Análise - Huawei Mate 10 Pro [Review] AI, Ai, ai...!
Excelente desempenhoDesign eleganteDuração da bateriaInterface intuitiva e acessível
Câmara sobressaídaApenas uma colunaPreço
92%Overall Score
Design90%
Ecrã89%
Rendimento95%
Câmaras90%
Ecossistema95%

A Huawei lançou hoje em Portugal o seu novo flagship, o Huawei Mate 10 Pro e para fazer esta análise, tivemos o prazer de o ter na nossa posse durante um mês inteiro.

Lançamento acompanhado da versão Lite!

O Mate 10 Pro é o que acontece quando um fabricante pega em tudo o que tem de melhor, e coloca tudo num único pacote. O resultado é um smartphone rápido, elegante e com uma performance bastante acima da média.

O Mate 10 Pro reúne todas as condições para ser um colosso

Será que temos em mãos um smartphone perfeito? Vejamos.

Resumo das especificações

Ecrã 6″ AMOLED
Resolução 1080 x 2160
Dimensões 154.2 x 74.5 x 7.9 mm
Peso 178 g
Sistema Android 8 / EMUIR 8
Chipset Kirin 970
CPU Octa core Cortex [email protected] & Cortex [email protected]
GPU Mali-G72 MP12
RAM 6 GB
ROM 128 GB
Câmara Principal Leica Dual 20MP+12MP, f/1.6, OIS, 4k video;
Câmara Secundária 8MP, f/2.0;
Bateria 4000 mAh
Preço ~870€, Amazon ES

Design premium para entretenimento

Seguindo as últimas tendências da indústria, o Mate 10 Pro vem com um ecrã 18:9, com um rácio de ecrã para corpo de aproximadamente 80% o que, associado ao seu tamanho de 6 polegadas, faz do Mate 10 Pro um excelente terminal para entretenimento.

A sua capa traseira também é bastante elegante, curva e em vidro, com as duas câmaras alinhadas na vertical, fugindo à disposição horizontal que vimos, por exemplo, na gama Huawei P10.

O Design é premium e elegante, exatamente o que se quer para um terminal deste tipo

No que toca ao design, apenas tenho dois problemas a apontar. Primeiro, o facto das câmaras estarem saídas do terminal, o que faz com que as proteções de metal que têm à sua volta arranhem as superfícies onde o pousam.

A segunda é o facto de a Huawei ainda insistir em colocar apenas uma coluna na base, quando podiam ter posto duas, ainda mais pelo facto de não existir entrada de Jack 3.5mm.

Também estranhei um pouco o leitor de impressões digitais na traseira, muito por estar habituado ao leitor frontal do P10, mas é algo fácil de habituar. No entanto, devido ao tamanho do smartphone, é preciso alguma ginástica adicional para o desbloquear, se pegarmos de determinadas formas.

Performance inteligente

Como disse, a Huawei pegou no que tinha de melhor em termos de especificações, colocou no misturador e o resultado foi um smartphone com excelente performance.

Como se não bastasse, ainda colocaram um sistema de Inteligência Artificial, que controla todo o dispositivo, podendo alocar recursos para as aplicações que mais usam, uma vez que aprende as vossas rotinas.

A IA incluída é uma excelente novidade e aumenta o valor do Mate 10 Pro

Em termos de sistema operativo, temos finalmente o Android O, com a já famosa interface EMUI, agora na versão 8. No que toca ao SO, nota-se que ainda está num estado jovem, com algumas aplicações a terem alguns soluços estranhos, devido ao facto de ainda não estarem bem otimizadas para o novo sistema.

desktop_2desktop_1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No que toca ao EMUI 8, a Huawei conseguiu melhorar ainda mais a acessibilidade face à versão anterior, sendo agora mais fácil e intuitivo aceder a certos menus, com boa explicação sobre cada opção.

Colocando o P10 ao lado do Mate 10 Pro, muitas das opções estavam menos escondidas no Mate 10 Pro, ao contrário do P10 no qual era necessário abrir menus extra, para aceder à mesma opção.

O Mate 10 Pro também tem incluídos tutoriais. Assim, sempre que efetuem uma ação pela primeira vez, irá aparecer um balão com uma breve descrição sobre o que acabaram de fazer ou abrir.

A falta de tutoriais foi algo que achei bastante problemático no P10, especialmente no que toca à funcionalidade dos toques com os nós dos dedos.

A interface é limpa e acessível, com excelente fluidez em multitasking

Não tive qualquer problema com multitasking, o Mate 10 Pro tem poder de processamento e memória suficiente para correr diversas aplicações, mesmo que pesadas, ao mesmo tempo e trocar entre elas de forma rápida e sem engasgar.

