Análise: Cities: Skylines - Parklife
Novas funcionalidades interessantesMais opções para as cidades
Poucas adiçõesPreço alto
70%Overall Score
Reader Rating 1 Vote
96%

Cities: Skylines da Paradox Interactive continua vivo e em boa forma. Esta expansão vem mostrar isso mesmo, embora existam algumas questões a colocar. O jogo vem adicionando novo conteúdo para aqueles que realmente gostam deste lançamento, e vem-se tornando cada vez mais divertido fazer a nossa cidade. Como o próprio nome da expansão o refere, o foco aqui é parques.

Isto vem adicionar alguma variedade ao que já existia e que, sinceramente, não era muito. A ideia geral é sem dúvida interessante: poder fazer parques mais complexos e desenhados por nós próprios, o que vai afectar, não só a imagem da nossa cidade, como também uma das funcionalidades do jogo mais obscuras em termos de funcionamento: os turistas.

Quatro novos tipos de parques

Com esta nova funcionalidade temos o poder de construir quatro novos parques, cada um diferente dos outros. Estes podem ser pequenos, para ocupar pequenos espaços da nossa cidade, ou então podem ser completamente megalómanos. Isso depende totalmente de vocês. As escolhas são:

  • Parque da Cidade;
  • Jardim Zoológico;
  • Reserva Natural;
  • Parque de Diversões.

Parque da Cidade

Este foi provavelmente o primeiro que fiz, e talvez o mais simples. Apesar de haverem escolhas comuns a todos como casas-de-banho públicas, cafés, e lojas de lembranças, neste podem construir praças, pontões para o mar, um parque para as crianças e uma praça de trampolins. Neste momento torna-se bastante óbvio que se quiserem fazer algo em grande vão ter de repetir construções, ou usar outras ferramentas.

Apesar de terem sempre disponíveis algumas decorações específicas, o melhor será usarem também as árvores, pedras, e outras opções para melhorarem os vossos parques.

parque_cidade_parklife

Parque de Diversões

Neste sim já podemos dar um pouco mais de liberdade à nossa imaginação. Mesmo sem usar as ferramentas decorativas já conseguimos fazer algo digno de ser visitado. As atracções são bastante mais numerosas que as do parque da cidade: ccnto de jogos, carrossel, comboio, montanha-russa, entre outras. Quando chegarem à fase final do vosso parque verão que, se usarem tudo, têm um parque espectacular.

Embora seja, sem dúvida, uma adição positiva, não gosto especialmente do facto de o chão das atracções ter um padrão colorido que, na minha opinião, é bastante feio. Apesar de entender que as cores pode transmitir uma alegria, não acho que fiquem especialmente bem. Não seria muito difícil dar  essa decisão aos jogadores.

parque_diversoes_parklife_cities

Reserva Natural

Aqui é absolutamente indispensável usar as ferramentas de decoração. Fazer uma reserva natural atravessar um campo de relva não será propriamente a visita mais excitante de sempre. Como as atracções iniciais são tendas, algumas fogueiras e pouco mais temos de aproveitar as ferramentas do jogo para tornar este parque num local de interesse.

Embora também muito simples, tal como o parque da cidade, acho que este tem mais potencial. As hipóteses são tantas que podem construir algo grande e continua a parecer que temos um espaço cheio. Como o foco é a natureza, umas árvores e pedras, ou talvez um lago, são sem dúvida um bom início para terem algo de que se orgulhem.

reserva_natural_parklife

Jardim Zoológico

Este é, na minha opinião, o melhor parque dos 4. E acho isto por apenas uma razão: é o que tem mais variedade de todos. Apesar de, mesmo assim, poder ter ainda mais coisas, o que tem já não é mau. Podemos ter leões, elefantes, flamingos, aves, insectos, anfíbios e répteis, e ainda mais! Juntando tudo conseguimos fazer um parque muito respeitável.

Embora a variedade seja impressionante é uma pena que de início não tenhamos praticamente nada disponível. E isso é realmente uma pena. Num parque de nível 1, sem ser as construções gerais têm literalmente uma atracção: uma cerca com alces e renas.

jardim_zoologico

Níveis e visitantes

Tudo nos parques têm como finalidade chegar aqui: ao nível do parque. E isto acontece porque é o nível deste que define o que podemos construir. Então e como é que subimos o nível do nosso parque? Para o fazer precisamos de atingir um certo valor de entretenimento e um número específico de visitantes.

O primeiro ganha-se construindo dentro do nosso parque. Ao construírem um edifício ou uma decoração ganham entretenimento. E é esse entretenimento que vai chamar os visitantes. Isso e o preço do bilhete que definem à entrada. Ou seja, os parques têm um custo associado, e são vocês que definem quanto é que cada pessoa paga à entrada. Este valor irá alterar, obviamente os custos do parque, tal como o número de visitantes.

Uma coisa que isto altera é, como disse no início, que a vossa cidade chama mais turistas a visitar. Embora estes andem pelos meios de transporte normais, existem ainda dois apoios a estes visitantes externos: autocarros turísticos e caminhadas. Um deles funciona como um autocarro normal, embora com foco nas atracções turísticas e o outro em caminhadas pelos sítios de interesse.

atractividade_parklife

Para ajudar a saber o que realmente os turistas querem ver, existe um menu onde podemos observar isso mesmo: os locais mais atractivos. Esta é uma enorme ajuda a fazer os nossos trajectos para, por exemplo, os novos autocarros turísticos.

Finalmente uma última coisa importante a referir. Para ajudar os nossos novos parques foram criadas 8 novas políticas. Todas elas afectam directamente a atractividade destes locais como, por exemplo: o lançamento de foguetes ou a publicidade pública.

Veredicto final

Ver quatro parques novos, alguns com poucas opções foi um pouco desapontante. Mas no final do dia consegue-se fazer muito com relativamente pouco. Embora quisesse mais, e continuo a querer mais, o trabalho final não está mal executado e merecem algum crédito por isso.

Embora não haja a menor dúvida que esta expansão torne as nossas cidades em locais mais bonitos, também é indiscutível que o que Parklife traz é muito pouco para o preço de 15€. Altera o jogo? Sem dúvida. O jogo está melhor? Indiscutível também. Mas apenas se gostarem mesmo muito de Cities: Skylines valerá a pena o preço total. De outra forma, talvez seja melhor esperar por uma promoção.

Mas acima de tudo Parklife é uma boa expansão. Diverti-me bastante a construir estes novos parques e admito que o resultado final foi muito satisfatório. Com esta expansão penso que estarei talvez um pouco mais perto de me sentir um verdadeiro presidente de câmara.