MSI GE72 7RE Apache Pro
dav

Análise ao portátil MSI GE72 7RE Apache PRO

Design91
Ecrã85
Rendimento89
Autonomia64
Ecossistema95
Reader Rating3 Votes79
Desenho metálico elegante e premium
Rendimento em tarefas diárias muito bom
Som alto e claro
Sistema de refrigeração eficaz
Software extra muito util
Fraca autonomia
Ganha dedadas facilmente
LED do teclado não permite personalização individual
85

O mundo gaming é dominado por sistemas de mesa, os desktop, mas nos últimos tempos temos assistindo ao crescimento dos portáteis gaming, com excelentes prestações, equiparando-se em alguns casos já aos desktop em performance!

Uma das marcas que mais tem favorecido esse crescimento é a MSI, que conta com portáteis com rendimento de destacar e características muito interessantes. Tivemos chance de testar em primeira mão um destes novos equipamentos, o notebook MSI GE72 7RE Apache Pro e se pensam em comprar um portátil gaming, vamos dizer-te o que achamos deste em particular.

Design

Antes de nada, temos de ter em conta que estamos perante um equipamento grande, com ecrã de 17,3″ e resolução FHD, o que pode tornar difícil o seu transporte para todo o lado. Mas para jogar, aquilo a que se destina, é uma delicia poder contar com um ecrã deste tamanho num portátil.

Conta com umas dimensões de 419.9 x 287.8 x 29.8 mm e um peso de 2.7 kg. O design do MSI GE72 7RE Apache Pro mantém o tom geral da marca, com uma construção em alumínio escovado e cor preta, o que lhe dá um toque bastante premium, mas com um pequeno inconveniente. É um imã de dedadas, que ficam marcadas com muita facilidade.

Izquierda MSI GE72 7RE Apache Pro

Na lateral esquerda encontramos a maior parte das suas conexões, entre as quais temos uma entrada RJ-45 para o cabo ethernet, duas portas USB 3.0, saídas de vídeo mini-display port e HDMI, um conector USB 3.1 Tipo-C e as portas de áudio jack 3.5mm para auriculares e microfone.

Derecha MSI GE72 7RE Apache Pro

Já do lado direito deste Apache encontramos a ligação para a bateria, um leitor de cartões SD, uma porta USB 2.0 para o rato por exemplo e o leitor de discos.

Trasera MSI GE72 7RE Apache Pro

Na parte traseira do notebook temos uma das partes mais importantes num portátil, principalmente na gama gaming, que são as saídas de ar do sistema de ventilação do processador e placa gráfica, além do logo Apache que dá nome à gama.

Tapa MSI GE72 7RE Apache Pro

Na parte superior deste, temos o clássico logo da MSI com o dragão com fundo vermelho, com iluminação, juntamente com o nome da marca.

Na parte da frente temos os leds indicadores dos diferentes estados e sensores, desde Wi-Fi, bateria e atividade do disco rígido. Junto destes tempos os altifalantes stereo, fruto da parceria com Dynaudio, que oferecem um nível de áudio com bastante qualidade.

Base MSI GE72 7RE Apache Pro

Já na parte inferior do portátil, temos algumas aberturas que ajudam na ventilação do sistema, juntamente com uma coluna focada nos tons graves, que melhora a qualidade de som em conjunto com as colunas frontais.

Um grande portátil, muito completo

Ao levantar a tampa do portátil, deparamos-nos com um ecrã grande, com 17,3″ que nos apresenta uma resolução de 1920 x 1080 pixeis com uma alta taxa de atualização com 120Hz e um tempo de resposta anunciado de 5ms, algo muito bom para gaming.

Além disto, o ecrã conta com suporte TrueColor, tecnologia integrada no controlador Dragon Center, pela qual podemos configurar diversos aspectos da qualidade de imagem. O painel tem ainda o extra do acabamento matte, o que é bom para reduzir os reflexos e melhorar a visibilidade global do ecrã.

Na parte superior do ecrã temos a câmara integrada do portátil, uma localização habitual nestes equipamentos, com suporte para gravação de vídeos em HD a 30fps, com microfone estéreo integrado.

Abierto MSI GE72 7RE Apache Pro

No outro painel inferior do portátil, temos a área de trabalho com um teclado de membrana retro-iluminado, com a marca da Steelseries. Este apresenta um tacto muito agradável e as teclas transmitem boa qualidade, apesar de se tratar de um teclado de membrana e não mecânico. O seu ponto negativo vai para a iluminação, visto que os LED não se podem personalizar  por tecla, apenas por blocos.

