela com que começam no Driver Career.

Um novo método de progressão introduzido foi o Podium Pass. É o equivalente aos Battle/season passes que se vêm noutros jogos live service e permitem desbloquear itens cosméticos como celebrações, luvas, capacetes e liveries para os carros.

Não é um passe muito intrusivo e se adquirirem a edição Schumacher, recebem moedas suficientes para comprar a versão VIP do passe. Além disso, se não quiserem gastar dinheiro, a versão gratuita do passe também oferece algumas moedas, pelo que ao fim de 1, 2 passes podem adquirir a versão VIP caso joguem regularmente.

Existem 30 níveis e vários desafios que podem cumprir para obter mais experiência. Ao terminarem corridas também recebem experiência e, caso terminem o passe VIP, terão moedas suficientes para comprar o passe da temporada seguinte, o que é sempre uma boa decisão.

Gráficos, performance e som

Graficamente, joguei a 4K com HDR ligado na PS4 Pro e é um jogo fantástico. No entanto, acho que a Codemasters atingiu o limite do que pode fazer com a versão desta geração do Ego Engine.

F1 2020 3

As mudanças gráficas são muito poucas, quando comparado a F1 2019, mas a performance continua incrivelmente fluída, mesmo com más condições atmosféricas.

O som dos carros é bastante bom, especialmente se tiverem um sistema de som poderoso, mas reparei que a equalização está muito fraca, especialmente no que toca as falas dos jornalistas e membros da equipa, que é incrivelmente baixa e mal se houve por vezes.

Conclusões

F1 2020 é mais um jogo de corridas da Codemasters que apresenta um nível de qualidade bastante acima da média.

O modo My Team é uma excelente mudança no modo de carreira tradicional e ainda existe espaço para introduzir melhorias e mais profundidade no que toca à gestão da equipa.

Graficamente continua bom, mas acredito que as versões da próxima geração vão ter um salto significativo no que toca a qualidade, especialmente depois de ter visto a revelação do Gran Turismo 7 para a PS5.

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Final Score