Análise ao portátil MSI GT73VR 7RF Titan Pro
Design cuidadoRendimento acima da médiaExcelente qualidade de somRefrigeração de CPU e GPU dedicadas e bastante eficienteSoftware extra de qualidadeSuporte para VR
Podiam optar por material anti-dedadasLEDs do teclado não podem ser personalizados independentementeFraca autonomia
89%Overall Score
Design93%
Ecrã93%
Rendimento99%
69%
Sistema93%
Reader Rating 2 Votes
90%

Longe vão os tempos em que jogar no portátil era algo pouco comum e também algo arriscado devido ao seu rendimento e fracos sistema de refrigeração, quando comparados com os computadores de mesa.

Mas nos últimos tempos, graças a esforços de marcas como a MSI, isto tem mudado. Hoje podemos jogar com portáteis com desempenho excelente. Os novos portáteis gaming continuam com alguns problemas crónicos, como o peso e a bateria. Contudo, os seus sistemas de refrigeração e potência melhorou bastante, o que tem levado a cada vez mais gente optar por estes dispositivos pela sua mobilidade.

Nessa linha, tivemos chance de testar um dos equipamentos mais potentes do momento nesse aspecto, o MSI GT73VR 7RF Titan Pro, um verdadeiro portátil gaming, em todos os sentidos… mas se calhar um pouco caro para a maioria.

Design

O MSI GT73VR 7RF Titan Pr conta com um design de alumínio escovado de cor preta, com uns detalhes avermelhados, que lhe dão um design agressivo e premium ao mesmo tempo. Infelizmente, pelo material usado, este é também um íman de dedadas. Conta com umas dimensões de 428 x 287 x 24~49 mm e um peso de 4,14 kg.

MSI GT73VR 7RF Titan Pro - izquierda

Do lado esquerdo contamos com três portas USB 3.0, as habituais saídas de áudio e line-in/line-out, e uma ) e uma abertura da ventilação do sistema.

MSI GT73VR 7RF Titan Pro - derecha

Já do lado direito, temos mais duas portas USB 3.0 e a entrada para o leitor dos cartões SD, tal como outra abertura da ventilação lateral.

MSI GT73VR 7RF Titan Pro - trasera

Da parte de trás, encontramos o resto das conexões do portátil, como a ligação da bateria para carregar o portátil, as portas de imagem de HDMI e MiniDisplay port, uma porta USB 3.1 do tipo-C, entrada RJ45 / ethernet, e duas grandes aberturas do sitema de ventilação. Contamos também o uma gravação a laser do nome da linha Titan.

MSI GT73VR 7RF Titan Pro - tapa

Na parte superior deste portátil temos o logo da MSI com o dragão em fundo vermelho juntamente com o nome da marca, e também a indicação da linha Titan e alguns detalhes metálicos em vermelho.

MSI GT73VR 7RF Titan Pro - base

Quanto à parte inferior, contamos com muita ventilação para o sistema que impressionam à primeira vista, e é filtrada para evitar a entrada de pó claro! Nesta zona temos também as colunas e woofer, fruto da parceria com Dynaudio com uma qualidade a cima da média, também perceptível com o uso de auriculares graças à placa ESS SABRE HiFi.

Visto de frente, temos um portátil bastante limpo, apenas tendo os indicadores luminosos de Wi-Fi, bateria e actividade do disco duro.

Um portátil gaming excelente para consumo multimédia

Este portátil também é ideal para o consumo de multimédia graças ao seu grande ecrã de 17,3″ com resolução 4k e acabamento mate anti-reflexos. Com este painel podemos desfrutar de jogos e filmes em 4k. Conta ainda com a tecnologia TrueColor integrada no software Dragon Center, onde podemos configurar aspectos da qualidade de imagem.

Precisamente por cima do ecrã, encontramos a câmara integrada com uma resolução de gravação FHD capaz de gravar a 30fps com microfone estéreo integrado.

MSI GT73VR 7RF Titan Pro - pantalla y teclado

Na zona inferior encontramos um teclado de membrana retroiluminado com o cunho da Steelseries, que nos transmite uma boa qualidade e é bastante cómodo no seu uso. Como um ponto negativo tem a sua iluminação LED que apenas pode ser personalizada em blocos e não de foram independente por cada tecla.

O touchpad é bastante extenso neste portátil e conta com iluminação nas suas bordas, cuja iluminação também pode ser controlador pelo DragonCenter. Na lateral direita do teclado temos os botões de energia, troca da placa gráfica, que neste dispositivo a troca entre a integrada da Intel e a GTX 1080 não é automática, troca do perfil de iluminação do teclado, e outro botão ainda que nos abre a aplicação Xplit Gamecaster para gravar/transmitir os nossos momentos, e um outro para aumentar a velocidade da ventilação do sistema e melhorar as temperaturas.