O touchpad é bastante grande, fazendo uso do espaço que temos dada a dimensão do portátil de 17,3″. A cima do teclado temos os botões de energia, controlo dos perfis de iluminação e também para controlar as ventoinhas do sistema.

Rendimento de destaque

Falemos agora do que realmente interessa em qualquer computador, e mais ainda em portáteis gaming, contudo, vejamos primeiro as suas características gerais:

  • Ecrã: 17,3″ Full-HD, 120Hz e 5ms;
  • Procesador: Intel Core i7 7700HQ Kaby Lake a 2.8GHz (OC a 3,4GHz) fabricado em 14nm;
  • Memória RAM: 16 GB DDR4;
  • Armazenamento: SATA-III HDD 7200rpm de 1 TB + PCIe Gen3 x4 SSD de 256 GB;
  • Gráfica: GeForce GTX 1050 TI 4GB GDDR5;
  • Conectividade: Intel Dual Band Wireless-AC 3168, Killer E2500 Gigabit Ethernet, Bluetooth 4.1;
  • Câmara: HD ([email protected]);
  • Bateria: 6 cells, 51 Wh (4250 mAh);
  • Portas: 1 porta Tipo-C USB 3.1, 1 Mini Display, 2 USB 3.0, 1 USB 2.0, 1 Ethernet RJ45, 1 Leitor de cartões SD, 1 HDMI 4K, jack 3.5mm de auriculares e microfone;
  • Sistema: Windows 10 Home 64 bits;
  • Dimensões: 419.9 x 287.8 x 29.8~32 mm;
  • Peso: 2.7 kg.

O nosso uso foi muito focado em jogos, nos quais mostrou ter um rendimento bastante bom, tendo em cotna que contamos com uma NVIDIA GTX 1050 Ti, que se insere na entrada da gama média das placas gráficas.

O mais importante a retirar da nossa experiência é que tivemos no geral um rendimento bastante estável, sem quedas consideráveis de FPS, mesmo com várias horas de jogo, sem receio de thermal trottling. Isto pois o portátil conta com botões para controlar a velocidade das ventoinhas, o que nos permite controlar as suas temperaturas.

Testamos vários jogos, de diferentes géneros, como Battlefield 1, Dark Souls 3 e F1 2015, e obtivemos os seguintes resultados de FPS:

Ultra Alto Médio
Battlefield 1 52 fps 60 fps 75 fps
Fórmula 1 2015 59 fps 65 fps 73 fps
Dark Souls 3 60 fps 60 fps 60 fps

Quanto ao rendimento em tarefas do dia a dia, o resultado foi excelente, graças ao seu processador Intel i7 de sétima geração, combinado com 16GB de RAM DDR4. O ponto fraco deste portátil, como em todos da gama média, é mesmo a bateria. Ao jogar com ela, não contem aguentar mais de uma hora e meia sem que se desligue ou tenham de ligar à corrente. Mas já com um uso normal, sem jogar, esta pode durar cerca de três horas.

De seguida vamos ver alguns Benchmarks para ter uma ideia do seu rendimento global

CPU/GPU

Aida64

aida64-cpu

Geekbench

geekbench

Cinebench

cinebench

PCmark

pcmark-global

RAM e Armazenamento

CrystalDiskMark

Disk

Aida64

aida64-ram

Software

Este equipamento vêm com Windows 10 Home de 64 bits e vários extras da MSI que a diferencia dos restantes que podemos encontrar noutras marcas, visto que estes têm bastante utilidade.

Falamos do Dragon Center, um programa central no qual podemos configurar cada opção do sistema, desde os leds do teclado, à velocidade das ventoinhas, ou os DPI’s do ecrã, entre outras opções.

dragon-center

A partir do Dragon Center, podemos aceder a outros programas como MSI True Color, que nos permite configurar diferentes perfis de ecrã, ou o Nahimic 2, onde podemos configurar tudo no que toca ao áudio.

Veredito final

Estamos perante um portátil com umas características que, em alguns casos, como a gráfica, não é um top de gama, mas consegue um grande rendimento. Não teremos problemas no dia-a-dia com ele, nem na maioria dos jogos nem com programas de edição.

Neste momento os portáteis da MSI são dos mais recomendados quando se fala em gaming, não só pelas suas especificações e design, mas também pelos preços a que chegam ao mercado. Este modelo em concreto podemos encontrar na Amazon por 1.359€, e um valor próximo em lojas portuguesas com teclado PT-PT. O que não é nada mal se tivermos em conta dos os extras que traz.

Contudo, se quiserem outra opção mais em conta, podem dar uma vista de olhos na nossa lista de melhores portáteis gaming.

More Stories
ffxv
Final Fantasy XV vende 5 milhões no dia de lançamento