No entanto, apesar dos 6GB de RAM, nunca consegui ter mais que 2.7 GB livres, em média, que comparando com o P10 que possui apenas 4GB e costuma ter o mesmo espaço livre, pode indicar que o novo Android ou o EMUI 8 consomem bastante RAM neste momento. Ao longo do tempo poderá ser melhorado, mas gostaria que não ocupasse mais de 2GB de RAM.

Câmara para veteranos e casuais

Caso sejam fotógrafos experientes, ou simples fotógrafos de fim-de-semana, a câmara do Mate 10 Pro oferece-vos imensas opções.

Para aqueles que gostam de disparar fotos à cowboy, o Mate 10 Pro possui um sistema de reconhecimento que deteta se estão a tirar fotos a pessoas, animais, paisagens, texto, entre outros. Assim, dependendo do vosso alvo, a câmara aplica definições diferentes, automaticamente, para tentar o melhor resultado.

mate 10_5

Cada vez mais conseguimos florear as fotos sem necessitar de edição posterior

Caso o vosso alvo seja uma pessoa, o Mate 10 Pro coloca automaticamente o modo bokeh, dando o efeito de profundidade de campo que é bastante comum neste tipo de fotos. Caso seja um prato com comida, o filtro vai realçar as cores da comida. Caso seja uma paisagem, vai realçar os amarelos ou azuis, dependendo da hora do dia.

Uma excelente funcionalidade, é a de podermos identificar pessoas, sendo que o Mate 10 Pro cria automaticamente álbuns, com o nome dessas pessoas, para que possamos ter tudo organizado.

Podem ver aqui algumas fotos que tirámos com o Mate 10 Pro

Isto é muito útil caso vão de viagem com amigos, visto que após identificarem uma foto, o telemóvel procura por todas as fotos com esse vosso amigo e coloca tudo no mesmo álbum, sendo que já não precisam de as procurar manualmente.

Outra funcionalidade que gostei bastante, foi o modo de câmara lenta, que vos permite gravar a alta velocidade e comprime tudo em 3 segundos, excelente para gravar objetos em movimento, sem que tenham de fazer qualquer edição posterior.

Existem muitas opções para os amantes da fotografia

Para os que gostam de fotos mais profissionais, existem muitas opções nomeadamente, controlo de ISO, abertura, exposição, entre outros.

Pessoalmente, assumo-me mais como um utilizador casual, mas é bom ver que um telemóvel de mais de 800€ tem opções a pensar em todo o tipo de utilizadores.

Bateria que dura e dura e dura…

A bateria de 4000 mAh foi um valor muito bem escolhido por parte da Huawei, e que temos visto em vários dispositivos.

Com as especificações do Mate 10 Pro, juntamente com o ecrã de 6”, qualquer valor abaixo disto, significa que teriam de carregar o telefone regularmente.

No que toca a duração, podem utilizar o telefone à vontade durante todo o dia, com Wi-Fi e dados ligados, jogar, utilizar a câmara e ainda vão chegar ao dia com bastante bateria.

Um excelente exemplo disto, foi o ter estado com a câmara em modo 4K desde as 17h até à meia noite num dia, e só ter gasto cerca de 50% da bateria.

A bateria tem uma excelente duração e, caso não chegue, podem carregá-la rapidamente

A IA que se encontra dentro do Mate 10 Pro tem um grande papel no que toca ao uso da bateria, uma vez que pode gerir os recursos e, como tal, otimizar a bateria para a aplicação aberta que mais consome.

Para terminar, o Mate 10 Pro vem com o sistema de carregamento rápido que permite recarregar o telefone completamente em menos de 1 hora. Assim, caso a bateria não aguente o esforço extremo, podem ter o Mate 10 Pro completamente operacional, rapidamente.

Em relação à temperatura, o telefone nunca aqueceu de forma notória, mesmo a gravar em 4K e com a capa de silicone que vem incluída na caixa.

Conclusão

O Mate 10 Pro é realmente um smartphone fantástico, com especificações brutais, um design premium bastante competente e funcionalidades a perder de vista.

A sua interface é bastante limpa e acessível, a câmara mantém o padrão de qualidade a que fomos habituados nos últimos tempos e a bateria garante que, na maioria dos casos, não precisem de andar com powerbank ou carregador convosco.

O preço não é para todas as carteiras, mas considerando os flagships da Samsung ou Apple, a relação preço/performance não é nada má.

Que vos parece o Mate 10 Pro? Será capaz de enfrentar os flagships da Samsung e Apple?

NewEsc Recomendado Tech

No more articles