Especificações completas

  • Ecrã: 17,3″ 4k LCD 60 Hz;
  • Processador: Intel Core i7 7820HK Kaby Lake a 2,9 GHz (OC até 4,2 GHz) fabricado em 14nm;
  • Memória RAM: 32 GB DDR4;
  • Armazenamento: SATA-III HDD 7200rpm de 1 TB + 2 SSD de 256 GB PCIe Gen3 x4 (RAID 0 de 512 GB);
  • Gráfica: GeForce GTX 1080 8GB GDDR5 e Intel HD Graphics 630;
  • Connectividade: Killer Wireless-n/a/ac 1535 Wireless, Killer E2500 Gigabit Ethernet, Bluetooth 4.1;
  • Câmara: FHD ([email protected]);
  • Bateria: 8 celdas, 75 Wh (5000 mAh);
  • Portas: 1x porta Tipo-C USB3.1, 1x Mini Display, 5x USB 3.0, 1 Ethernet RJ45, leitor de cartões SD, 1x HDMI 4K, jack 3.5mm de auriculares, microfone e line-in/out;
  • Sistema: Windows 10 Home 64 bits;
  • Dimensões: 428 x 287 x 24~49 mm;
  • Peso: 4.14 kg

Na nossa experiência o uso andou em torno de videojogos, durante o qual o seu desempenho se mostrou excelente inclusive em 4K, algo que seria de esperar se tivermos em conta que tem uma GTX 1080 de 8GB, uma das melhores do mercado, só suplantada pela GTX 1080Ti.

Não sentimos nunca quedas consideráveis de FPS, mesmo com longas sessões de jogo, muito graças ao sistema de ventilação que a MSI idealizou para melhorar o fluxo de ar em 30% como anuncia.

Testamos vários jogos de diferentes géneros como Battlefield 1, Rise of The Tomb Raider y F1 2015 e o resultado foi excelente quer em FHD como em 4K.

Tendo em conta que o máximo é de 60 FPS, visto este modelo 4k não contar com painéis de 120Hz como os modelos FHD da MSI, conseguimos os seguintes resultados:

Ultra (4k / 1080p) High(4k / 1080p) Mid (4k / 1080p)
Battlefield 1  55fps / 60fps 60fps / 60fps 60fps / 60fps
F1 2015  59fps / 60fps 60fps / 60fps  60fps / 60fps
Tomb Raider 44fps / 60fps 47fps / 60fps 52fps / 60fps

Nota: se quisermos tirar o máximo proveito da GTX 1080, deveremos jogar ligados à correcto, caso contrário, com a bateria, esta não será usada no máximo da sua capacidade.

Vale a pena destacar que, como indica o nome do modelo deste portátil, o mesmo está preparado para realidade virtual, contanto com os certificados NVIDIA, Intel e HTC para tal. Além disso, a MSI colaborou com a HTC no desenvolvimento e optimização com dispositivos VR, assegurando a compatibilidade com estes.

Quanto ao rendimento em tarefas do dia a dia, o resultado é muito positivo. Muito graças ao seu processador i7 de sétima geração da Intel, aliado aos 32GB de memória RAM DDR4, que tornam a realização de tarefas em simultâneo uma coisa bastante fácil de gerir.

O ponto fraco deste portátil é comum a todos os portáteis gaming, a sua bateria. A jogar, não devemos esperar conseguir mais de hora e meia sem termos de nos ligar à corrente. Mas, num uso normal, sem jogar, esta pode durar algo em volta das 3h e 3h30 em uso, principalmente com a placa gráfica integrada Intel em uso, que reduz bastante os níveis de consumo.

Nos pontos seguintes podemos ver alguns resultados de testes que realizamos ao rendimento deste equipamento, para que possam ter uma ideia do que falamos.

CPU/GPU

Aida64

aida-cpu

Geekbench

geekbench

Cinebench

cinebench

PCmark

pcmark

RAM e Armazenamento

CristalDisk

diskmark

Aida64

aida-memoria

Software

Como não poderia deixar de ser, o portátil vem com o Windows 10 Home instalado como sistema operativo, e conta com uma série de software extra da MSI, que vem sido incluido nos mais recentes modelos e já falamos noutras ocasiões passadas.

Contamos ainda com o MSI TrueColor, que já referimos, um programa que nos permite calibrar o ecrã do portátil ao nosso gosto. Nahimic 2 é outra aplicação com a qual podemos contar para tirar o máximo partido das grandes colunas que vimos no inicio que o portátil tem na sua base.

nahimic

E vale a pena este MSI GT73VR 7RF Titan Pro?

De uma forma simples, este portátil dá uma primeira impressão muito boa, e é espectacular em tudo. Com o seu design imponente e um rendimento invejável, pondo-o à prova, evidenciámos isso mesmo. Surpreendendo ainda no seu rendimento em 4k.

É um portátil com especificações de topo, com uma GTX 1080, um i7 7820HK, um ecrã 4K e um excelente som… mas tudo isto tem um preço.

Para um portátil como este, teremos de pagar 3.599€ na Amazon.ES, ou o mesmo em lojas nacionais.

Vale a pena? Sim, se tivermos o dinheiro e não nos preocupar gastá-lo, vale muito, por todo o seu rendimento ser…portátil. Pagamos por alto rendimento e mobilidade.

No more articles